Do vintage ao hightec, um tem a sua cara.

Sempre elegantes e com um charme próprio, os relógios são itens clássicos presentes no acervo de qualquer pessoa. Pelo menos foi assim por muito tempo, até que os celulares tomassem conta do dia a dia das pessoas.

A internet abriu espaço para o surgimento das mais variadas tendências, e a moda soube aproveitar muito bem essa novidade, resgatando um objeto que estava restrito ao mercado de luxo e em coleções antigas.

Tempo de tendências

A invasão do street style como principal tendência que pautou vestimentas e até o lifestyle das pessoas nos últimos anos, resgatou o relógio como item diferencial na hora de criar um look.

Um dos melhores representantes dessa tendência foi o modelo Casio, que ganhou cores e formatos distintos, porém mantendo sua característica retrô. E tem algo mais retrô que um bom relógio?

Anos atrás, algo parecido aconteceu com os modelos desmontáveis, com pulseiras coloridas, uma super nostalgia dos anos 80. Esses modelos ganharam vitrines de lojas populares, tamanho o sucesso da imagem que conseguiram criar.

Enquanto a nova geração se diverte com os relógios, os fãs de um estilo mais sofisticado e clássico nunca abriram mão dos ponteiros à vista. Existem feiras específicas para os fãs de relógio, apresentando a união perfeita de tecnologia e sofisticação.

No ambiente do mercado de luxo, os acessórios dão um show à parte, e grandes marcas entraram na onda de collabs, criando modelos personalizados e que se tornam detalhes importantes no visual.

A hora deles

O surgimento dos chamados smartwatches resgatou um antigo significado dos relógios: função. Conectados aos smartphones do usuário, eles permitem tocar músicas, atender chamadas, responder mensagens e e-mails, e, ainda por cima, fazer tudo isso por comando de voz.

A polêmica de terceirizar funções sem necessidade para um novo gadget não pareceu afetar os donos de smartphones, que adotaram a nova proposta. Algumas fabricantes já permitem personalizar as pulseiras dos relógios, sendo um atrativo a mais para o consumidor.

Marcas esportivas também passaram a desenvolver modelos inteligentes que mapeiam, por exemplo, seu trajeto diário, desempenho em exercícios físicos, e claro, tudo isso conectado aos apps de saúde e monitoramento físico.

Ainda em tempo

Para quem aprecia relógios, mas ainda não se vê usando um, a dica é simples: comece por um modelo básico, que não demanda muito investimento. Teste formatos diferentes de acordo com seu estilo. É mais fácil adaptar algo dentro de um contexto já existente.

Hoje, existe uma variedade gigantesca de relógios, que passeiam do clássico rigoroso ao design futurista. Provavelmente, você não vai ficar vendo a hora passar, mas a escolha de um bom relógio pode dar aquele charme a mais no seu visual.

As mulheres ainda têm maior liberdade de escolha, visto que grifes e joalherias sempre tiveram um enfoque maior nesse público.

Porém, esse cenário começa a tomar outros rumos. O guarda-roupa masculino tem se flexibilizado bastante graças às novas demandas da sociedade, com isso, as possibilidades de estilo se ampliam também nos acessórios.

Existe ainda uma movimentação de brechós e serviços de customização, que se utilizam de materiais já existentes para a criação de novos. Fazer aquela visita no bazar do seu bairro ou reinventar o seu modelo favorito com materiais inusitados pode ser um bom caminho para dar um toque mais pessoal ao seu amigo de todas as horas.