A Prefeitura de Hortolândia realiza, neste sábado (19/06), vacinação contra a COVID-19. A vacinação é para pessoas sem comorbidades ou doenças crônicas nascidas até o ano de 1970 que já fizeram o agendamento. De acordo com a Secretaria de Saúde, serão imunizadas cerca de 1.600 pessoas.

A vacinação será em três locais: Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI), no Remanso Campineiro, e nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) Amanda II e Rosolém (confira abaixo os endereços dos locais). O horário da vacinação será das 8h às 15h30.

A Secretaria de Saúde salienta que as pessoas sem comorbidades ou doenças crônicas devem levar CPF (Cadastro de Pessoa Física), comprovante de endereço, Cartão Cidadão ou do SUS (Sistema Único de Saúde). Já as pessoas com deficiência permanente deverão apresentar laudo que comprove a deficiência e os documentos mencionados acima.  

A Secretaria de Saúde ressalta que para ser vacinado é necessário fazer o cadastro no site Vacina Já (CLIQUE AQUI), do governo estadual, e o agendamento no site da Prefeitura, por meio deste LINK

Também serão vacinadas, neste sábado, pessoas com comorbidades ou doenças crônicas acima de 18 anos. Estas pessoas devem levar comprovante da doença (laudo, relatório ou prescrição médica) em documento emitido em até um ano e que contenha o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico que atende o paciente, comprovante de residência, CPF, Cartão Cidadão ou do SUS.

Para as pessoas que faltaram para a 2ª dose, a Secretaria de Saúde salienta que a vacinação para essas pessoas será feita somente no CCMI. Essas pessoas não precisam fazer o agendamento. 

Confira abaixo os endereços dos pontos de vacinação contra a COVID-19 neste sábado (19/06):

– CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade): rua Euclides Pires de Assis, 200, Remanso Campineiro

– UBS Amanda II: avenida Brasil, 800, Jardim Amanda II

– UBS Rosolém: rua Osmar Antonio Meira, 300, Jardim Rosolém

Confira abaixo a lista de pessoas com comorbidades ou doenças crônicas a serem imunizadas:

– Diabete Mellitus

– Pneumopatias crônicas graves

– Hipertensão Arterial Resistente (HAR)

– Hipertensão Arterial (Estágio 3)

– Hipertensão (Estágios 1 e 2 com lesão de órgãos-alvo)

– Insuficiência cardíaca

– Cor pulmonale e hipertensão pulmonar

– Cardiopatia hipertensiva

– Angina estável pós-infarto

– Valvopatias

– Miocardiopatias e pericardiopatias

– Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

– Arritmias cardíacas

– Cardiopatias congênitas no adulto

– Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

– Doença cerebrovascular

– Doença renal crônica

– Doenças neurológicas graves

– Imunossuprimidos

– Obesidade mórbida

– Hemoglobinopatias graves

– Cirrose hepática

– Transplantados de órgão sólido ou medula (com idade acima de 18 anos)

– Portador de deficiência permanente que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) (com idade acima de 18 anos)

– Portador de Síndrome de Down (com idade acima de 18 anos)

– Portador de deficiência permanente

Artigo anteriorProfissionais da Educação participam de debate sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU
Próximo artigoEm dois meses de mobilização, campanha Hortolândia Solidária garante alimentos a 2.500 famílias em vulnerabilidade