Connect with us

São Paulo

Energia fica mais cara

Publicado

em

Segundo informações do site CBN Campinas, os consumidores da área de concessão da CPFL Paulista, dentre eles os moradores de Campinas, Hortolândia e região, terão as contas de energia reajustadas mais uma vez. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 7, o reajuste da conta. O aumento médio é de 4,67%. O reajuste entra em vigor a partir desta quarta-feira (08).

No caso de pequenos comércios e indústrias, a alta média será de 4,24% e os grandes consumidores (alta tensão) terão um reajuste médio de 5,29%.

A Aneel informou que para o cálculo do reajuste considerou a variação de custos da empresa teve no ano, desde o reajuste aplicado em abril do ano passado que foi de 16,46%.

Fonte: CBN Campinas

São Paulo

SP vacina a 1ª criança contra Covid-19

Publicado

em

Por

Indígena de 8 anos que faz tratamento de saúde em SP é 1ª criança vacinada do Brasil

A primeira criança vacinada contra Covid-19 no Brasil é um garoto indígena de 8 anos. Davi Seremramiwe Xavante vem periodicamente a São Paulo para um tratamento de saúde no Hospital das Clínicas da USP. O Governador João Doria acompanhou o início da campanha estadual para crianças de 5 a 11 anos no início da tarde desta sexta-feira (14).

“O Davi é a primeira criança brasileira a receber a vacina para imunização contra a Covid-19. É um momento histórico para o Brasil. Praticamente um ano após São Paulo iniciar a vacinação aqui no Hospital das Clínicas”, disse Doria.

A campanha de vacinação infantil em São Paulo começou imediatamente após a entrega do lote inicial de 234 mil vacinas pediátricas da Pfizer à Secretaria de Estado da Saúde. As equipes da pasta receberam o imunizante no final da manhã desta sexta, e a distribuição para todas as regiões do estado será iniciada até o final da tarde.

Nascido em uma tribo Xavante no estado do Mato Grosso, Davi tem uma condição de saúde que afeta as pernas e o obriga a andar com ajuda de uma órtese. Durante nove meses, ele e o pai, o cacique Jurandir Siridiwe, fizeram viagens periódicas à capital paulista para que Davi fosse tratado no Instituto da Criança do Hospital das Clínicas.

Desde o início do ano passado, Davi passou a morar com uma tutora na cidade de Piracicaba, na região de Campinas. Ela o acompanha nas consultas rotineiras que garoto faz no HC com médicos das áreas de reabilitação e neurologia.

O caso do garoto xavante está sendo estudado por especialistas do Instituto da Criança, que procuram identificar as razões da parda parcial dos movimentos de Davi. Como há outras crianças da mesma tribo com sintomas similares aos de Davi, os cientistas da USP estão conduzindo um estudo genético completo para apontar possíveis causas do problema.

Cronograma estadual

Nesta primeira etapa da campanha de vacinação infantil, o Plano Estadual de Imunização recomenda que as 645 Prefeituras do estado priorizem crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, deficiência, indígenas e quilombolas. A estimativa é que 850 mil menores nestas condições sejam vacinados de forma prioritária.

O Ministério da Saúde encaminhou apenas 234 mil doses para a Secretaria de São Paulo nesta sexta. A expectativa do Governo do Estado é que o órgão federal encaminhe novos lotes a partir da próxima semana.

A lista das comorbidades é definida pelo Ministério da Saúde. Pais e responsáveis precisam apresentar nos postos de vacinação comprovantes como exames ou qualquer prescrição médica. Os cadastros já existentes nas Unidades Básicas de Saúde também poderão ser utilizados para a vacinação.

O Governo de São Paulo também recomenda o pré-cadastro no site www.vacinaja.sp.gov.br para a campanha infantil. O preenchimento do formulário digital é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos postos, evitando filas e aglomerações.

Para cadastrar os filhos, pais e responsáveis devem acessar o site, clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário. Se o processo não puder ser feito pela internet, os pais não precisam se preocupar, pois o cadastro completo poderá ser feito presencialmente nas unidades de vacinação.

Lista de comorbidades do Ministério da Saúde

Insuficiência cardíaca
Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
Cardiopatia hipertensiva
Síndromes coronarianas
Valvopatias
Miocardiopatias e pericardiopatias
Doenças da aorta, grandes vasos e fístulas arteriovenosas
Arritmias cardíacas
Cardiopatias congênitas
Próteses e implantes cardíacos
Talassemia
Síndrome de Down
Diabetes mellitus
Pneumopatias crônicas graves
Hipertensão arterial resistente e de artéria estágio 3
Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo
Doença cerebrovascular
Doença renal crônica
Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
Anemia falciforme
Obesidade mórbida
Cirrose hepática
HIV

Continue Lendo

São Paulo

Temperatura sobe neste fim de semana no estado de São Paulo, diz Inmet

Publicado

em

Parque Dorothy

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que, a partir deste fim de semana, temperaturas mais elevadas voltam a aparecer no estado de São Paulo, o que deve ser uma constante no verão de 2022. O aviso do Inmet inclui esta sexta-feira (14).

Segundo o Inmet, a capital paulista pode registrar máxima acima de 30°C no sábado (15) e no domingo (16).

A cidade teve o início de ano com as mais baixas temperaturas máximas desde 2007, considerando os dez primeiros dias de janeiro. Conforme dados da Estação Meteorológica Automática do Inmet no Mirante de Santana, zona norte da capital, a máxima de 2022 atingiu 29,3°C no dia 3.

Desde 2007, quando registrou 28,9°C no dia 7, não havia temperatura máxima tão baixa na cidade no período 1º a 10 de janeiro.

Ainda segundo o Inmet, a nebulosidade persistente sobre parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste indo até o Oceano Atlântico (ZCAS, Zona de Convergência do Atlântico Sul) e o ar frio no oceano explicam a ausência de maior calor nas temperaturas máximas da capital paulista.

fonte ebc

Continue Lendo

São Paulo

Governo do Estado recomenda limitar a 70% público em estádios e shows

Publicado

em

O Governador João Doria anunciou, nesta quarta-feira (12), nova recomendação do Governo de SP para enfrentamento da pandemia do coronavírus. A medida recomenda que eventos, shows e atividades esportivas devem seguir medidas rígidas de controle sanitário. Não haverá restrições de funcionamento para estabelecimentos dos setores de comércio e serviços.

“O Governo do Estado reforça recomendações para evitar a disseminação do coronavírus. Após a constatação de uma alta elevação no número de casos do coronavírus em São Paulo e deliberação dos médicos que compõe o Comitê Científico do Estado de SP, o Governo decidiu recomendar que organizadores de eventos públicos, especialmente os musicais e esportivos, para que reforcem medidas preventivas para evitar a disseminação da COVID”, destacou Doria.

O Governo de SP reforça que eventos em geral devem disponibilizar álcool em geral e exigir o uso de máscaras dos participantes. A recomendação ainda prevê que os organizadores exijam do público a apresentação de comprovante de esquema vacinal completo (com as duas doses da vacina ou uma do imunizante de dose única).

Há ainda recomendação específica para que as prefeituras de todo Estado reduzam em 30% a capacidade de público em eventos esportivos, musicais e atividades em geral que possam provocar aglomerações. Cada município possui autonomia para editar regras de restrição, de acordo com a realidade local.

As recomendações foram amparadas em orientação científica do Centro de Contingência do Coronavírus e são necessárias para contenção da evolução das taxas de contaminação do coronavírus, provocada especialmente pela variante ômicron que é considerada mais transmissível.

“Em relação a eventos, shows e atividades esportivas, nós vamos continuar com a recomendação das medidas não farmacológicas, de uso obrigatório de máscaras e álcool gel. Todos os eventos devem exigir o comprovante da vacina completa e, se possível, testes. E recomendamos para as prefeituras que reduzam as taxas de ocupação desses eventos”, destacou o coordenador do Centro de Contingência, João Gabbardo.

População em geral

O Governo de SP também reforçou as recomendações para que a população em geral mantenha as medidas de segurança sanitária. As indicações são para que as pessoas façam o uso obrigatório de máscaras, higienização de mãos e álcool em gel, além de que completem o esquema vacinal e tomem as doses de reforço.

João Gabbardo informou que o Estado registrou aumento de 58% das internações em leitos de UTI e de 99% nas enfermarias, nas duas últimas semanas. Apesar do número de pacientes em unidades de tratamento intensivo ser duas vezes menor do que o registrado no começo de 2021, os números atuais mostram aceleração das internações.

“Baseados nessas informações, o Comitê Científico reforça a necessidade do uso de máscaras em todos os ambientes. A recomendação para que a gente continue e aprimore todos os cuidados não farmacológicos de higienização das mãos, uso de álcool gel e, o mais importante de tudo, completar o esquema vacinal”, destacou Gabbardo.

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares