Mais um caso de violência contra mulher registrado pela Lei Maria da Penha, na manhã desta quarta-feira (04).

Mulher de 21 anos, mãe de 4 (quatro filhos) pede separação legal do seu Companheiro (técnico de enfermagem) Pai de seus filhos, após ter sido agredida verbalmente com palavras de baixo calão e ameaçada de agressão física.

Segundo a vítima o atual companheiro passa dias fora de casa, ingere bebidas alcoólicas e faz uso de entorpecentes com frequência, quando ele chega em casa ela vai conversar e o mesmo se torna uma pessoa agressiva não a respeitando e nem os seus filhos.

Até o momento não teve manifesto para defesa do acusado.

A vítima tem ciência do termo previsto pela LEI 11.340/06, onde no Art. 2º Toda mulher, independentemente de classe, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade e religião, goza dos direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sendo-lhe asseguradas as oportunidades e facilidades para viver sem violência, preservar sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual e social.

Por: Raquel Trindade