Connect with us

Nossa Cidade

Para construir Centro de Apoio ao Idoso em Hortolândia, Prefeitura e EMS assinam Termo de Doação

Publicado

em

Hortolândia ganhará, em breve, um importante espaço para atender pessoas com 60 anos ou mais, em vulnerabilidade social: a “creche do idoso”. Nesta quarta-feira (19/02), os agentes responsáveis pelo projeto, oficialmente chamado de CASI (Centro de Assistência Social ao Idoso), deram mais um passo importante nesse sentido. A Prefeitura e a empresa farmacêutica EMS firmaram Termo de Doação para a implementação e execução do espaço, que será localizado em área doada pelo Poder Público na Rua Antonio Gazzetta (antiga Rua 1), 181, ao lado da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Miguel Camilo, no Jd. Terras de Santo Antonio.

A cerimônia de assinatura aconteceu na Praça São João Paulo II, no Jd. Santa Clara do Lago, em meio à chuva leve da tarde, e contou com a presença de membros da Melhor Idade do Jd. Amanda, vereadores e diversas autoridades, dentre elas o prefeito Angelo Perugini; o diretor consultivo da EMS, Augusto Viseu Fernandes. O idealizador do projeto, padre Nélson Ferreira de Campos, que acaba de passar por cirurgia, foi substituído pela secretária da Paróquia São João Paulo II, vinculada à Arquidiocese de Campinas, Patrícia Faria Alves Ferreira. O Quarteto Cultura Instrumental animou o evento. A ação é de responsabilidade da Secretaria de Governo, em parceria com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

Perugini ressaltou o sentimento de gratidão pela parceria com a farmacêutica, que doará R$ 5 milhões somente para a construção da “creche do idoso”. A previsão passada a ele é que a construção esteja concluída em até nove meses, a contar de abril, mês em provavelmente começará a obra. “Já tem uma empresa contratada pela EMS para a execução da obra, já temos projeto (arquitetônico) pronto. São 64 leitos. É uma grande casa. Não é uma obra pequena. Terá piscina, salão de jogos, auditório. Vai ser uma casa muito completa. Tem vários profissionais que vão trabalhar lá, como psicológos, psiquiatra, médicos de clínica geral, dentre outros. Será uma casa híbrida: tem aqueles que vão lá só para passar o dia, se divertem, fazem atividades e voltam para casa à noite; e  tem aqueles que vão dormir lá. Esta empresa serve de exemplo para todas as empresas do município”, valorizou o prefeito.

Em nome de Carlos Sanchez, presidente do Conselho de Administração do Grupo NC, ao qual a EMS pertence, Viseu destacou a boa parceria entre a Prefeitura e o grupo, que vem desde a construção da creche Emiliano Sanchez, vinculada à Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia; e agora se estende às áreas de inclusão social e esportes. Solicitou também aos presentes que se apropriem dos novos espaços, ajudando o Poder Público a mantê-los em bom estado. “Por favor, colaborem. Isto é de todos nós. Não é da EMS, nem do Sr. Carlos Sanches, nem do prefeito. É de toda a comunidade. Procurem nos ajudar e dizer: a coisa é nossa. Estou muito feliz de ver que, quando a gente se une, as coisas saem”, afirmou Viseu, que se mostrou disposto a acompanhar todo o andamento da obra até a inauguração.     

Creche mista

A “creche para idosos” terá capacidade para atender 64 pessoas, de ambos os sexos, metade como asilo e metade como espaço de convivência não asilar, segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. O projeto é voltado a pessoas com 60 anos ou mais, em vulnerabilidade social, inscritos no Cadastro Único e com recomendação judicial de medidas protetivas. A iniciativa está em concordância com a política nacional do SUAS (Sistema Único de Assistência Social), cuja proposta é promover a valorização, proteção e cuidados a pessoa idosa.

De acordo com o projeto, apresentado em abril de 2019, a área total construída será de 2.335 metros quadrados, em um terreno com área total de 7.364,86 metros quadrados. Na planta mostrada à comunidade, o espaço terá blocos de apartamento separados para homens e mulheres, recepção, salas administrativas, salas de atendimento individual e em grupo, salão multiúso, refeitório, cozinha, lavanderia, despensas, áreas verdes, área de descanso e varanda coberta. 

O projeto arquitetônico foi doado pela WKM. Caberá à EMS a responsabilidade pela construção do prédio. A Prefeitura cedeu o terreno e, por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, fará a gestão do CASI, após a conclusão da obra.

“Foram 14 reuniões até chegarmos aqui e ver este sonho começar a ser realizado. O CASI é uma política pública municipal para cuidado e atenção aos idosos, população que também sofre violação de direitos e tem que ter resguardado o seu direito à vida. O centro tem como característica o acolhimento, a convivência e a atenção aos idosos”, ressaltou o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

Quadras de tênis

Na ocasião, a Administração Municipal anunciou outra relevante parceria com a farmacêutica, desta vez, na área esportiva: a construção de duas quadras de tênis – uma na Rua Bolívia, na esquina com a Rua México, no Jd.Santa Clara do Lago; e outra na Rua Jacareí, na esquina com a Rua Wanderley Paz Soares, no Jd. Nova Europa. Os espaços próprios serão construídos pela empresa em espaços doados pela Prefeitura. Segundo a Secretaria de Esporte, o projeto atenderá cerca de 300 jovens atletas,o dobro dos beneficiados atualmente.

Outro aspecto positivo, segundo o secretário Marcos Antônio Panício, o Mercadão, é que as quadras terão dimensões oficiais. Além da obra em si, um investimento de R$ 400 mil, a EMS ficará responsável pela contratação de professor e disponibilização de materiais esportivos. “O projeto representa um ganho para a comunidade esportiva de Hortolândia. Não tínhamos a modalidade de tênis nas escolinhas esportivas. Muitos entendiam este como um esporte de elite, mas não é”, destacou Mercadão.  

Com a construção das quadras, o Projeto Tênis para Todos, realizado com patrocínio da empresa EMS e apoio da Prefeitura, será substituído pelos espaços próprios. Agora, a ação oferece aulas gratuitas para meninos e meninas, dos 6 aos 16 anos de idade, em dois espaços: um no Jardim Amanda, nas quadras localizadas na Rua Casemiro de Abreu, próximas às lagoas do bairro, e outro no Jardim Carmen Cristina, no Parque Socioambiental Remanso das Águas.

PIC

O Projeto CASI faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), um conjunto de mais de 100 obras e serviços em realização  pela Administração Municipal para promover o desenvolvimento econômico, urbano, social e humano de Hortolândia. As ações do PIC são realizadas por meio de parcerias com a iniciativa privada e governos estadual e federal.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Jogos do final de semana definem finalistas Campeonato de Futebol Amador

Publicado

em

Torneio é organizado pela Associação de Atletas com apoio da Prefeitura de Hortolândia

Os jogos deste final de semana pelas duas divisões do Campeonato Amador de Futebol, organizado pela Associação de Atletas, com apoio da Prefeitura de Hortolândia, definirão as equipes finalistas da competição. No jogo de ida da semifinal da primeira divisão, o Santa Clara venceu o Moleque Travesso e pode até empatar para chegar à decisão. Já o empate no confronto entre Família São Sebastião e Estrela Vermelha não dá vantagem para nenhuma equipe na busca pela decisão. Na segunda divisão, o Frenético garantiu o acesso para a elite e a vaga na final enquanto Real São Bento e São José também empataram o primeiro jogo e definem a última vaga para a decisão neste final de semana.

Competição contou com jogos equilibrados

O torneio começou com 47 equipes, somando as duas divisões.  Além disso, com o final da primeira fase, na divisão de elite, Amanda, Padoka e Botafogo fizeram as três piores campanhas e disputam a divisão de acesso em 2023. Para acompanhar tudo o que gira em torno da competição, nas duas divisões, basta baixar o aplicativo da Associação de Atletas de Hortolândia pelo Play Store do smartphone IoS ou Android.

“Este final de semana é decisivo para as equipes que disputam o futebol amador de Hortolândia. Nossos campos estão preparados para receber torcedores e jogadores. O incentivo para uma festa bonita nas arquibancadas continua e estaremos de olho nos jogos observando os talentos e torcendo por ótimas partidas. No final, o espírito esportivo, a integração e a amizade, que são as as bases do esporte, devem prevalecer”, comenta o secretário de Esporte, Gléguer Zorzin.

Confira os jogos de volta das semifinais 

Primeira divisão

Sábado (13/08) – Campo do Rosolém

19h45 – Estrela Vermelha x Família São Sebastião 

 

Domingo (14/08)

Campo do Rosolém

9h –  Santa Clara x Moleque Travesso 

 

Segunda Divisão

Sábado (13/08) – Campo do Rosolém

17h45 –  São José x Real São Bento

 

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Guardas Municipais de Hortolândia começam a atuar como agentes de trânsito

Publicado

em

Medida entrou em vigor, nesta terça-feira (09/08), após publicação de portaria no Diário Oficial Eletrônico do Município

A partir desta semana, 25 GMs (Guardas Municipais) de Hortolândia passaram a desempenhar mais uma função na esfera pública: a de agentes de trânsito. Os profissionais, previamente selecionados pela Secretaria de Segurança, foram capacitados para as novas tarefas em formação de 96 horas-aulas, 76 h/a na modalidade presencial e 20 h/a na modalidade remota, realizada entre 2021 e 2022 pela empresa Auto Trânsito, contratada pela Prefeitura por meio de licitação. 

A autorização para o início das novas atribuições legais, conferidas pelo Decreto Municipal no 3752/2017, foi publicada nesta terça-feira (09/08), na edição 1614 do Diário Oficial Eletrônico do Município, disponível neste link. O grupo de habilitados é formado por 22 homens e três mulheres.

Os GMs agentes tiveram noções de engenharia de tráfego, sinalização de trânsito, operação e fiscalização de trânsito e prática operacional. Também aprenderam sobre psicologia aplicada e o papel educador do agente de trânsito. A nova atribuição da força de segurança da Prefeitura está prevista na Emenda Constitucional nº 82/2014 (veja abaixo).

“No início do ano, eles foram capacitados e agora todas as seis equipes da Guarda Municipal estão aptas a atuar e autuar no trânsito de Hortolândia”, ressalta o secretário de Segurança, Joldemar Nunes Corrêa.

Confira a legislação que permite à GM atuar no trânsito

A Emenda Constitucional Nº 82/2014 acrescentou ao artigo 144 da Constituição Federal, que trata das forças de segurança pública, o parágrafo 10, que afirma o seguinte: “A segurança viária, exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do seu patrimônio nas vias públicas: II- compete, no âmbito dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, aos respectivos órgãos ou entidades executivos e seus agentes de trânsito, estruturados em Carreira, na forma da lei. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 82, de 2014)”.

O artigo 4º, Inciso VI da Lei 13.022/2014 (Estatuto das Guardas Municipais), diz que: “É competência geral das guardas municipais a proteção de bens, serviços, logradouros públicos municipais e instalações do Município. VI – exercer as competências de trânsito que lhes forem conferidas, nas vias e logradouros municipais, nos termos da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), ou de forma concorrente, mediante convênio celebrado com órgão de trânsito estadual ou municipal”.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Programa “Agenda Verde” continua com trabalho de orientação ambiental com moradores

Publicado

em

Nesta semana, agentes da Prefeitura percorreram as regiões do Jardim Nova Hortolândia e Parque do Horto

Manter a cidade limpa é uma tarefa que requer a participação dos moradores. Então, que tal você ser aliado do município no combate contra o descarte irregular de resíduos? Para incentivar a população a se unir ao poder público nessa luta, a Prefeitura de Hortolândia continua a percorrer a cidade com o programa “Agenda Verde”. Nesta semana, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza ação casa a casa nas regiões do Jardim Nova Hortolândia e Parque do Horto. 

Os agentes de Fiscalização Ambiental e do Núcleo de Educação Ambiental conversam e informam os moradores sobre a retomada do programa. As equipes também dão orientações sobre como fazer o descarte correto de resíduos nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura e distribuem material explicativo sobre outros temas ambientais, como queimada e ligação correta de esgoto.

Durante a ação no Jardim Nova Hortolândia, o coordenador do Núcleo de Educação Ambiental, Ricardo Zanoni, salienta que foi constatado descarte irregular de resíduos em um terreno localizado na esquina das ruas Odete Vieira Santos e Treze A. 

“Alguns moradores nos informaram que o proprietário sempre limpa o terreno. Mas, infelizmente, as pessoas insistem em fazer o descarte irregular no local. Apesar disso, os moradores elogiaram o trabalho da Prefeitura. Eles destacaram que a Administração Municipal faz a parte dela na limpeza da cidade e criticaram a falta de educação de outros moradores da região que fazem o descarte irregular ali no local”, salienta Zanoni.  

Na ação, os agentes também têm reforçado com a população a importância de manter os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, e o aplicativo Agenda Verde. 

Aplicativo 

A retomada do programa conta com uma ferramenta de comunicação disponível para os moradores. É o aplicativo Agenda Verde. Por meio da ferramenta, as pessoas podem fazer denúncias de descarte irregular de resíduos na cidade. O Aplicativo pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store do celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Agenda Verde

O programa “Agenda Verde” foi instituído em 2017, na gestão do falecido prefeito Angelo Perugini. Nessa primeira fase, o programa executou ações de enfrentamento às demandas ambientais, com ênfase nas questões da destinação correta dos resíduos, limpeza e zeladoria da cidade. 

Crime ambiental

O descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas é crime ambiental, sujeito à multa. O valor da multa varia de 25 a 10.000 UFMHs (Unidade Fiscal Municipal de Hortolândia, que neste ano é de R$ 4,0941), de acordo com a lei municipal Nº 873, de 2001 (Código de Posturas). Já o valor da multa para descarte irregular em terreno particular também varia de 25 a 10.000 UFMHs.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Populares