Connect with us

Nossa Cidade

Fiscalização multa mais de 50 estabelecimentos por descumprimento de medidas sanitárias em Hortolândia

Publicado

em

Desde o começo da pandemia, em março de 2020, até o momento, a Operação de Orientação e Fiscalização da Prefeitura já expediu 285 autos de infração e multou 54 estabelecimentos no município. A maioria deles são chácaras e bares e foram autuados por aglomeração e descumprimento de protocolos sanitários adotados para conter a disseminação do Coronavírus em Hortolândia. As informações são da Secretaria de Governo.

Os valores das multas variaram entre R$ 552,20, em caso de não uso de máscara, e R$ 5.522,00, para festas irregulares flagradas em chácaras. A força tarefa, que envolve a Equipe de Fiscalização da Administração Municipal e membros da GM (Guarda Municipal), atua diariamente, das 9h às 23h, junto à sociedade e aos comerciantes. 

Outros dados importantes foram os divulgados pelo Núcleo Estratégico da GM. De janeiro a dezembro de 2020, foram realizados 3.028 atendimentos/ano para chamados de perturbação de sossego, em espaços públicos e privados. Destes, 1.192 resultaram em notificações via Boletim de Ocorrência e multa. A média mensal ficou em 252,3 casos. Neste ano, o total de ocorrências já chega a 107, entre janeiro e fevereiro.

Ainda de acordo com a Secretaria de Governo, são realizadas, em média, 1.500 visitas por mês. Nestas ações de fiscalização, estabelecimentos que descumprem as regras do Decreto Municipal podem ser multados, em valores que variam desde R$ 1 mil até R$ 30 mil. 

Atualmente, muito embora Hortolândia esteja na “Fase Amarela” do Plano São Paulo, de reabertura gradual e consciente das atividades, é proibida a realização de eventos que causem risco à saúde pública e perturbem o sossego alheio, a qualquer hora do dia.

Para denunciar irregularidades

Situações de perturbação ao sossego e aglomerações podem ser denunciadas e os infratores correm o risco de ser levados à delegacia. É possível denunciá-las, a qualquer hora do dia ou da noite, todos os dias da semana, pelos telefones 153 ou 08000-111-580.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Com intermédio da Prefeitura, restaurantes e bares de Hortolândia passam a contar com apoio da Abrasel

Publicado

em

O setor de bares e restaurantes é o que mais emprega no Brasil, junto com a construção civil

Como forma de auxiliar o setor de restaurantes e bares nesta retomada da economia por conta do avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, buscou uma aproximação com a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Regional Campinas, para que a entidade possa contribuir diretamente no fomento e desenvolvimento do setor no município.

Dando o primeiro passo nessa parceria, o prefeito José Nazareno Zezé Gomes, acompanhado da secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Monique Freschet, recebeu no gabinete do Palácio das Águas o presidente da Abrasel na Região Metropolitana de Campinas, Matheus Mason, que estava acompanhado do conselheiro da Abrasel, Silvio Bigon.

O prefeito destacou que o setor de bares e restaurantes foi um dos que mais sentiu os impactos pela pandemia, comércios que hoje ele vê com grande potencial de crescimento nesta retomada da economia. “Hortolândia é a cidade que mais cresce na Região Metropolitana de Campinas e, por conta dos novos condomínios, a população vem crescendo no mesmo ritmo. Com um mercado consumidor forte, a tendência é que a cidade venha receber novos empreendimentos voltados para a gastronomia. Com apoio da Abrasel, tenho a certeza que os empreendedores vão se sentir abraçados. A partir deste acompanhamento, tenho a certeza que eles terão mais êxito em seus bares e restaurantes, atraindo novos clientes e criando novos postos de trabalho, gerando renda para nossa população. A cidade, como um todo, ganha”, destacou o prefeito.

O presidente da Abrasel na Região Metropolitana de Campinas, Matheus Mason, comentou que o setor de bares e restaurantes é o que mais emprega no Brasil, junto com a construção civil e destacou que, por conta das inúmeras oportunidades de emprego, o setor não exige escolaridade e nem experiência, sendo uma das principais portas de entrada ao mercado de trabalho trilhada por jovens. “Estamos com as portas abertas há 4 anos em Campinas e a nossa proposta é poder avançar em nosso quadro associativo e auxiliar os empreendedores de bares e restaurantes de Hortolândia. Essa abertura de portas da Prefeitura é importante e acredito que possamos desenvolver encontros e palestras em parceria, para benefício do setor”, afirmou Mason.

A secretaria de Desenvolvimento Econômico, Monique Freschet, destacou o trabalho desenvolvido pela Abrasel e afirmou que o objetivo é mobilizar os empreendedores locais que venham conhecer a atuação da entidade em benefício do setor. Para isso, uma atividade será agendada envolvendo os donos de bares e restaurantes. “O primeiro passo foi dado. Agora é mobilizar o setor para que a Abrasel tenha oportunidade de dialogar em busca do fomento e desenvolvimento dos empreendimentos em nossa cidade”, finalizou Monique.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia prossegue com obras de implantação de terceira faixa na Emancipação, após remoção de postes

Publicado

em

CPFL retirou estruturas que estavam na pista

Após solicitação da Prefeitura de Hortolândia, a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) retirou, neste final de semana, três postes que estavam na pista da avenida da Emancipação, no trecho próximo à farmacêutica EMS, onde a Administração Municipal realiza a obra de implantação da terceira faixa de rolagem na via.

Faltam poucos detalhes para a finalização do trabalho, que acontece no sentido Hortolândia/SP-101 (Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença). Com a remoção das estruturas, o município fará o reforço da sinalização no local e o fechamento dos buracos onde os postes estavam implantados. As melhorias na obra do viário acontecem nos próximos dias.

A terceira faixa na Avenida da Emancipação vai da Rua Barão de Itapura até o trevo da EMS, na saída para Monte Mor. De acordo com a Secretaria de Obras, são 550 metros de nova pista. O local ganhou nova calçada com ciclovia no mesmo trecho. As equipes realizaram pintura de linhas que delimitam a via (linhas de bordo), linhas seccionadas, setas direcionais e zebrados.

A ação tem o objetivo de acabar com o congestionamento de veículos que se forma na avenida da Emancipação, principalmente em horários de pico, contribuindo com as novas alças de entrada e saída da cidade no km 5 da Rodovia SP-101 .

Motoristas que seguirem pela avenida da Emancipação, sentido Monte Mor/Rodovia dos Bandeirantes, terão maior fluidez no trânsito, sem a necessidade de parar no trevo da EMS.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia implanta primeira faixa de retenção exclusiva para motos

Publicado

em

Sinalização reforçará segurança viária na Avenida Santana, próximo a condomínio e escolas

Para ampliar a segurança viária em uma das vias mais movimentadas da cidade, a Prefeitura de Hortolândia acaba de implantar uma faixa de retenção exclusiva para motos, na Avenida Santana, no Parque Ortolândia, na altura do número 1990, em frente ao condomínio residencial Golden Park e próximo a duas escolas particulares.

A sinalização, que cria os bolsões específicos para motocicletas, entre a faixa de pedestres e a de retenção de veículos, é inédita no município e foi demarcada na manhã desta segunda-feira (27/09) por equipes do Setor de Pintura da Secretaria de Mobilidade Urbana.

A ação integra um conjunto de medidas de segurança viária, em execução na via desde meados deste mês. Por volta das 16h de hoje, começa a funcionar o novo semáforo para pedestres instalado neste mesmo trecho. São ações integradas para disciplinar o trânsito na região, onde há grande circulação de veículos e também de pedestres, em razão da proximidade com o condomínio e com o Unasp (Centro Universitário Adventista de São Paulo) e o Colégio Adventista de Hortolândia. O trecho também recebeu reforço na pintura das faixas de pedestres e de retenção de veículos, de linhas seccionadas brancas e de legendas de “DEVAGAR” e “PARE”.

“É uma ação para aumentar a segurança de motoqueiros, mas principalmente de pedestres”, explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

De acordo com a Diretoria de Operações, a implantação do bolsão específico para motos no Parque Ortolândia é um projeto piloto. A ideia é expandi-lo para outras importantes vias da cidade, como a Av. da Emancipação (sentido SP-bairro) e a Av. Olívio Franceschini. “Além da capital, poucas cidades da região têm esta faixa de retenção específica para motos”, afirma o diretor de Operações, José Eduardo Vasconcellos.

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares