A experiência de Hortolândia na implantação do Programa da Educação de Tempo Integral, promovido pela Prefeitura, foi apresentada, nesta quarta-feira (31/07), na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), durante o “III Seminário de Educação Integral: concepções e práticas na Educação Básica Pública no Século XXI”. A integração com o Programa Viva Mais e a participação de agentes educacionais foram aspectos destacados pela secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, em sua fala na mesa de abertura.

Realizado no Centro de Convenções da instituição, o evento foi promovido pela Ceformi (Central de Formação e Mídias) da Secretaria Municipal de Educação de Vinhedo e Faculdade de Educação da Unicamp e reuniu pelo menos 11 municípios da região. Além da secretária, participaram do Seminário servidores que compõem o Departamento de Educação Integral. A equipe apresentou um banner ilustrado, confeccionado artesanalmente, com fotos de atividades da Educação Integral no município, tais como as oficinas rotativas.

Sandra relembrou os primórdios do programa, entre 2010 e 2011, quando a Prefeitura já se preparava para implantar a Educação Integral no município, por meio da contratação de professores de música, via concurso, e da ampliação do número de aulas de artes e de educação física na rede municipal.

“Trouxe duas ações que desenvolvemos e são desafiadores, porque estamos em fase de ampliação da educação integral no município. Atendemos hoje mais de 3.000 crianças no Ensino Fundamental. Uma delas é que, além dos professores efetivos concursados, neste ano, começamos a fazer o chamamento público para agentes educacionais. Com isso, além de professores, temos artistas da cidade, outros pedagogos e estudantes de Pedagogia para compor conosco atividades mais diversificadas no horário do contraturno e também no horário regular”, afirmou a secretária. 

Segundo ela, outra ação importante para a educação integral em Hortolândia é o Viva Mais, programa intersetorial que prima pela qualidade de vida do cidadão e, agora, integra a educação como matriz curricular. “São 12 diretrizes, que norteiam o nosso trabalho. Uma delas é educação como ferramenta de pertencimento. Essas diretrizes norteiam o trabalho que é realizado tanto com as crianças quanto com as famílias. Nós realizamos rodas de conversa, que acontecem sempre no final da tarde ou à noite, o horário que a escola achar melhor, envolvendo as famílas, fazendo um debate em que elas podem falar um pouco sobre a qualidade de vida delas. Neste primeiro semestre, falamos especificamente da importância de a família estar junto na escola, da vida escolar de seus filhos e estarem conosco entendendo que a escola integral é trabalhar a integralidade da criança. Para isso, temos que ter a família junto. Não é só ter a criança mais tempo na escola. Se a família não tiver a compreensão disso, não podemos avançar. Finalizamos com uma frase do Paulo Freire, em que nós acreditamos muito: ‘A escola será cada vez melhor na medida em que cada ser se comportar como colega, como amigo e como irmão.’ Esse é o espírito que tem norteado a educação integral em Hortolândia”, afirmou Sandra, ressaltando a surpreendente participação dos pais e a distribuição de material didático sobre o Programa.

Educação Integral

Criado pelo governo Angelo Perugini, em 2011, o Programa de Educação Integral foi retomado em 2017. A iniciativa oferece a alunos do Ensino Fundamental a oportunidade de participar de atividades culturais, esportivas, artísticas, de lazer e cidadania, no horário oposto ao do ensino regular, desenvolvendo-se em diferentes dimensões. Para isso, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia promove nas escolas participantes estações de vivência em quatro áreas: linguagens artísticas; recreação e lazer; protagonismo juvenil; e orientação de estudos. Atualmente, há 21 escolas participantes do programa, que beneficia 3.500 estudantes municipais.

Viva Mais

O “Programa Viva Mais” tem como objetivo principal promover a melhoria e elevação da qualidade de vida e longevidade da população de Hortolândia, de forma intersetorial por meio da integração de todas as secretarias municipais e sociedade como um todo, levando a execução de ações e projetos em consonância com os fundamentos e pilares do programa.

Sua missão é transformar em ações concretas todos os fundamentos e diretrizes do programa para proporcionar uma vida saudável aos munícipes, atuando com parceria e comprometimento de todos os órgãos da Administração Pública Municipal.

O objetivo é transformar Hortolândia, num horizonte de dez anos, em cidade inteligente e saudável, com pessoas centenárias, felizes, interativas, com excelência na qualidade de vida.

 

Confira as diretrizes do programa Viva Mais:

1.Educação como ferramenta de pertencimento

2.Atividade Física, Cultural e Lazer

3.Habitação / Moradia Digna

4.Estrutura Familiar e Amizade

5.Alimentação Saudável / Segurança Alimentar

6.Qualidade do Sono

7.Abstinência de Substâncias Nocivas

8.Fé e Confiança

9.Cultura da Paz

10.Segurança

11.Zelo pelo Meio Ambiente

12.Trabalho Prazeroso

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorTrecho em obras na avenida São Francisco recebe tubos de drenagem
Próximo artigoEntorno da lagoa do Jd. Amanda recebe mesas e bancos para descanso