Connect with us

Nossa Cidade

Cresce número de indústrias em Hortolândia, apontam dados do Ministério da Economia

Publicado

em

O trabalho que a Prefeitura realiza para retomar o crescimento econômico da cidade apresenta resultados. Prova disso é a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) 2018 que mostra na cidade a existência de 383 estabelecimentos industriais, o que indica crescimento de 4,93% em relação a 2017, quando o município tinha 365 indústrias. A cidade também apresentou crescimento no setor de serviços. Na RAIS 2018, o município registrou 1.031 empresas de serviços, crescimento de 3,41% em relação a 2017, quando a cidade tinha 997 empresas do setor. Os dados da RAIS 2018 foram divulgados, no mês passado, pelo Ministério da Economia. 

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação destaca ainda que o crescimento no número de indústrias da cidade foi maior que o da RMC (Região Metropolitana de Campinas), que foi de 0,54%. O crescimento de empresas de serviços de Hortolândia também superou o da RMC, que foi de 0,41%. 

Ainda de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, o crescimento do setor industrial da cidade apontado pela RAIS 2018 se reflete no aumento no número de empregos no setor. De acordo com dados referentes ao primeiro semestre deste ano, já divulgados pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), também do Ministério da Economia, o setor industrial da cidade fechou o primeiro semestre deste ano com saldo positivo de 113 postos de trabalho. Já no mesmo período de 2018, o saldo, também positivo, foi de 149.

Em termos gerais, de acordo com os dados do Caged, Hortolândia fechou o primeiro semestre deste ano com saldo positivo de 804 postos de trabalho, sendo que no período foram 7.695 admissões e 6.891 demissões. O saldo geral do primeiro semestre deste ano é seis vezes maior que o do mesmo período de 2018, quando o município registrou o saldo positivo de 133 postos de trabalho: foram 6.942 admissões e 6.809 demissões.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, os números positivos que o município registrou na RAIS 2018 e no CAGED são resultado do trabalho que a Prefeitura tem realizado para atrair empresas dos mais diversos setores para a cidade. “O aumento no número de estabelecimentos refletem a ampliação do emprego e da renda no município, já observados no primeiro semestre deste ano. Com a ampliação da renda dos munícipes, acreditamos que o aumento no consumo provocará reações positivas também no comércio. Assim, Hortolândia demonstra mais uma vez a sua força para a retomada do crescimento, por meio de políticas públicas articuladas e consolidadas”, destaca Monique.

PIC

A retomada do desenvolvimento econômico de Hortolândia, com geração de emprego e renda é uma das prioridades do PIC, o Programa de Incentivo Ao Crescimento da Prefeitura. O PIC é um programa que prevê investimentos para promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social, humano e econômico para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. As ações do PIC são realizadas por meio de parcerias da Prefeitura com a iniciativa privada, governos estadual e federal.

As obras e ações do PIC têm atraído a vinda de novas empresas para a cidade, como são os casos da fabricante de embalagens plásticas Embalixo e da empresa de tecnologia da informação Odata (foto), esta, inclusive, já iniciou a construção de seu novo data center, localizado no Jardim Santa Esmeralda, às margens da rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP 101). 

A cidade mostrou outro sinal da retomada do crescimento econômico no ranking anual “Melhores cidades para fazer negócios – Edição 2019”, elaborado pela empresa Urban Systems para a Revista Exame, que o divulgou na edição do mês passado. No ranking que lista as 100 melhores cidades do país para se investir, Hortolândia ficou na 59ª posição. No ranking de 2018, a cidade ficou na 90ª posição.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Programa “Bolsa Empreendedor” recebe inscrições até este domingo (24/10)

Publicado

em

Programa é promovido pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Hortolândia

A pandemia do Coronavírus causou dificuldades para empreendedores informais. Muitos estão em situação de vulnerabilidade. Para ajudar essas pessoas a retomarem suas atividades, estão abertas as inscrições para o programa “Bolsa Empreendedor”, iniciativa do governo do Estado que conta com o apoio da Prefeitura de Hortolândia.

O programa é para MEIs (Microempreendedores Individuais) e desempregados, com prioridade para mulheres, jovens, populações negra e indígena, e PCDs (pessoas com deficiência). As inscrições devem ser feitas no site do programa, por meio deste LINK. O prazo de inscrição termina neste domingo (24/10). De acordo com o governo estadual, no início de novembro os selecionados para o programa serão comunicados via SMS e e-mail.

O programa oferecerá curso de qualificação empreendedora, formalização para MEIs e bolsa-auxílio de R$ 1.000,00 dividida em duas parcelas de R$ 500,00. 

De acordo com o governo estadual, o curso será ministrado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), com turmas em novembro e dezembro. O curso terá duração de uma semana, com total de 20 horas. O conteúdo abordará temas como empreendedorismo, ideias para abrir negócios, marketing, finanças e formalização.

Os participantes receberão certificado. As aulas serão ministradas em formatos on-line e presencial. As informações referentes ao curso, como datas, horários, local onde serão ministradas as aulas presenciais, entre outras, serão comunicadas pelo Sebrae aos participantes via SMS e e-mail até a primeira quinzena de novembro.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Mais bairros de Hortolândia recebem Operação Tapa-Buraco

Publicado

em

Ação busca evitar acidentes em vias onde há grande fluxo de veículos e circulação de ônibus, em Hortolândia

Outros seis bairros de Hortolândia receberam, nesta quarta-feira (20/10), a Operação Tapa-Buraco, realizada pela Secretaria de Serviços Urbanos. As equipes da Prefeitura de Hortolândia estiveram na Vila São Pedro, na Vila Real, na Vila Real Santista, Jardim Nova Hortolândia, no Parque Gabriel e no Jardim Everest.

Os trabalhos começaram bem cedo pela Vila São Pedro, onde os servidores fizeram reparo de buraco na Rua João Mendes. Em seguida, a equipe foi à Vila Real, para reparo do pavimento na Avenida Anhanguera. Depois, a ação aconteceu na Rua João Barreto da Silva, na Vila Real Santista; na Rua Frederico Alves da Costa, no Jardim Nova Hortolândia; e também na Rua dos Estudantes, entre o Jd. do Bosque e o Jardim Everest.

Na sexta-feira passada (15/10), a Operação Tapa Buraco passou por bairros da Região Central, seguindo em direção à Vila São Pedro, passado pelas seguintes ruas: Rua Carlos Roberto de Melo, no Parque Gabriel; Rua João Rodrigues Garajaú, no Parque São Miguel; Avenida Thereza Ana Cecon Breda, na Vila São Pedro; e Rua Cecília Pereira da Silva, no Jardim São Felipe.

De acordo com o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Marcos Panício, o Mercadão, a Operação Tapa-Buraco é feita, periodicamente, priorizando as principais avenidas da cidade e ruas de circulação de ônibus, depois entrando pelo bairro. “Melhorar as vias significa dar mais segurança a usuários, veículos em geral, ambulâncias e munícipes, evitando acidentes”, afirma ele.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Câmara de Hortolândia aprova agendamento de consultas por telefone

Publicado

em

Objetivo é facilitar o agendamento na área da saúde, evitando as longas filas que atualmente acontecem nos centros de saúde

Os vereadores da Câmara de Hortolândia aprovaram Projeto que prevê o agendamento de consultas em centros de saúde por telefone. O projeto foi aprovado na última segunda-feira (18 de outubro) e tem autoria do vereador e presidente da Câmara, Paulo Pereira Filho, o Paulão (PL).

Faz muito tempo que as longas filas para agendamento de consultas médicas em Hortolândia é discutida na Câmara pelos vereadores. Pensando nisso foi proposto o Projeto de Lei nº 8/2021, que prevê que o agendamento seja feito via telefone em unidades básicas de saúde, centros de saúde e posto do Programa Saúde da Família.

A proposta ainda foi aprovada com uma emenda aditiva, apresentada pelo vereador Enoque Leal Moura (MDB), que prevê que o agendamento será efetuado em controle de registro único de consultas, sendo que o atendente deve se identificar nominalmente e informar ao paciente o número da ordem de agendamento, data e horário da consulta. Os livros de registros devem ser os mesmos para agendamentos presenciais e por telefone, e os agendamentos deverão ser feitos apenas com canetas esferográficas, sendo vedado o uso de lápis. Para entrar em vigor Projeto ainda precisa passar por sanção do prefeito Zezé Gomes.

Na mesma sessão ainda foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo 9/2021, também do vereador Paulão, que faz alteração no Decreto Legislativo 141/2014, que trata de critérios de concessão de títulos honoríficos e institui a Medalha de Mérito de 19 de Maio e a Zumbi dos Palmares.
Do vereador Derli de Jesus Athanázio Bueno (MDB), foi aprovado o Projeto de Lei 59/2021, que institui no calendário oficial da cidade a Semana Municipal da Língua Brasileira dos Sinais – Libras.

Continue Lendo

Populares