Com as mudanças na Previdência Social pretendidas pelo Governo Federal na pauta diária dos jornais, a Prefeitura de Hortolândia decidiu incluir os estudantes da EJA (Educação de Jovens e Adultos) na discussão. Para tanto, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia promoveu um ciclo de palestras nas escolas onde a modalidade é disponibilizada. O ciclo se encerrou na terça-feira (04/06), na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Nicolas Thiago dos Santos Lofrani, no Jd. Sumarezinho, depois de haver passado nas outras três escolas polo: as Emefs Jardim Amanda I, Caio Fernando Gomes Pereira e Marleciene Priscila Presta Bonfim.

O tema foi abordado pela advogada especializada na área, Fabiana Regina Bizarro Salateo, a convite do coordenador pedagógico Jefferson Barbosa de Souza. A palestrante abordou o assunto a partir de fatos históricos, debatendo com os alunos sobre o que é a “reforma” com base nos fatos históricos da legislação e na atual realidade dos movimentos. “Foi muito interessante conversar com este público da EJA e percebi o interesse e a atenção sobre o assunto, suas dúvidas e perguntas, o que resultou em uma noite de diálogos em seus aspectos dos direitos humanos e sociais”, afirmou a advogada.

“É importante a gente ter essa conversa na escola e ficar sabendo o que está acontecendo, poder tirar dúvidas, igual no meu caso, que sou autônomo”, afirmou o aluno Ariston Mota da Silva, de 56 anos, estudante da EJA -1 (1º ao 5º ano). A colega Sulene Barbosa, de 36 anos, aluna da EJA -2 (6º ao 9), que trabalha como auxiliar de produção de uma empresa, mostrou-se interessada no tema. “Eu trabalhei por quinze anos numa empresa e tenho que saber dos meus direitos”, comentou ela, que está prestes a se formar e espera encontrar um emprego melhor com os estudos. 

De acordo com a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire, é imprescindível ter esse momento de discussão no espaço escolar. “A temática abordada é de grande relevância para todos os alunos que estão na escola para concluir o Ensino Fundamental e continuam estudando para almejar oportunidades cada vez melhores no mercado de trabalho. Lembramos que a EJA atende a partir dos 15 anos, e as matrículas já estão abertas em nossas escolas”, destaca ela.

As inscrições para o 2º semestre vão até o dia 10 de julho. Para se inscrever é preciso ser morador de Hortolândia, ter 15 anos completos, procurar a secretaria da escola polo mais próxima (veja abaixo), levando cópia do RG, comprovante de endereço, histórico escolar e foto ¾. O horário de matrícula é das 15h às 22h.

Confira as escolas que oferecem EJA:

Emef Marleciene Priscila Presta Bonfim

R. Maria de Lourdes Cangleriani Cancian, nº 92, no Remanso Campineiro

Emef Nicolas Thiago dos Santos Lofrani

R. Lealdo José dos Santos, nº 170, no Jardim Sumarezinho

Emef Jardim Amanda I (CAIC)

Rua Graciliano Ramos, nº 689, Jardim Amanda I

Emef Caio Fernandes Gomes Pereira

Rua Aurora Prado Tanachi, nº 995, no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia