Connect with us

Outros

Imprensa Oficial oferece mais de 300 livros com download gratuito

Publicado

em

Além do amplo catálogo de livros à venda, a Livraria virtual da Imprensa Oficial do Estado também oferece mais de 300 títulos para download gratuito. Em 2018, o site registrou 62,3 mil downloads de obras, 22% a mais que no ano anterior.

As três obras mais baixadas do ano passado foram Educação Inclusiva: o que o professor tem a ver com isso? (coedição da Imprensa Oficial com Ashoka Brasil), coordenado por Marta Gil; Rede Manchete: aconteceu, virou história, de autoria de Elmo Francfort; e Odorico Paraguaçu: O Bem-Amado de Dias Gomes, de José Dias. Elas registraram, respectivamente, 15.538, 8.302 e 6.533 downloads.

De acordo com o diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado, Nourival Pantano Júnior, o acervo de livros gratuitos visa incentivar a leitura da população. “Fomentar a cultura e a educação é uma das diretrizes da Imprensa Oficial do Estado. É interessante observar que um material de orientação aos professores sobre a inclusão em sala de aula foi o livro mais baixado de 2018, o que reitera nosso papel social em avaliar e disponibilizar esses conteúdos”, afirma.

Para realizar o download dos livros, acesse: http://livraria.imprensaoficial.com.br/somente-download

Sobre a Editora da Imprensa Oficial

Desde 1942, publica livros e coleciona prêmios literários e de excelência gráfica. Destacam-se 50 Prêmios Jabuti, o maior reconhecimento literário do País, conquistados em diversas categorias. Entre as obras laureadas, duas ganharam o prêmio de Melhor Livro de Ano: “Resmungos”, de Ferreira Gullar; e “Monteiro Lobato: livro a livro”, em coedição com a editora Unesp, de Marisa Lajolo e João Ceccantini.

Além de livraria própria na capital paulista (Rua Quinze de Novembro, 318 – Centro), os livros da Editora da Imprensa Oficial podem ser encontrados em sua livraria virtual e também em grandes redes de livrarias em todo o País.

Outros

Greenbrier Maxion e AmstedMaxion completam 78 anos de atuação no mercado ferroviário

Publicado

em

As empresas Greenbrier Maxion e AmstedMaxion, originárias da Fábrica Nacional de Vagões (FNV) – a primeira fábrica de vagões do Brasil, estão completando 78 anos de atividades no dia 22 de outubro.  Com tradição, expertise, alta tecnologia e inovação, as empresas estão preparadas para atender os avanços do transporte de carga por ferrovias, previstos para acontecer nos próximos anos, provendo às operadoras. Usuários finais e autorizatários vagões de alta performance para o transporte de todos os tipos de carga, truques, serviços, componentes e rodas ferroviárias, além de componentes para os setores de mineração e de máquinas para construção através das peças produzidas com aço especial.

Atenta a todas mudanças e ao dinamismo do segmento, a Greenbrier Maxion desenvolve e produz todos os tipos de vagões, através de linhas de montagem simultâneas com processos robotizados, robustos e de precisão. Com um portifólio de mais de 30 modelos, desenvolve e produz vagões de carga com projetos customizados atendendo as necessidades de cada cliente, de acordo com a carga a ser transportada e características de cada ferrovia. Com tecnologia diferenciada, os vagões possuem tara reduzida, maior capacidade de carga, maior eficiência energética, confiabilidade, facilidade nas operações de carga e descarga e na sua manutenção, gerando com isso uma redução do custo logístico. Outro grande diferencial dos vagões GBMX é o truque tipo Motion Control® – Truques Premium, desenvolvido especificamente para as condições operacionais e de via permanente das ferrovias brasileiras, proporcionando, através da otimização do comportamento dinâmico do vagão, um aumento significativo da segurança operacional e vida útil dos componentes, além da redução no custo de manutenção.

O desenvolvimento mais recente é o vagão total sider FTT para transporte de celulose, que já está em operação desde fevereiro.  O novo modelo traz várias vantagens em relação aos modelos antigos, tais como: redução da tara do vagão, aumento significativo na capacidade de carga por trem e por vagão, além de melhor ergonomia na operação e aprimoramento da estanqueidade, evitando perda da carga com a entrada de água durante o período de chuvas.  Outro destaque é a maior facilidade no carregamento e descarregamento, que pode ser feito tanto por empilhadeiras quanto por ponte rolante.

Na linha de vagões hoppers, utilizado para o transporte de grãos, açúcar, milho, soja, farelo, fertilizantes, entre outros, o diferencial conta com a tecnologia de carga e descarga automatizadas, que possibilita o acionamento das tampas de carga através de um sistema pneumático. O exemplo mais recente é o vagão hopper HTT para transporte de grãos, desenvolvido com base nas medições dos esforços que ocorrem durante a operação nos principais corredores de grãos e açúcar. Sua estrutura foi otimizada considerando diferentes configurações de trens incluindo desenhos operacionais mais rígidos. Isso resultou numa tara reduzida mesmo com um projeto mais robusto. A nova geração de vagões graneleiros GBMX, além das vantagens com o sistema de carga e descarga, possui melhorias estruturais, aumento de capacidade de carga e eficiência energética.

As famílias de vagões incluem ainda mais 3 tipos: os gôndolas para o transporte de minério de ferro, com destaque para o vagão GDU, de maior capacidade de transporte produzido pela empresa e o primeiro direcionado ao mercado brasileiro; os vagões Plataforma para atender cargas siderúrgicas e contêineres alinhados ou empilhados. Para os contêineres empilhados, a Greenbrier Maxion desenvolveu e produziu o vagão double stack, com possibilidade de operar nas ferrovias com contêineres de 20 e 40 pés, otimizando a capacidade de transporte dos trens de carga em 40%. Além dessa configuração, o modelo permite também que sejam carregados contêineres de 53 pés na parte superior (sobre dois contêineres de 20 pés ou sobre um contêiner de 40 pés); e os vagões Tanque, para transporte de derivados do petróleo, cimento e ácido sulfúricos, entre outros, com maior capacidade volumétrica e menor tara, além de sistemas que agilizam a descarga são as inovações tecnológicas, com destaque para o vagão TCT, o maior tanque do mundo com 118 mil litros, desenvolvido com estrutura autoportante.

Greenbrier Maxion, complementando todo o seu pacote de soluções, possui também uma linha especializada em serviços ferroviários. Instalada em um galpão dedicado, a linha de serviços recebe vagões que necessitam de revisão, manutenção, reforma e transformação. Com isso, as operadoras fiquem livres de preocupações e custos elevados referentes à manutenção, concentrando esforços no foco real de seu negócio. Os serviços são personalizados e pensados para as necessidades específicas de cada cliente, e podem ser realizados de forma modular ou sistêmico, tanto na planta da Greenbrier Maxion quanto nas instalações dos clientes.

A engenharia da Greenbrier Maxion utiliza as ferramentas mais modernas de desenvolvimento de produto como análise estrutural por elementos finitos; estrutura otimizada para condições críticas de operação através de estudo de fadiga e desgaste (software NCODE); dinâmica veicular com foco em segurança e desempenho (software Vampire®); além de validação de projeto em túnel de vento do CTA (vagões com perfil aerodinâmico). Nas inovações em processo, utiliza soldagem robotizada garantindo produtividade, repetibilidade e alta qualidade; equipamento para montagem do vagão que gera automação, controle e segurança; automação para soldagem com Arco submerso permitindo a solda de penetração total e posicionador de vagão para soldagem, proporcionando ergonomia, segurança e excelência.

A fundição AmstedMaxion é referência na fabricação e no fornecimento de fundidos ferroviários e industriais. Utilizando tecnologia de ponta para atender os mercados interno e externo, exportando para países da América do Sul, África, Ásia e Estados Unidos, produz e comercializa uma diversificada linha de fundidos ferroviários para o sistema de truque (travessa, lateral, cunha) e sistema de choque e tração de vagões (ponteira, braçadeira, engate, mandíbula, cruzeta, aparelho de choque). No setor industrial, produz peças de 10 quilos a 5 toneladas, em aço carbono e baixa-liga, completamente usinadas, atendendo setores de mineração, máquinas e equipamentos para construção civil/caminhão fora de estrada e sucroalcooleiro.

Para os componentes do sistema de Choque e Tração, a empresa patenteou um aço de baixa liga, otimizado com performance superior ao aço AAR-M201 grau “E” convencional, com melhor performance em termos de propriedades mecânicas, o que particularmente aumenta a resistência à fadiga. Além disso, utilizando técnicas computacionais avançadas, desenvolveu e está fornecendo Mandíbulas com um novo projeto estrutural, garantindo mais robustez e segurança para o produto e para o processo de fabricação. Feita em aço carbono de alta resistência e tecnologia diferenciada, a peça é homologada pelo teste de fadiga acelerado, seguindo os critérios da Associação Americana de Ferrovias (AAR).

Em sua linha de rodas ferroviárias para vagões e locomotivas, a AmstedMaxion utiliza também o aço especial microligado. Conhecido por sua maior resistência ao desgaste, é produzido com composições químicas especialmente desenvolvidas para que sejam otimizadas suas propriedades mecânicas. Com tratamento térmico específico, apresenta diversas vantagens, incluindo o aumento do limite de escoamento, aumento do limite de resistência, aumento da resistência ao desgaste e também da faixa de dureza, com melhoria significativa na profundidade de endurecimento e, consequentemente, a melhoria da performance da roda em campo. 

A tecnologia e inovação norteiam a cultura e princípios da AmstedMaxion, utilizando sempre as mais avançadas ferramentas e softwares no dia-a-dia, através de recursos próprios e também da transferência de tecnologia e troca de expertise com renomadas empresas, Universidades e Institutos de Pesquisa. Destacamos o FEA no desenvolvimento de produtos e, para a melhoria de processo utilizamos o Solidworks, Pro/E e o Magma, este último exclusivo para o setor de fundição, que simula a solidificação e enchimento das peças, garantindo assim a qualidade e melhoria contínua dos fundidos. O módulo Magma Steel previne a formação de inclusões de reoxidação, analisa a tendência de formação de zonas de segregação de carbono, prevê propriedades mecânicas obtidas no processo de tratamento térmico, além de prever possíveis distorções e tensões durante o processo. Todos estes recursos e análises complexas capacitam a equipe de engenharia a melhorar a assertividade e reduzir o período de desenvolvimento dos fundidos. A empresa, além dos recentes investimentos em maquinário, que ampliaram a capacidade de usinagem da empresa, conta também com equipamentos de ensaios de alta tecnologia para controle das propriedades físico/químicas da areia e do metal e softwares 3D para confecção de ferramentais por CNC. Possui equipamentos para a realização de Ensaios não Destrutivos (END) como ultrassom e inspeção por partículas magnéticas, e realiza tratamento térmico com normalização, têmpera direta, têmpera diferencial e revenido.

Com certificações ISO 14001 e 9001, a AmstedMaxion e a Greenbrier Maxion têm o compromisso o atendimento à legislação vigente e aos requisitos do mercado, o aprimoramento contínuo dos seus produtos, processos e serviços em relação à Qualidade, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, a prevenção e preservação da saúde e proteção do Meio Ambiente e o comprometimento de seus funcionários, terceirizados, fornecedores e clientes.

Para os destaques ambientais temos o programa GHG Protocol, que desde 2012 disponibiliza nosso inventário de emissão de Gases de Efeito Estufa – GEE; Doação de dormentes; Reflorestamento da mata ciliar; Viveiro de mudas nativas na empresa; Certificação desde 2017 de Destaque Ambiental (Selo Verde), entregue pelo Jornal do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Dentre os programas sociais de destaque, temos o Formare, em parceria com a Fundação Iochpe, voltado a jovens de famílias de baixa renda, com idades entre 17 a 18 anos; Jovem Aprendiz, para jovens em sua primeira experiência profissional; Fábrica Aberta, integrando familiares, comunidade, universidades e escolas técnicas; Programa de Gestantes, que desde 1985 orienta funcionárias, esposas e filhas durante a gestação; e as ações com a comunidade com a doação de mantimentos, roupas, além de máscaras e kits hospitalares no combate à COVID-19. A inclusão e diversidade nos postos de trabalho também avançam a cada ano, com representatividade de negros, mulheres e pcd atuando em diversas áreas da empresa.

Em governança corporativa, destaque para o Programa de Compliance, Due Diligence, e Código de Ética, que regem os padrões éticos, de conformidade e qualidade via auditorias, bem como os Canais de denúncias/manifestações.

História

Fundada em 1943, no governo Getúlio Vargas, a primeira fábrica de vagões do Brasil teve como objetivo fortalecer a indústria nacional e ampliar a ferrovia no Brasil. Em 1990, a FNV foi adquirida pelo grupo brasileiro Iochpe que, em 1998, devido à crescente expansão de suas atividades, decidiu dividir a empresa em duas unidades distintas: a Maxion – Fundição e Equipamentos Ferroviários, voltada para o setor ferroviário e fundição; e Maxion Componentes Estruturais, atuando no setor de autopeças e Implementos Rodoviários.

AmstedMaxion foi formada em 2000, a partir de uma joint venture entre a brasileira Iochpe Maxion e a americana Amsted Industries, com unidades em Cruzeiro e Hortolândia. Em 2015, a fabricante americana de vagões The Greenbrier Companies se tornou acionista na fundição em Cruzeiro-SP e em 2017 majoritária na unidade de vagões em Hortolândia-SP, que passou a ter o nome de Greenbrier Maxion. Em 2018, The Greenbrier Companies aumentou sua participação na AmstedMaxion, e em 2019 a Amsted Rail se tornou majoritária na fundição AmstedMaxion. Hoje, as duas empresas, Greenbrier Maxion e AmstedMaxion, formam a maior operação ferroviária e a solução completa e integrada no setor ferroviário e industrial.

Continue Lendo

Outros

Toda a inovação e design do Peugeot 3008

Publicado

em

O Peugeot 3008 tem no design, tecnologia e segurança suas melhores qualidades. A linha 2022 é oferecida nas versões Griffe, que tem preço a partir de R$246.690,00 e o Portal Hortolândia teve a oportunidade de conhecer e avaliar e a GT Pack, que tem preço a partir de R$271.690,00.

Ambas são equipadas com o motor 1.6 THP de 165 cavalos-vapor de potência, transmissão automática de seis velocidades, com opção de trocas através dos paddle shifters e três opções de condução: Normal, Eco e Esportivo.

Um dos destaques do modelo é a sua nova dianteira, com grade Frameless. Em um novo efeito de design, suas aletas se prolongam sob os faróis, realizando a fusão de todos os elementos. O emblema do modelo agora está posicionado à frente do capô.

Para acentuar a esportividade, aberturas laterais em preto brilhante e uma placa de proteção inferior integram o para-choque a partir do primeiro nível de acabamento e a GT Pack conta com uma grade específica para distinguir as versões.

Os faróis dianteiros contam com tecnologia LED nos dois níveis de acabamento, com um prolongamento de DRL na forma de presa, e com a extremidade cromada. Essa assinatura luminosa está alinhada com o estilo atual da marca.

No nível de acabamento GT Pack, os faróis Full LED promovem uma pegada high-tech e diferenciada, graças à extensão da assinatura luminosa e à função de iluminação em curvas (EVS) que otimiza a visibilidade até 90 km/h. Os faróis de neblina foram substituídos pela função “Foggy Mode” integrada aos faróis Full LED, que acende os faróis de luz baixa com intensidade reduzida quando as luzes de neblina traseiras são acionadas.

Na traseira, as novas lanternas adotam a tecnologia Full LED, inclusive para a luz de ré, exibindo garras 3D que tornam a assinatura luminosa mais incisiva. As setas de direção são do tipo “scrolling”, enquanto as lanternas são recobertas com acabamento em black piano, que se estende por toda a largura da tampa do porta-malas de ambos os lados do veículo, aumentando visualmente a largura da traseira. Além disso, os emblemas GT nos para-lamas dianteiros e na tampa do porta-malas foram modernizados.

No interior, um dos destaques é o que i-Cockpit 2.0 que evoluiu e ficou mais moderno e sofisticado. Seu cluster digital de 12,3 polegadas, configurável e personalizável, ganha um bloco de mostradores digitais com tecnologia “Normally Black”, acabamento de alta qualidade e leitura aprimorada com contrastes superiores.

A nova central multimídia com tela tátil de dez polegadas e alta definição, é acompanhada por sete teclas “toggles switches”, que permitem acesso direto e permanente às principais funções de conforto: rádio, ar-condicionado, navegação 3D conectada com comando de voz, configurações do veículo, aplicativos móveis e pisca-alerta.

O modelo também é equipado com o sistema Driver Assist Plus, que se traduz em auxílios à condução. Fazem parte desta oferta de tecnologias embarcadas o piloto automático adaptativo e inteligente Stop & Go, que acrescenta a reaceleração automática do veículo no caso de paradas inferiores a três segundos. Caso contrário, a função pode ser reativada com um simples toque no pedal do acelerador ou na extremidade do comando sob o volante.

Correção e alerta de permanência em faixa, associado ao ACC Stop & Go, no qual o sistema orienta o condutor a permanecer na faixa e o orienta a manter as mãos no volante.

Active Safety Brake ou frenagem automática de emergência, que opera a partir de 5 a 140 km/h, detectando carros e pedestres, com alerta de risco de colisão e o leitor de novas sinalizações de velocidade com reconhecimento ampliado das placas como pare, contramão, ultrapassagem proibida etc.

Além disso tudo, o Peugeot 3008 2022 oferece Visiopark 1 com câmera traseira em 180°, Visiopark 2 com câmeras dianteira e traseira em 360°, assistência ativa ao estacionamento em vagas paralelas ou transversais, alerta de atenção do condutor, para monitorar a vigilância do condutor em trajetos longos e a velocidades superiores a 65 km/h, por meio da análise da trajetória em relação às marcações de solo, assistência de farol alto, com comutação automática de faróis altos/baixos, sistema ativo de vigilância de ponto cego, com correção de trajetória e disponível entre 12 e 140 km/h, tampa do porta-malas com acionamento automático, teto solar panorâmico, bancos massageadores multipontos na versão GT Pack e freio de estacionamento elétrico.

Imprescindíveis no dia a dia, as informações dos smartphones podem ser exibidas na central multimídia graças à compatibilidade com o sistema MirrorScreen que inclui os protocolos de conexão Apple CarPlay e Android Auto. Para a recarga de seus aparelhos, na parte dianteira do console central há a tecnologia de recarga sem fio, por indução, além da entrada USB. Na parte traseira, duas novas portas USB complementam as possibilidades de recarga.

Para o conforto sonoro dos ocupantes, o Peugeot 3008 2022 pode ser equipado com o sofisticado sistema Hifi premium de 515 Watts da FOCAL, marca francesa de áudio de alta-fidelidade. As grades dos alto-falantes (tweeters e saída central) ganham um novo acabamento na tonalidade Bronze Belém.

Confira um vídeo com o Peugeot 3008 2022 em

Texto: Sérgio Dias

Fotos: Divulgação

Continue Lendo

Outros

Silviane Soares lança sua primeira música de trabalho

Publicado

em

A cantora Silviane Soares lançou, nesta quarta-feira (20), sua primeira música de trabalho. “Nossa briga”, faz parte do primeiro EP da carreira da artista. A composição da faixa é de Felipe Ramalho e Murilo Ramalho. Intitulado “Singular”, o projeto conta com quatro faixas. O single já está disponível nas principais plataformas de distribuição digital.

O EP contou com a produção musical de Matheus Binelli, da S12 Produções. A direção de vídeo ficou a cargo de Aldo Filmes. “Nossa briga”, traz em sua letra, situações corriqueiras dos relacionamentos, afinal, “quem nunca falou alguma coisa que se arrependeu?”.

Nossa briga:

SILVIANE SOARES

Mineira, natural da cidade de Poços de Caldas, Silviane sempre teve uma ligação muito próxima da música sertaneja. Ainda criança, ouvia junto de seus pais e tios, em casa e festas familiares, artistas clássicos da música sertaneja como Tônico & Tinoco, Tião Carreiro e Milionário & José Rico.

Com tamanha influência musical, não demorou para que, ainda criança, Silviane adquirisse preferência pelo gênero sertanejo. O romantismo de Leandro & Leonardo, João Paulo & Daniel, Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano, entre outros que se destacam nos anos 90, tornaram-se suas principais referências.

Aos cinco anos de idade, Silviane participou e venceu um festival de música na cidade mineira de Bandeira do Sul, cantando o sucesso “Entre tapas e beijos” de Leandro & Leonardo. Três anos depois, ela se mudou com os seus pais para Indaiatuba, município do interior paulista, onde mora atualmente.

No fim de sua adolescência, se inscreveu no programa “Country Star”, da Rede Bandeirantes – apresentado pela dupla Guilherme & Santiago – onde foi selecionada para as fases iniciais. Apesar de não ter chegado na final, aquela experiência a fez pensar o quanto amava a música profissionalmente, o que a encorajou a tomar a decisão de correr atrás do seu sonho: ser cantora.

A partir deste momento, começou a estudar canto com o professor Cezar Girardi. Logo depois, teve sua primeira banda sertaneja “Trio sem Fronteiras”, onde fez seus primeiros shows em bares, festas e feiras pela cidade de Indaiatuba e região. Seguiu se aperfeiçoando e estudou canto lírico no Conservatório Maestro Henrique Castellari. Silviane também foi backing vocal da banda de axé “Kibaiana”. Ela ainda formou uma dupla “Silviane & Dill”, além de ter feito parte de outras bandas de baile como “Anexus” e “Fórmula 2”, onde na última ficou por seis anos.

Com a experiência e bagagem por ter cantado diversos estilos musicais, em diferentes formações, Silviane sempre cultivou o sonho de lançar músicas próprias e após uma breve pausa durante a gestação de sua filha, Manuela, decidiu, em seu retorno para a música, em 2016, seguir em carreira solo no sertanejo, sua grande paixão. Assim nasceu Silviane Soares.

Vivendo um novo momento em sua carreira, Silviane Soares trabalha a divulgação do primeiro EP de sua carreira. “Singular” é o nome do projeto que tem quatro faixas. O trabalho contou com a produção musical de Matheus Binelli, da S12 Produções. A direção de vídeo ficou a cargo de Aldo Filmes.

Continue Lendo

Populares