O trabalho de combate ao Aedes aegypti não pode parar! Mesmo com a atenção voltada às medidas de prevenção contra a disseminação da Covid-19, a Prefeitura de Sumaré tem intensificado o trabalho de conscientização junto aos moradores para eliminar os possíveis focos do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Além das ações rotineiras da equipe de combate a endemias da Secretaria Municipal de Saúde – que vão de nebulização, com o controle de criadouros a partir da aplicação de inseticida com bomba costal pelos Agentes; medição de larvas e retirada de materiais inservíveis – e que são importantes para interromper a transmissão da doença, é fundamental que a população cuide do quintal de casa.

Para o prefeito Luiz Dalben, todo cuidado é necessário. “Não podemos descuidar. Num momento em que também estamos atentos ao coronavírus, pedimos ainda mais o apoio dos munícipes, para que adotem as medidas necessárias a fim de evitar o desenvolvimento de novas larvas do mosquito e a proliferação do Aedes. Temos que cuidar do nosso próprio quintal e também da nossa cidade”, comentou o Chefe do Executivo sumareense.

A Prefeitura – que conta também com o Boroscópio, equipamento de inspeção visual remoto para intensificar ainda mais as ações e orientações de combate à Dengue na cidade – ressalta que o combate é mais eficaz com a união de todos; e começa em casa. “Todos somos responsáveis e devemos fazer a nossa parte. Contamos com a colaboração dos moradores, para que nos ajudem a combater os focos de proliferação da doença dentro das suas casas e junto às comunidades onde vivem”, destacou o secretário Municipal de Saúde, Rafael Virginelli.

O Boroscópio é utilizado pelos supervisores de campo para inspecionar as áreas de difícil acesso, como imóveis e terrenos fechados, além de vistoria em maquinários, tubulações, calhas e caixas d’água. Neste ano, até o dia 22 de março, foram notificados 170 casos de dengue no Município. Desse total, 32 foram positivos, 134 negativos e 4 aguardam resultados.

Prevenção

Criadouros para o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya podem estar nos quintais, dentro e ao redor das residências, por isso, tarefas simples no dia a dia são fundamentais para prevenir toda a família dessas doenças: 

  • Manter a caixa d´água sempre fechada e com tampa adequada;
  • Remover folhas, galhos e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas;
  • Não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje;
  • Lavar semanalmente – com escova e sabão – tanques e recipientes utilizados para armazenar água, bem como encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de plantas;
  • Trocar a água e lavar os vasos, principalmente por dentro (com escova, água e sabão) pelo menos uma vez por semana;
  • Guardar garrafas sempre de boca para baixo;
  • Descartar corretamente o lixo, inclusive os pneus inservíveis;
  • Não jogar lixo em terrenos baldios.