Connect with us

São Paulo

Escolas estaduais paulistas retomam atividades presenciais até a próxima semana

Publicado

em

Até o início da próxima semana, 1.300 escolas da rede estadual de São Paulo localizadas em 219 municípios paulistas vão retomar as atividades presenciais. As aulas para os alunos do ensino fundamental foram autorizadas pelo Governo de São Paulo a partir desta terça-feira (3).

Do total das unidades que optaram pelo retorno, 500 estão na capital. Juntas, as 1.300 unidades devem atender cerca de 400 mil alunos.

“A escola organiza seu plano com seus estudantes, com a sua comunidade para a atividade de retorno respeitando sempre todos os protocolos. Sem eles, nós não autorizamos as atividades. Estamos dando passos vagarosamente, mas com segurança. Temos tido sucesso neste retorno, porque não tivemos nenhum caso de transmissão de covid dentro das nossas escolas. Fazemos acompanhamento e monitoramento desses dados”, afirmou o secretário da Educação Rossieli Soares, que esteve na Escola Estadual Milton Rodrigues na manhã desta terça-feira.

A retomada opcional das aulas regulares presenciais escalonadas ocorre desde o dia 7 de outubro para alunos do ensino médio e da modalidade Educação para Jovens e Adultos (EJA). Mas o retorno, entretanto, está condicionado à autorização dos prefeitos de cada um dos 645 municípios paulistas.

As prefeituras são autônomas para decidir se vão ou não acompanhar o cronograma estadual. Os municípios podem adotar calendários mais restritivos, de acordo com dados epidemiológicos locais.

Regras para reabertura

A reabertura deve respeitar limites máximos de alunos e protocolos sanitários. Nas redes privadas e municipais, a educação infantil e os anos iniciais do ensino fundamental podem ter até 35% dos alunos por dia em atividades presenciais.

Para os anos finais dos ensinos fundamental e médio, o limite máximo é de 20%. Na rede estadual, só é permitido o atendimento de até 20% em todas as etapas.

São Paulo

Procon notifica Extra sobre a venda de carne em bandeja vazia

Publicado

em

O Procon-SP notificou ontem (19/10) o supermercado Extra pedindo explicações sobre a prática de vender a carne em bandejas vazias e só entregar o conteúdo quando o pagamento é efetivado; de acordo com denúncias de clientes e notícias divulgadas na mídia, a conduta é adotada em algumas lojas da rede. Os procedimentos de segurança devem ser implementados de maneira generalizada e sem fazer distinção entre um local e outro, as medidas de proteção devem ser impessoais e objetivas, com a mesma regra para todos.

As explicações – que deverão ser prestadas pelo supermercado em até sete dias – irão instruir o processo administrativo aberto pelo Procon-SP. “Não há dúvida que a conduta do Extra é discriminatória. O que precisamos entender é se foi uma decisão pontual da gerência da loja ou uma determinação global para podermos calcular a multa”, explica o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

O Procon-SP quer que o Extra esclareça quando o procedimento denunciado teve início, qual a justificativa para sua implementação, para quais tipos de produtos foi usado e se houve mudança após a divulgação do fato. O procedimento atual de venda de carne aos consumidores deverá ser detalhado desde o pedido até o pagamento do produto.

O problema da segurança deve ser enfrentado por meio de câmeras de vigilância e reforço na segurança de pessoal, por exemplo. Mas não se pode admitir impor uma regra a determinados consumidores em detrimento de outros. O uso de redes e alarmes nos produtos não caracteriza prática abusiva, mas a discriminação, o uso de critérios distintos conforme o bairro ou região, sim”, afirma o diretor executivo do Procon-SP.

Como denunciar

O consumidor que observar práticas discriminatórias como, revista dos produtos após passar pelo caixa, procedimentos distintos conforme o bairro etc. deve denunciar ao Procon-SP. “A empresa que sujeitar o cliente a conduta vexatória e a constrangimento fica sujeita a multa”, avisa Fernando Capez.

As denúncias podem ser feitas no site do Procon-SP www.procon.sp.gov.br ou no app Procon SP.

Continue Lendo

São Paulo

Universidades paulistas vão receber repasse de R$ 1 bilhão

Publicado

em

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (2) o repasse de R$ 1 bilhão para as três universidades paulistas até o final deste ano, como crédito suplementar. O dinheiro será para as universidade de São Paulo (USP), Estadual Paulista (Unesp) e Estadual de Campinas (Unicamp).

Segundo o reitor da USP, Vahan Agopyan, esses recursos já foram liberados e estão sendo utilizados pelas três universidades. “Esses recursos estão chegando em um momento muito importante. As três universidades estaduais paulistas estão acelerando e aumentando as atividades presenciais em seus campi. E com esses recursos, que já estão liberados e, portanto, já estamos utilizando, além da modernização, vamos melhorar a segurança para nossos alunos, servidores e docentes”.

Além do crédito suplementar, Doria confirmou um orçamento de R$ 17 bilhões para o próximo ano para as três universidades e para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Esse orçamento, segundo Doria, integra um plano de investimentos elaborado pelas universidades e também uma melhoria na infraestrutura física e tecnológica. De acordo com ele, esse é o maior orçamento da história para essas instituições.

Com esse aporte, a USP terá em 2022 um orçamento de R$ 7,6 bilhões, a Unesp de R$ 3,8 bilhões e a Unicamp, de R$ 3,7 bilhões. Já o orçamento da Fapesp para o próximo ano será de R$ 1,85 bilhão.

Contratação

O governador de São Paulo, João Doria, também anunciou a contratação de 1.070 profissionais de saúde para atuar nos hospitais e serviços da rede estadual. Segundo o governador, esses profissionais vão reforçar as equipes dos hospitais públicos e atender o aumento de demanda por serviços de saúde represados por causa da pandemia da covid-19.

A previsão é de que as contratações ocorram até dezembro.

fonte ebc

Continue Lendo

São Paulo

Inscrição para redução da taxa do Vestibulinho começa nesta quarta-feira (20)

Publicado

em

Os candidatos ao processo seletivo para o primeiro semestre de 2022 das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) já podem solicitar a redução de 50% na taxa de inscrição do Vestibulinho, a partir desta quarta-feira (20). Os pedidos para redução de 50% na taxa de inscrição do processo seletivo das Etecs devem ser feitos exclusivamente pela internet, até as 15 horas do dia 25 de outubro. O valor integral da taxa é de R$ 19.

Os interessados no benefício devem preencher o formulário na seção “redução” do site www.vestibulinhoetec.com.br. Após essa etapa, é necessário enviar por meio de upload, na seção “Documentos Comprobatórios”, os documentos relacionados abaixo, digitalizados com o tamanho de até 1 MB, nas extensões pdf, png, jpg ou jpeg. O período de envio também vai até às 15 horas do dia 25 de outubro.

As Etecs vão disponibilizar computador e acesso à internet aos interessados na redução da taxa do Vestibulinho. Cabe ao candidato entrar em contato com a unidade para saber o horário de atendimento para esta finalidade. Para utilizar os equipamentos, será obrigatório o uso de máscara de proteção facial e também respeitar as demais medidas relacionadas no Protocolo Sanitário Institucional do CPS.

A resposta ao pedido será divulgada a partir das 15 horas do dia 17 de novembro somente pela internet. O candidato que tiver a solicitação de redução de taxa de inscrição indeferida poderá entrar com recurso nos dias 18 e 19 de novembro, pelo site www.vestibulinhoetec.com.br. O resultado será divulgado em 25 de novembro pela internet .

Requisitos para a redução da taxa

Para pleitear o desconto, é preciso ser estudante regularmente matriculado em uma das séries do Ensino Fundamental ou Médio; em curso pré-vestibular ou ainda em curso superior de graduação ou pós-graduação. O interessado deve, também, ter uma remuneração mensal inferior a dois salários mínimos (R$ 2.200) ou estar desempregado.

Documentos necessários – Comprovantes de escolaridade e de rendimentos. Candidatos desempregados, autônomos e aposentados devem seguir as instruções descritas na portaria, disponível no site.

Vestibulinho primeiro semestre de 2022

Quem for beneficiado com a redução da taxa deverá efetuar sua inscrição no processo seletivo pós a divulgação oficial do resultado da análise do pedido, no período previsto na Portaria que regulamenta o Vestibulinho, que será publicada em breve, exclusivamente pelo site.

As dúvidas ainda podem ser direcionadas para os telefones da Capital e Grande São Paulo (11) 3471- 4071 e nas demais localidades: 0800 772 2829 pela internet.

Continue Lendo

Populares