Socorro às vítimas foi rápido e envolveu uma grande equipe

O prefeito Gustavo Perissinotto acompanhou o andamento dos trabalhos das equipes de socorro e colocou a Secretaria Municipal de Saúde e a Defesa Civil de prontidão. Todo o sistema de saúde do município foi mobilizado. “Uma tragédia, que nos entristece muito. Rio Claro está de luto”, disse Gustavo.

A Guarda Civil Municipal deu apoio ao trabalho do Corpo de Bombeiros e Polícia Rodoviária.

A Rodovia Washington Luis foi interditada nos dois sentidos do tráfego.

O incêndio, que começou por volta das 18h30, foi controlado antes das 21 horas.

Por precaução, a UBS do Bairro do Estádio foi reaberta com equipe médica e de enfermagem. “Estávamos preparados, mas não foi preciso utilizar esta estrutura”, informa Giulia Puttomatti, secretária municipal de Saúde.

Os hospitais Santa Filomena e Unimed também colocaram leitos a disposição dos socorristas.
As prefeituras de Cordeirópolis, Corumbataí, Santa Gertrudes, Araras, Itirapina e Limeira também se colocaram a disposição para auxiliar no socorro às vítimas.

Até às 22 horas desta quarta-feira (30), estavam confirmadas quatro vítimas fatais.

Oito vítimas com ferimentos leves foram levadas para o município de Ipeúna. Outras sete para a UPA da Avenida 29. Duas em estado grave foram atendidas no Cervezão e seis, sendo duas em estado grave, foram levadas para o pronto socorro da Avenida 15 e Santa Casa.

O deputado estadual Alex de Madureira e o deputado federal Arnaldo Jardim telefonaram para o prefeito Gustavo Perissinotto se solidarizando com a cidade.

Artigo anteriorLojas Torra Campinas divulga diversas vagas de emprego, confira:
Próximo artigoVeículos com placas final 4 devem ser licenciados em julho