O prefeito Dário Saadi recebeu na manhã deste sábado, 26 de junho, a visita do secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Itamar Borges, para conhecer a Usina Verde de Campinas.

Trata-se da primeira usina pública de compostagem, nesses moldes, no Brasil.  “Nossa usina verde, em parceria com o governo do Estado, através do Instituto Agronômico de Campinas, o IAC, faz a compostagem de galharias, de restos de poda de árvores e, no futuro, processará o material que sobra na Ceasa.

Representa um grande avanço para o meio ambiente. Com trabalho e presença, vamos fazendo de Campinas uma cidade mais sustentável”, disse Saadi.  A usina produz adubo orgânico, a partir de lodo de esgoto, da Sanasa; restos de galharia e caixas, do Departamento de Parques e Jardins (DPJ) e de feiras livres; e de frutas e verduras, da Ceasa. O IAC é o responsável por medir a fertilidade do adubo e certificar a qualidade.

Com capacidade para transformar até 300 toneladas por dia de resíduos em adubo, a usina está funcionando com capacidade de 100 toneladas por dia.

A usina gera uma economia de R$ 2 milhões por mês para a Prefeitura.   O projeto da usina foi elaborado pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e funciona em parceria com a Sanasa, a Ceasa (Centrais de Abastecimento de Campinas) e o IAC (Instituto Agronômico de Campinas).

A usina ocupa uma área de 17 hectares dentro da Fazenda Santa Elisa, do IAC, onde fica a Sede da secretaria de Serviços Públicos.

Artigo anteriorQuina de São João sorteia hoje prêmio estimado em R$ 200 milhões
Próximo artigoInscrições para concurso do Banco do Brasil