A música pode ser a porta de entrada para se conhecer uma cultura. É com essa premissa que a associação Ponto de Cultura Caminhos realiza o workshop online sobre percussão afro-brasileira. A atividade será exibida, nesta segunda e terça-feira (05 e 06/07), às 20h, no canal do YouTube da Secretaria de Cultura (CLIQUE AQUI).

O worhshop é um dos projetos contemplados com recursos da lei federal Aldir Blanc, que oferece subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais dos setores artístico-culturais do município cujas atividades foram afetadas pela pandemia do Coronavírus.

De acordo com o músico Rodrigo Alves, que ministrará o workshop, os ritmos percussivos afro-brasileiros são baseados nas danças e nos ritmos das comunidades tradicionais. “Dentro desse contexto, a percussão explora a sonoridade de instrumentos como atabaques e agogôs, vivencia coletivamente e padrões rítmicos de uma composição musical. A música também é parte da identidade de cada elemento inserido na cultura africana e na sua descendência afro-brasileira”, explica Alves.

O músico é coordenador do grupo de percussão e dança Ojú Obá, da associação Ponto de Cultura Caminhos. É formado pela Escola de Música e Tecnologia Pracatum, localizada no bairro do Candeal, em Salvador, e idealizada pelo músico e compositor Carlinhos Brown. 

No workshop, o músico apresentará a realidade da música oriunda dos terreiros e sua influência e importância na música brasileira. Por meio da oralidade, característica marcante das culturas afro e afro-brasileira, serão mostradas as possibilidades de desenvolvimento musical alinhando técnicas e práticas.

Os participantes aprenderão como obter corretamente os sons de um instrumento de percussão e como tocar ritmos como samba kabila e congo.

Artigo anteriorTetra Pak Monte Mor contrata Coordenador de Impostos Diretos
Próximo artigoLive do Grupo de Rap Klandestinos acontece nesta quinta (08)