Muita fumaça, correria e tensão marcaram a manhã de dezenas de pessoas desta quarta-feira (28), após um incêndio em uma das salas de cinema do Shopping Hortolândia, no centro. O incidente deixou cerca de 15 vítimas de natureza leve a grave. Todo o atendimento e socorro necessários foram prestados no local e nos hospitais da cidade. No entanto, o que “acalmou” a população foi o fato de que tudo não passava de uma “Simulação de Catástrofe”.

O alarme de incêndio soava e a sala de cinema foi rapidamente tomada pela fumaça. No cenário, ainda era possível ver pessoas feridas, ouvir gritos e choros. Logo o barulho das sirenes pelas ruas da cidade se aproximava e começava o trabalho para que as vítimas fossem devidamente retiradas do local e socorridas.

Gerente de marketing do shopping, também ressaltou que a ação deixa capacitadas as equipes de brigadistas, seguranças e bombeiros civis do estabelecimento. “Com isso, estamos reforçando o treinamento da nossa brigada e Corpo de Bombeiros”.

Tempo de resposta
De acordo com o coordenador do Samu José Roberto, o atendimento “foi excelente”. “O tempo de resposta foi abaixo do esperado. A quantidade de vítimas foi o que havíamos combinado e o socorro e triagem delas transcorreu da melhor forma possível, graças a planejamentos prévios, reuniões realizadas, o envolvimento, comprometimento e dedicação de todos os responsáveis pelas agências de apoio”, salientou o coordenador.

Por Cézar Henrique