O prefeito Ângelo Perugini anunciou no final da tarde desta sexta-feira(29), algumas medidas de flexibilização, seguindo as orientações do governo do Estado de São Paulo.

A medida permite a reabertura a partir do dia primeiro de junho de Shopping e templos religiosos, além dos comércios considerado não essenciais de rua e escritórios administrativos. Todos deverão seguir a regulamentação de medidas de proteção impostas no decreto municipal para o combate ao novo coronavírus.

Os shopping poderão 4 horas por dia, ficando a critério do mesmo o período do dia. Já os templos religiosos poderão funcionar com apenas 30% da sua capacidade, respeitando o distanciamento de 2 metros entre os fiéis.

O comércio não essencial poderá atender pessoas dentro da loja respeitando as seguintes condições de ocupação:

  • Comércio com até 150 metros/quadrados – máximo 2 pessoas por vez;
  • Comércio com até 300 metros/quadrados – máximo 4 pessoas por vez;
  • Comércio com até 500 metros/quadrados – máximo 6 pessoas por vez;
  • Comércio com mais de 500 metros/quadrados – máximo 10 pessoas por vez;

As demais pessoas deverão aguardar ao lado de fora do estabelecimento, respeitando o distanciamento de 2 metros entre elas na fila.

Provadores de roupas e de produtos estão proibidos, por conta da facilidade de contágio e a difícil descontaminação.

O uso de máscara continua sendo obrigatório em todos os casos.

Academias, Salões de beleza, barbearia e feiras não entram nessa Fase da Flexibilização.

O decreto com todas os critérios a serem seguidos está previsto para ser publicado ainda neste sábado.