Encontro reuniu 110 pequenos e microempreendedores para discutir políticas públicas para o setor

Para ampliar o diálogo com pequenos e microempreendedores de Hortolândia, a Prefeitura criará uma comissão para discutir políticas públicas que fortaleçam o setor. A formação do grupo é resultado do encontro “Desenvolvimento de Políticas Públicas para Micro e Pequenas Empresas”, realizado, nesta terça-feira (4/4), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O evento reuniu 110 pequenos e micro empresários.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Dimas Pádua, a comissão, composta por 10 pessoas, será formada por pequenos e micro empreendedores, além de representantes da Prefeitura. “O prefeito Angelo Perugini quer a participação das pessoas, de todos os segmentos da sociedade, na construção das ações do governo. Essa comissão será uma ponte dos empreendedores com a Prefeitura”, disse Pádua.

SERVIÇOS GRATUITOS
Durante o encontro, os participantes conheceram os serviços oferecidos pela Prefeitura, por meio da Casa do Empreendedor. O espaço desenvolve ações de incentivo, fomento, orientação e desenvolvimento de empreendedores individuais e coletivos. Os serviços oferecidos são gratuitos como a formalização de microempreendedores (MEI), microcrédito por meio do Banco do Povo e cursos/palestras na área de empreendedorismo. Em breve, Hortolândia voltará a contar com o posto fixo de atendimento do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Participaram do encontro empreendedores de vários segmentos, o presidente da ACIAH (Associação Comercial e Industrial de Hortolândia), Almir Grizante, representantes do Sindicato dos Micro Empreendedores Individuais de Hortolândia, da ASSIMEI (Associação dos Micro Empreendedores Individuais) e da PEIEX (Projeto Extensão Industrial Exportadora).

PARCERIA
A Prefeitura também apresentou aos empreendedores produtos gratuitos fruto de uma parceria com a PEIEX, que oferece serviços de capacitação e assessoria gratuita para empresas de pequeno e médio porte desenvolverem o potencial de exportação e ampliarem mercado.

Um dos produtos são os cursos gratuitos oferecidos pela PEIEX para empresas interessadas em comercializar produtos e serviços no mercado externo.

O outro é o diagnóstico do negócio, que será realizado sem custo aos empreendedores, com avaliação da gestão da empresa em várias áreas. Para a PEIEX fazer o diagnóstico, o empresário precisa responder a um questionário com 150 perguntas, disponível na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

“Esse diagnóstico é importante para o empreendedor saber que rumo tomar e acertar nas ações, principalmente em tempo de crise. Vamos trabalhar para fortalecer nossos pequenos e microempreendedores, setor que mais gera emprego na nossa cidade e em todo o País”, observou Pádua.