Durante a temporada em casa, em razão das medidas de contenção do Coronavírus no município, estudantes da rede municipal de Hortolândia poderão manter a rotina de estudos, com a ajuda da família. Nesta semana de adaptação (16 a 23/03), a Prefeitura disponibilizará atividades e materiais didáticos, voltadas a cada ano letivo, de acordo com os conteúdos previstos pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular). Pais e responsáveis devem procurar a unidade escolar em que o filho está matriculado para buscar os materiais.

A medida da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia visa unir esforços com a comunidade escolar para reforçar, durante o período em casa, o conteúdo pedagógico trabalhado na escola até o momento, apoiando e motivando os alunos.  Atualmente a rede é formada por 57 escolas, com cerca de 26 mil estudantes matriculados. 

“É importante que, nesta semana, as escolas orientem os pais. Não é que as aulas serão suspensas a partir do dia 23, por tempo indefinido, e as crianças podem ficar na rua e ir na casa do amigo. O objetivo é que cada criança fique na sua casa, justamente para que não tenha o perigo do contágio”, afirmou a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire. 

Para Juliana Schadeck Simões Lima, mãe de Isaque Schadeck Simões Evangelista de Lima, de 7 anos, estudante do 2° ano D, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Janilde Flores Gaby do Vale, as atividades para casa são muito bem-vindas. “Acho muito importante que tenha as atividades em casa, juntamente com os livros, porque assim a criança não fica ansiosa e tem o horário específico para estudar e se dedicar à leitura. Se, normalmente, já é tão importante estudar, agora, com esta paralisação, é fundamental ter o apoio da Prefeitura, dos professores, da área da educação, para ter estas atividades em casa”, afirma a mãe. 

Calendário escolar

A secretária de Educação explica que outras alterações no calendário escolar serão comunicadas, assim que possível. “Após a criação do Comitê de Prevenção e Monitoramento do Coronavírus, por iniciativa do prefeito, formou-se outro grupo, com membros da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia; da Saúde; de Assuntos Jurídicos e de Administração, que tem se reunido periodicamente no gabinete para lidar com esta situação diferenciada, que muda de um dia para outro. A ideia é que a gente tome cuidado e Hortolândia forme um bloqueio em torno da cidade e não tenhamos ninguém contaminado”, ressalta a secretária.

A parceria escola-comunidade é essencial para o bom enfrentamento da situação, segundo Sandra. “É importante que as pessoas não entrem em pânico e entendam que tudo o que fazemos aqui tem caráter preventivo, para que a gente não passe por uma situação mais grave. Estamos seguindo o protocolo do MEC (Ministério da Educação) e da Secretaria de Estado da Educação. Estas atitudes não são isoladas. Fazem parte de atitudes preventivas, organizadas junto com a Secretaria de Educação Estadual. Haverá alterações no calendário escolar, mas ainda não temos isso definido. Vamos monitorar e definir, conjuntamente, os próximos passos, a partir do comportamento do vírus e do enfrentamento da doença na nossa região”, explicou a secretária de Educação.

 

Saiba como ficam as aulas nas escolas municipais, estaduais e particulares de Hortolândia

Na semana de 16 a 21/03: as escolas ficarão abertas para receber alunos cujos pais não têm com quem deixar crianças e jovens. As faltas serão abonadas. As atividades serão voltadas à prevenção da COVID-19, doença transmitida pelo Coronavírus. É uma semana de adaptação, para que os pais possam se planejar.

A partir de 23/03: para evitar a propagação do Coronavírus, as aulas serão suspensas por tempo indeterminado. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia