Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia instala 10 coletores de pilhas e baterias em diferentes regiões da cidade

Publicado

em

Você sabia que pilhas e baterias devem ser descartados separadamente de resíduos orgânicos? Para estimular a população a fazer o descarte correto destes materiais, a Prefeitura instalou 10 coletores específicos para pilhas e baterias em diferentes regiões da cidade (veja lista dos locais abaixo). Por meio desta ação, a Administração fortalece a coleta seletiva de materiais recicláveis no município. Os equipamentos foram doados pelo Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos), do qual o município faz parte. O Consimares fará a retirada das pilhas e baterias dos coletores e encaminhará o material para uma empresa de reciclagem.

Para que a população consiga identificá-los, os coletores são de cor alaranjada e têm um adesivo do consórcio colado na parte frontal. A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realizou a instalação dos equipamentos no final do ano passado.

De acordo com a diretora do Departamento de Licenciamento Ambiental e Gestão de Resíduos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Elaine Cristina de Sousa, a população pode descartar nos coletores pilhas e baterias que são utilizadas em celulares e outros tipos de aparelhos eletroeletrônicos.

Para que a população possa fazer o descarte com mais facilidade, os coletores foram instalados em estabelecimentos que comercializam pilhas e baterias e em locais com grande circulação de pessoas, como o Paço Municipal “Palácio das Águas”, sede da Prefeitura.

A diretora salienta que pilhas e baterias devem ser descartadas separadamente de resíduos orgânicos e de outros tipos de materiais recicláveis porque contêm metais pesados tóxicos, dentre os quais chumbo, mercúrio e cádmio. Estes elementos podem contaminar o meio ambiente e, com isso, causar graves malefícios à saúde humana. “A Prefeitura está fazendo a parte dela. Por isso, é importante que a população também faça sua parte, colaborando com a Administração ao fazer o descarte correto de pilhas e baterias por meio dos coletores”, salienta Elaine.

PEVS

Além destes 10 coletores, a população pode fazer o descarte de pilhas e baterias nos oitos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura.

Os PEVs são espaços públicos, onde a população pode descartar corretamente resíduos recicláveis e reaproveitáveis, como entulhos de construção, isopor, plástico PET, sofás, colchões velhos, o chamado “lixo eletrônico”, dentre outros. Nos PEVs, é proibido o descarte de lixo orgânico, resíduos industriais e provenientes dos serviços de saúde.

Seis PEVs abrem diariamente, de domingo a domingo, inclusive nos feriados, das 8h às 12h e das 13h às 18h. Dois têm horário diferenciado, porque funcionam dentro de órgãos públicos: o PEV Orestes Ôngaro (no Aterro de Inertes) e o PEV Santiago (na Administração Regional). Estes funcionam em horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h. De acordo com o Consórcio Horto Ambiental, responsável pela coleta de lixo na cidade, foram recolhidos em 2019 cerca de 20kg de pilhas e baterias no município.

LÂMPADAS FLUORESCENTES

Já no caso de lâmpadas fluorescentes, a Prefeitura disponibiliza cinco estações exclusivas para a população fazer o descarte de tais produtos. De acordo com o consórcio Horto Ambiental, responsável pela coleta de lixo na cidade, foram recolhidas em 2019 4.882 lâmpadas fluorescentes no município.

Confira abaixo os locais onde estão instalados os 10 coletores de pilhas e baterias:

• Academia Malibu: rua Eleusina Batista Silva, 228, Jardim Terras de Santo Antônio

• Horto Ambiental: rua Beladona, 81, Jardim Bela Vista

• Open Shopping: rua Luiz de Camilo de Camargo, 581, região central

• Paço Municipal “Palácio das Águas”: rua José Cláudio Alves dos Santos, 585, Remanso Campineiro

 Supermercado Dia: rua Antônia Luzia de Jesus, 190, Jardim Novo Angulo

 Supermercado Good Bom: av. da Emacipação, 1.550, Jardim do Bosque

 Supermercados Morete: av. João Coelho, 361, Chácara Coelho

• Supermercados Pague Menos: rua Benedito Leite, 358, Jardim Santa Izabel

 Supermercados Pague Menos: av. Francisco de Assis, 3.380, Vila Real

• Supermercado Poupar: av.Brasil, 1.419, Jardim Amanda II

Veja abaixo o endereço dos PEVs:

• PEV 1 – Auxiliadora:

rua Antônio João de Amorim, esquina com a rua Sebastiana Oliveira da Silva

• PEV 2 – Adelaide:

rua Paulo Roberto Soares (Antiga 9), esquina com a rua Benedito Macedo

• PEV 3 – Parque Gabriel:

av. Joaquim Martarolli, 2005

• PEV 4 – Interlagos:

rua Rio Tapajós (Antiga Rua 5)

• PEV 5 – Vila Real:

rua Orlando Cavalcante, esquina com a rua Joaquim Gregório de Moraes

• PEV 6 – Jardim Amanda:

rua Augusto dos Anjos, s/nº

• PEV 7 – Pq. Orestes Ôngaro:

rua  Rio Pardo (antiga Rua 13), 50

• PEV 8 – Jd. Santiago

rua João Joaquim Calixto, 230

PEVs em construção:

• PEV 9 – Jd. Nossa Senhora de Fátima:

rua Manoel Antônio da Silva, 610

• PEV 10 – Jd. Santa Emília:

rua Luísa Febrônio Marini

• PEV 11 – Jd. Santa Esmeralda:

rua Ágata

• PEV 12 – Jd. Nova Alvorada:

rua Alcebíades Marques (antiga Rua 5), próxima ao Parque Socioambiental Lago da Fé

• PEV 13 – São Sebastião:

rua Prof. Lúcio Alves da Costa (praça 2), Loteamento Adventista Campineiro, próximo à AMCRESS (em implantação)

Confira abaixo os locais e os endereços das estações exclusivas para o descarte de lâmpadas fluorescentes:

• Estação 1 – Centro Cultural “Inês Aparecida da Silva Cardoso”/Escola de Artes “Augusto Boal”:

rua Casemiro de Abreu, s/nº, Jardim Amanda

• Estação 2 – Ginásio Poliesportivo “Nelson Cancian”:

rua João Barreto da Silva, 505, Vila Real Santista

• Estação 3 – Espaço Viva Mais:

rua Pedro Pereira, 199 Jardim Santa Claro do Lago

• Estação 4 – Parque Socioambiental “Irmã Dorothy Stang”:

rua Manoel Antonio da Silva, 415, Jardim Nossa Senhora de Fátima

• Estação 5 – Academia Municipal “Jaime Pereira”:rua Benedito Manduca de Souza, 40, Jardim Paineira (atrás do Open Shopping)

Nossa Cidade

Lagoa do Jardim Amanda recebe nova ação para retirada de plantas aguapés

Publicado

em

Prefeitura reforça trabalho contra o descarte irregular de esgoto doméstico, crime ambiental responsável pelo crescimento das plantas

A lagoa do Jardim Amanda é a principal área de lazer do bairro. Reunir a família e os amigos para curtir o local ou praticar esportes ao redor do espaço, como uma corrida ou caminhada, são hábitos que, há anos, fazem parte do cotidiano dos moradores daquela região. Para tornar o local mais agradável, a Prefeitura de Hortolândia realiza, desde 2019, diversas intervenções para a revitalização da área. Alguns exemplos são as mesinhas e banquinhos instalados e a iluminação com tecnologia LED ao redor da lagoa. A limpeza também é essencial e a retirada das plantas aguapés do espelho d’água segue intensificada. Nesta semana, o serviço foi realizado todos os dias.

“A retirada das plantas aguapés da lagoa é um serviço que acontece periodicamente, mas que a população pode contribuir para evitar o crescimento delas. Ao descartar o esgoto doméstico irregularmente com ligações clandestinas, esses dejetos acabam desaguando em lagos, lagoas, rios e mananciais e alimentando o crescimento destes aguapés. Pedimos que todos façam a ligação regular para o descarte do esgoto doméstico e, assim, possamos manter nossos espaços de lazer em condições de uso para que todos possam usufruir”, explica o secretário adjunto de Serviços Urbanos Marcos Panício, o Mercadão. 

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o descarte irregular dos dejetos nas redes de águas pluviais, por meio de ligação irregular de esgoto, também provocam danos como a contaminação de córregos e lagoas causando a mortandade de peixes e da fauna aquática, além do mau cheiro. 

Trabalho contra o crime ambiental

A Secretaria de Serviços Urbanos, com apoio da Secretaria Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), realiza constantemente ações de vistoria, manutenção, notificações, desobstruções e de orientação sobre ligação irregular de esgoto em imóveis residenciais ou comerciais em diferentes regiões da cidade. Segundo a Secretaria de Serviços Urbanos, as equipes encontram por semana, de 15 a 20 ligações irregulares.

Nesta semana, as equipes realizaram ações que contribuem com o saneamento básico e evitam o crime ambiental em diversas regiões de Hortolândia. A desobstrução foi realizada em redes de esgoto e águas pluviais nos jardins São Jorge e Conceição. A manutenção intensificada no Jardim Santa Clara do Lago e notificações contra o descarte irregular no Jardim Rosolém. Concluindo a semana de serviços, uma análise foi realizada na Vila Real para a implantação de vielas sanitárias em residências. A Prefeitura de Hortolândia reforça que, atualmente, o município já conta com 99% de esgoto coletado, sendo que 100% é tratado.

Denuncie o descarte irregular

A população pode fazer denúncias de ligações irregulares de esgoto por meio do aplicativo Agenda Verde, que pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store pelo celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo. A denúncia também pode ser feita pelo telefone (19) 3897-9800 da Secretaria de Serviços Urbanos. Caso a ligação de irregular de esgoto seja constatada, o morador ou o dono do imóvel recebe notificação da Prefeitura.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Ruas próximas ao Pq. Lago da Fé recebem Operação Tapa-Buraco

Publicado

em

Trabalho faz parte da ampliação e revitalização da maior área de lazer de Hortolândia

A Operação Tapa-Buraco continua intensificada em diversas regiões da cidade. Desde o início da semana, o serviço é realizado em ruas e avenidas localizadas entre os bairros Parque Gabriel e Jardim São Miguel, próximas do Parque Socioambiental Lago da Fé. A ação na região faz parte da ampliação, revitalização e modernização do maior espaço de lazer da cidade. Esta nova área do parque será entregue à população nesta quinta-feira (19/05), em comemoração aos 31 anos da cidade.

“Além de margear o parque, estas ruas que receberam mais uma etapa da Operação Tapa-Buraco também são residenciais, algumas são linhas de ônibus do transporte municipal e intermunicial e servem como acesso à avenida Olívio Franceschini, uma das mais movimentadas da cidade. A ação leva diversas melhorias à moradores dos bairros, aos motoristas que trafegam pelo local e aos usuários da área de lazer. Continuaremos o trabalho nesta e em outras regiões da cidade. Desde o começo do ano, mais de 40 bairros já receberam uma ou mais etapas da Operação Tapa-Buraco da Prefeitura”, explica o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Marcos Panício, o Mercadão.

Ruas de bairros que ligam à Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), também foram contempladas com a operação. Ela foi concluída em vias que são acesso à rodovia e ao redor do Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang e do Supermercado Pague Menos, unidade do Jardim Rosolém. O serviço também aconteceu ao redor da UBS (Unidade Básica de Saúde) Figueiras. “Além de evitar danos nos veículos e deterioração do asfalto, este trabalho esta diretamente associado ao aumento da segurança viária já que também evita acidentes de trânsito”, comenta Panício.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Webinários discutem combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Hortolândia

Publicado

em

Eventos online, gratuitos, da campanha “Maio Laranja” acontecem nesta segunda e terça-feira (23 e 24/05)

Hortolândia promove, nesta segunda e terça-feira (23 e 24/05), dentro da “Semana Municipal de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, dois webinários gratuitos ligados à temática da campanha “Maio Laranja”. A iniciativa é da Comissão Intersetorial de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento às Violências, em parceria com a Prefeitura, o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) e a Campanha “Faça Bonito”, anualmente realizada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e pela Rede ECPAT Brasil, que luta pelo Fim da Prostituição e do Tráfico de Crianças para Fins Sexuais.

Os webinários são abertos ao público em geral, começam às 18h30, e dispensam inscrição prévia. Para participar, basta acessar o canal da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, no YouTube.

No primeiro dia, três convidadas participam da discussão: as promotoras de Justiça Renata Brandão Lazzarini (comarca de Hortolândia) e Renata Lucia Mota Lima de Oliveira Rivitti (MPSP – Ministério Público do Estado de São Paulo/Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude) e a escritora, pedagoga, mestra em Educação Sexual e proprietária da Editora Caqui, Carolina Arcari, conhecida pela obra “Pipo e Fifi: ensinando proteção contra violência sexual”. A mediação será feita pela pedagoga, diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Educação e presidente da Comissão Intersetorial de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento às Violências, Jane Aparecida Nery de Carvalho.

No segundo dia, o tema será abordado pela escritora infantil e palestrante Anna Luiza Calixto, fundadora do projeto social “Os cinco passos”, que promove pautas ligadas aos direitos humanos, com foco na temática infantil. A convidada representa o Estado de São Paulo no Conapeti (Comitê Nacional de Adolescentes pela Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil) e é também colunista do portal de jornalismo e mobilização Rede Peteca. Anna Luiza é autora da cartilha “Bem me quer, mal me quer?”, manual prático de orientação, combate e prevenção ao abuso sexual infantil.

Maio Laranja é tema de ações em toda a rede de proteção à criança e ao adolescente

Na manhã desta quarta-feira (18/05), Dia Nacional de Combate à Violência e à Exploração Sexual Infantil, a Prefeitura realizou ação comunitária relativa ao “Maio Laranja” no CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social), no Remanso Campineiro. Houve panfletagem e abraço simbólico na Rotatória do Migrante.

Ainda pela manhã, a campanha foi tema de ações atividade artístico-cultural, com uso de fantoches e bonecos, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Samuel da Silva Mendonça, no Jd. Nova Europa, feita pela coordenadora pedagógica e contadora de histórias Solange Cachimiro Ferreira de Biazzio, a Sol, e pelo coordenador pedagógico da Emef D. Ana José Bodini Januário, Hugo Maciel Nonato Marques. Alunos da Emef Samuel e da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Nova Europa ouviram a contação da história “Não me toca seu boboca”, baseada no livro escrito por Andrea Viviana Taubman e ilustrado por Thaís Linhares, e cantaram a música “Ninguém mexe comigo”, composta pela cantora Bruna Caram. A ação buscou abordar o tema já trabalhado em sala de aula, sensibilizando a comunidade escolar de maneira lúdica, para que a criança reconheça situações de abuso e possa se defender, contando com o apoio dos profissionais da educação, sempre que necessário.

“Eu pensei muito sobre o que eles falaram. É muito importante para a criança tomar cuidado e, se acontecer o que falaram, saber falar com algum responsável”, afirma a estudante do 5°A, Gabrielle dos Santos Silva, de 10 anos.

Desde o início do mês, outras escolas de rede municipal de ensino também promovem dentro e fora de sala ações alusivas ao “Maio Laranja”. Houve teatros, palestras, apresentações musicais, contrações de histórias, dentre outros

Na Câmara Municipal, no próximo dia 26 deste mês, haverá audiência pública para debater o 18 de maio. O evento tem o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e da Comissão Intersetorial de Monitoramento do Plano Municipal de Enfrentamento às Violências. Em todo o Brasil, 18 de maio é considerado o Dia Nacional de Combate à Violência e à Exploração Sexual Infantil. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, a data foi instituída pelo projeto de lei 9970/2000. “A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos que foi drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.”

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Nossa Cidade1 minuto atras

Lagoa do Jardim Amanda recebe nova ação para retirada de plantas aguapés

Prefeitura reforça trabalho contra o descarte irregular de esgoto doméstico, crime ambiental responsável pelo crescimento das plantas A lagoa do...

Nossa Cidade21 minutos atras

Ruas próximas ao Pq. Lago da Fé recebem Operação Tapa-Buraco

Trabalho faz parte da ampliação e revitalização da maior área de lazer de Hortolândia A Operação Tapa-Buraco continua intensificada em...

Nossa Cidade41 minutos atras

Webinários discutem combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Hortolândia

Eventos online, gratuitos, da campanha “Maio Laranja” acontecem nesta segunda e terça-feira (23 e 24/05) Hortolândia promove, nesta segunda e...

Nossa Cidade1 hora atras

Região do Parque Santa Fé recebe benfeitorias da Prefeitura de Hortolândia

Após emissão de 120 títulos de posse, Administração Municipal implanta novo viário na região   A região conhecida como “ocupação...

Nossa Cidade1 hora atras

Hospital Municipal de Hortolândia promove palestra sobre autocuidado emocional para profissionais da saúde

Atividade ministrada nesta terça e quarta-feira (17 e 18/05) encerrou a programação comemorativa à Semana da Enfermagem O profissional de...

Nossa Cidade2 horas atras

Biblioteca Municipal tem livros sobre Hortolândia

As cerca de 50 obras sobre o município estão agrupadas na seção “Cantinho nossa história” A população também pode comemorar...

Publicidade

Populares