Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura dá ordem de serviço para implantação de luminárias LED nas avenidas

Publicado

em

As avenidas de Hortolândia terão novo padrão de iluminação, com luminárias de LED, que proporcionam maior potencial de luminosidade. A ação confere mais segurança para motoristas e pedestres, além de embelezamento das vias públicas. A Prefeitura emitiu a ordem de serviço do contrato que possibilitará a instalação deste tipo de luminária nas avenidas já existentes e nas vias que estão em obras na cidade. De acordo com a Secretaria de Obras, o trabalho inicia pelo trecho da avenida São Francisco de Assis, que atualmente recebe investimentos em duplicação, desde a Vila Real até o Parque do Horto.

A meta do prefeito Ângelo Perugini é que, até o final deste ano, todos os 22 mil pontos de iluminação pública, em toda a cidade, sejam de LED. Os investimentos em iluminação pública fazem parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) implantado pelo prefeito para incentivar o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. O programa prevê mais de 100 obras e serviços, em diversas áreas. Para estas intervenções, o município conta com apoio de recursos da iniciativa privada e dos governos estadual e federal, sendo que a principal fonte de recursos é um financiamento junto ao banco internacional CAF.

O contrato de iluminação que começa a ser executado prevê a instalação de luminárias LED nas novas avenidas que estão surgindo com as obras do PIC. Conforme as obras viárias forem concluídas, a Administração Municipal inicia a colocação das lâmpadas. “Na avenida São Francisco, finalizamos o primeiro trecho da duplicação, que vai desde o cruzamento com a avenida Thereza Ana Cecon Breda até a avenida Anhanguera. Este é o ponto onde iniciaremos o projeto de iluminação”, detalhou o secretário de Obras, Sérgio Trrecilas.

Os demais locais contemplados são: a ponte de ligação do Jd. Novo Cambuí com o Parque Gabriel; a avenida José Augusto de Araújo (Novo Estrela); a ponte do Jd. São Sebastião; o trecho viário de ligação do Jd. Nova Alvorada até o Jd. Santa Clara do Lago II; a avenida Olívio Franceschini (trecho próximo ao Condomínio Residencial Jd. de Mônaco); a rotatória do Hospital Mário Covas; a avenida Panaíno; e a avenida da Emancipação (trecho próximo ao Good Bom).

Caminho de luz

No ano passado, a Prefeitura entregou novo sistema de iluminação de LED na área das lagoas do Jd. Amanda, no Parque Socioambiental Lago da Fé (Jd. Nova Alvorada) e no Corredor Metropolitano, desde a avenida Olívio Franceschini até o Jd. Nova América. Durante o acionamento das luminárias no Corredor Metropolitano, o prefeito Angelo Perugini destacou que toda a cidade contará com iluminação pública em LED. “Em frente de cada casa, terá uma lâmpada LED, que ilumina muito mais. O objetivo da Prefeitura é trazer muita luz para nossa cidade, iluminando nosso caminho pra que a gente tenha mais esperança”, disse Perugini.

Para a troca da iluminação das ruas da cidade, a Prefeitura conclui uma PPP (Parceria Público-Privada), que prevê diversas ações de modernização da rede pública. Em setembro, dois consórcios foram considerados aptos a prosseguir na concorrência para assumir os serviços de monitoramento inteligente, expansão, operação e manutenção dos pontos de iluminação da cidade. Por meio de transmissores de dados em cada luminária, o monitoramento inteligente possibilitará, por exemplo, reduzir o nível de luminosidade das lâmpadas nos horários em que há menos fluxo de pessoas nas avenidas e parques, colaborando para a economia de energia. Além disso, será possível monitorar falhas, como lâmpadas queimadas, o que garantirá manutenção mais rápida.

As ações de modernização da rede de iluminação pública garantirão eficiência energética e economia aos cofres públicos. Com a medida, a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica estima que a Prefeitura reduza em até 50% os custos com iluminação pública. “Hoje, pagamos R$ 600 mil por mês em iluminação pública. Com as lâmpadas de LED, vamos pagar 200 mil. É com esta economia investiremos na troca das lâmpadas”, justificou o prefeito.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Confira as previsão do tempo para o fim de semana

Publicado

em

Previsao Tempo

Previsão do tempo aponta que o sábado (13), amanhece com temperaturas amenas, com mínimas em torno de 10ºC. Sob condição de predomínio de sol, as temperaturas ao longo do dia sobem mais, e a máxima está prevista em 26ºC, e a umidade relativa do ar volta a baixar, assumindo valor mínimo em torno de 30%.

O domingo (14), segue sob previsão de predomínio de sol, baixa umidade relativa do ar, e temperaturas mais elevadas: mínima prevista em 13ºC e máxima em 28ºC.

O começo da próxima semana segue com tempo firme, seco e relativamente quente. Há indicativos de chuva a partir de algum momento entre a próxima quarta e sexta-feira, mas os detalhes ainda contam com um elevado grau de incerteza. 

Continue Lendo

Nossa Cidade

Cobrança pelo serviço de manejo dos resíduos sólidos é revogada em Hortolândia

Publicado

em

Poder Executivo aperfeiçoará a proposta para cumprir em 2023 o Marco Legal do Saneamento Básico, uma exigência do Governo FederalO prefeito José Nazareno Zezé Gomes revogou nesta sexta-feira (12/08) a Lei Municipal que prevê a cobrança do serviço público de manejo de resíduos sólidos urbanos, chamada “taxa do lixo”,  uma exigência da Lei Federal n° 14.026 que estabelece o “Marco Legal do Saneamento Básico” no Brasil. Zezé Gomes, que participou de entrevista coletiva, afirmou que houve um erro de avaliação por parte da equipe e que a cobrança será reavaliada, especialmente por conta do momento econômico vivido pelo País. “O Marco Legal do Saneamento Básico é uma exigência federal e o seu não cumprimento pode acarretar problemas no repasse de recursos federais e de emendas de deputados. Além disso, como prefeito, posso sofrer processo de improbidade administrativa por meio da Lei de Responsabilidade Fiscal. Apesar disso tudo, faltou sensibilidade neste momento onde pessoas em situação de vulnerabilidade estão sobrevivendo com programas de transferência de renda. Revogamos a lei e faremos uma nova redação para que possamos realizar uma cobrança mais justa, a partir de 2023”, declarou o prefeito.

A decisão de revogar a lei também foi apresentada, durante reunião, junto com os vereadores hortolandenses. “Convidamos os vereadores a participar dessa reunião, onde realizamos um diálogo franco. Dentro dos próximos dias, encaminharemos uma nova proposta de lei para que seja avaliada pelos parlamentares e, que assim, possamos realizar uma cobrança que faça justiça fiscal, com implementação a partir de 2023”, explicou Zezé Gomes.

Em relação aos pagamentos já efetuados, o prefeito explicou que o contribuinte pode solicitar o ressarcimento do valor pago ou usar o crédito para quitar tributos futuros. “Cerca de 2 mil contribuintes já efetuaram o pagamento e eles podem fazer essa opção: ressarcir o valor ou utilizar o crédito para outro tributo municipal”, destacou.

O Marco Legal do Saneamento Básico, instituído pelo Governo Federal em 2020, exige aos mais de 5 mil municípios brasileiros a cobrança do serviço de manejo dos resíduos sólidos. A cobrança tem por meta garantir às cidades uma boa saúde financeira, não comprometendo a capacidade de investimentos públicos nas mais diversas áreas, como saúde, educação e segurança pública.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Taxa do lixo é revogada pelo prefeito de Hortolândia

Publicado

em

coleta Lixo

Em anúncio feito nesta sexta-feira (12) em coletiva de imprensa, o prefeito de Hortolândia, Zezé Gomes, informou que a taxa do lixo foi revogada.

O prefeito ainda disse que as pessoas que já pagaram a taxa, terão desconto no IPTU 2023, ou poderão solicitar o estorno, a forma do estorno não vou explicada.

A Prefeitura de Hortolândia iniciou nesta semana o encaminhamento das 68.481 guias de pagamento da cobrança do serviço público de manejo de resíduos sólidos urbanos, o Prefeito recomendou para quem recebeu o boleto, que nao pague.

A implantação da cobrança é uma exigência do Governo Federal, que instalou a Lei n° 14.026, conhecida como “Marco Legal do Saneamento Básico”, sancionada no dia 15 de julho de 2020, que obriga os municípios a implantar a tarifa.

Continue Lendo

Populares