Connect with us

Nossa Cidade

Obras para a Ponte Estaiada funcionar continuam em ritmo acelerado

Publicado

em

Prefeito Angelo Perugini vistoriou intervenções realizadas pela EMTU  nesta quinta-feira (19/7)

O aterramento da galeria de drenagem de águas pluviais continua em realização na avenida que ligará a Ponte Estaiada ao Jardim Novo Ângulo. Agora, a obra é realizada próximo aos condomínios Bertioga e Guarujá. O procedimento foi realizado na mesma avenida, mais perto da ponte, onde já foram colocadas camadas de pedras e realizada a terraplanagem, ações que antecedem o asfalto. Nesta quinta-feira (19/7), o prefeito Angelo Perugini vistoriou as obras em execução pelo Estado, por meio da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano), em parceria com a Prefeitura. As intervenções são parte do Corredor Metropolitano Noroeste.

De acordo com a Secretaria de Obras, as intervenções em realização pela EMTU são necessárias para a Prefeitura colocar a Ponte Estaiada em operação. A estrutura ligará as regiões Leste (Jd. Novo Ângulo) e Oeste (Jd. Amanda) da cidade, além de garantir acesso mais rápido à rodovia SP-101, rumo à Campinas.

O investimento de R$ 58,2 milhões realizado pelo Estado nas obras de continuidade do Corredor Metropolitano, a partir da Ponte Estaiada, incluem a interligação da avenida Olívio Franceschini com a ponte; o viário da ponte até a SP-101, com duas alças de acesso do Corredor à rodovia, nos sentidos Monte Mor e Campinas; duas estações de transferência nos bairros Peron e Rosolen; cinco estações de embarque e desembarque; além de um CCO (Centro de Controle Operacional), na avenida Olívio Franceschini; e de um viaduto na SP-101, na altura do Jardim Rosolen. Posteriormente, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) fará um dispositivo de acesso na SP-101, unindo definitivamente o Corredor à rodovia.

PONTE ESTAIADA

O projeto para construção da ponte teve início em 2011, na gestão anterior do prefeito Angelo Perugini. A estrutura tem 700 metros de extensão, 16,9 metros de largura e 75 metros de altura. Além de ser cartão postal do município, a Ponte Estaiada também evitará que o trânsito regional, que seguirá pelo Corredor Metropolitano, entre em conflito com o tráfego local, desafogando a Avenida da Emancipação. Isso porque o projeto inicial do Corredor Metropolitano previa que a partir da avenida Olívio Franceschini, o trajeto regional seguisse pela avenida da Emancipação até a SP-101.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Viveiro Municipal da Prefeitura recebe visita de grupo de desbravadores

Publicado

em

Cerca de 140 crianças e adolescentes aprenderam como é feita a produção de mudas de plantas pelo órgão

Conscientizar as novas gerações sobre a importância do desenvolvimento sustentável para garantir vida saudável à cidade. Foi com esse objetivo que o Viveiro Municipal Antonio da Costa Santos, órgão da Prefeitura de Hortolândia, recebeu a visita de um grupo de desbravadores da Igreja Unasp, formado por 140 crianças e adolescentes, no domingo (22/05).  

Na visita monitorada, os desbravadores conheceram o espaço e aprenderam como é a produção de mudas de plantas feita pelo viveiro e que são distribuídas gratuitamente para a população. A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira, ainda explicou para os visitantes os demais trabalhos realizados pelo órgão, como o reaproveitamento de restos de madeira recolhidos nos serviços de poda e corte de árvore feitos na cidade. Esse material é usado na confecção de bancos e mesas que são instalados em praças e espaços públicos.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura entrega na próxima quinta-feira (26/05) DDM de Hortolândia

Publicado

em

Antigo sonho do município, delegacia disponibilizará atendimento diferenciado para as mulheres vítimas de violênciaA Prefeitura de Hortolândia, em parceria com o Governo do Estado, entrega na próxima quinta-feira (26/05), a partir das 16h30, as instalações da primeira DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) do município. Localizado na rua Benedicta Pires de Assis, 88, bairro Remanso Campineiro, o espaço passou por reforma e adequações internas solicitadas pelo Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

A Delegacia de Defesa da Mulher era uma reivindicação antiga da população hortolandense, cuja instalação foi confirmada no último dia 6 de janeiro, por meio do Decreto n° 66.425. De acordo com o documento, a área de atuação será abrangida pelos limites territoriais da cidade. Assim como as demais DDMs sediadas em Sumaré, Santa Bárbara d’Oeste e Americana, a delegacia integrará a estrutura da Delegacia Seccional de Americana, vinculada ao Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) de Piracicaba.

Apesar de Hortolândia contar com mais de 234 mil habitantes, o município ainda não disponibiliza atendimento diferenciado para mulheres vítimas de violência. As denúncias de estupro, ou violência doméstica, por exemplo, são registradas nos Plantões Policiais ou distritos policiais da cidade.

Segundo o prefeito José Nazareno Zezé Gomes, a conquista da DDM para Hortolândia é uma grande vitória para as mulheres hortolandenses. Ele recordou que em 2016, o então deputado estadual Angelo Perugini havia protocolado junto ao Governo do Estado de São Paulo o pedido de criação da delegacia especializada para as mulheres. “O meu amigo e saudoso prefeito Perugini, quando ocupou a cadeira de deputado estadual, havia plantado em 2016 uma semente e, face a toda essa luta e trabalho, sem esquecer da fé, alcançamos agora em 2022 esse grande objetivo. A partir do momento que o Governo do Estado lançou o decreto, confirmando a DDM, nós já buscamos um local adequado para a sua implantação. O prédio ficou muito bom e atenderá as necessidades da Polícia Civil”, explicou o prefeito hortolandense.

No último ano, o CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher) “Debora Regina Leme dos Santos”, de Hortolândia, registrou o triste recorde de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica. Em 2021 foram registrados 660 atendimentos, um aumento de 50% em relação a 2020, quando foram anotadas 440 denúncias. Deste total, 421 casos terminaram na concessão de medidas protetivas de urgência, ação prevista pela Lei Maria da Penha (n° 11.340, de 7 de agosto e 2006).

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Conhece o primeiro bairro planejado de Hortolândia? Confira:

Publicado

em

vilaVerde

O loteamento Jardim Vila Verde é o primeiro bairro planejado de Hortolândia. Com infraestrutura completa e já está 100% liberado para construções.

Com uma localização estratégica, próximo ao centro e a faculdade Adventista UNASP.

Não perca a chance de viver bem e perto de tudo que você precisa!
Venha para o Jardim Vila Verde
Temos poucas unidades disponíveis!

Telefone para contato: (19) 98921-6368

Stand de vendas no loteamento:
Rua: Antônio Caetano Junior (próximo ao número 20) Bairro Adventista Campineiro – Hortolândia/SP

Jardim Vila Verde – A felicidade mora aqui – Clique aqui e entre em contato com a gente

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Populares