Na terça-feira (2/5), equipes da Prefeitura recolherão os materiais sem serventia, durante a Operação “Cata-Bagulho”

 

Moradores dos bairros Jardim Paulistinha, Jardim Rosolen, Vila Ipê, Jardim Adelaide, Terras de Santo Antônio e Jardim Lírio têm até o dia 1º de maio para fazer o descarte de entulhos e materiais sem serventia e que podem ser foco do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. A Prefeitura de Hortolândia, por meio do Departamento de Serviços Urbanos, vai realizar a operação “Cata-Bagulho” na região, a partir de terça-feira (2/5). O serviço faz parte da segunda etapa da “Agenda Verde” – Mutirão de limpeza e zeladoria.

O orientação da Prefeitura é de que os moradores deixem os objetos e entulhos nas calçadas para facilitar o trabalho das equipes. Além da Operação Cata- Bagulho, a região também receberá reforço na sinalização nas principais avenidas.

Também serão realizados limpeza e lavagem das ruas,  poda do mato, serviços de “tapa-buraco”  e  a limpeza dos bueiros.

Nesta fase da “Agenda Verde”, 24 bairros da cidade serão atendidos. Na primeira fase da operação, foram recolhidas 2.092 toneladas de entulho e 112 toneladas galhos em 22 bairros.

O objetivo da Agenda Verde é mobilizar a população de Hortolândia a participar e ajudar o poder público na solução de problemas sociais e econômicos provocados pelo descarte irregular e ilegal de entulhos nas calçadas, terrenos baldios e áreas verdes, realizando um trabalho de conscientização.

Após o mutirão passar pelo bairro, o morador que descartar entulho e outros resíduos sólidos irregularmente estará sujeito a fiscalização e multas que podem variar de R$ 160, 43 até R$ 32.068, 00.