Manifestação realizada em 2013 - Fonte TV Hortolândia

Existem diversas questões envolvendo a paralisação/greve geral desta sexta-feira (28/04), contra as reformas trabalhistas e da previdência.

A principal duvida que o Portal Hortolândia vem recebendo enviados pelos internautas, é referente ao transporte publico e segundo um artigo da CBN, o Sindicato dos Rodoviários – apoia a greve geral e acredita em um movimento forte, na região de Campinas. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da RMC – Concessionárias vão disponibilizar todos os ônibus durante o dia.

Em Hortolândia, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, prevê que pelo menos 90% das escolas municipais sejam afetadas, parcial ou integralmente, nesta sexta-feira (28/04), por causa da adesão dos profissionais da rede à greve geral. Caso isto ocorra, haverá reposição de aula.

Estudantes de escolas públicas, ETEC e Instituto Federal estão se organizando para manifestação em Hortolândia nessa sexta feira. A ideia dos alunos é de promover um manifesto pacífico contra a Reforma da Previdência proposta pelo atual presidente da República Michel Temer.
A Secretaria de Mobilidade Urbana foi informada pela Viação Lira, concessionária do serviço de transporte municipal, que motoristas e cobradores da empresa também cruzarão os braços em protesto. A previsão é de que não haja ônibus municipais em circulação.
A Secretaria de Segurança Pública informa que a Guarda Municipal vai trabalhar com o efetivo normal do dia. As equipes estarão de prontidão para, em caso de manifestações, evitar confrontos e tumultos, sem uso de força.
Quanto aos demais servidores, a expectativa é de expediente normal. Nenhum comunicado a respeito de adesão à greve geral foi enviado pelo Sindicato dos Servidores Municipais.