Connect with us

Nossa Cidade

Modelo regional na Reciclagem de Entulhos, Usina da Prefeitura recebe visita de municípios paulistas

Publicado

em

Gestores da capital paulista e de Guariba, na região de Ribeirão Preto, estiveram em Hortolândia, nesta quinta-feira (17/10), para conhecer boas práticas ambientais

Modelo regional na Reciclagem de Entulhos, Usina da Prefeitura recebe visita de municípios paulistas

A fim de conhecer boas práticas ambientais, gestores da capital paulista e de Guariba, na região de Ribeirão Preto, visitaram, na manhã desta quinta-feira (17/10), a Usina de Reciclagem de Entulhos da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Hortolândia. Considerada modelo regional na reciclagem e reaproveitamento de resíduos da construção civil, a URE Hortolândia abriga um centro de recepção, triagem, processamento e transbordo de materiais. O projeto é gerenciado pelo INAC (Instituto Nova Ágora de Cidadania), instituição parceira caracterizada como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

O grupo veio conhecer de perto a experiência de Hortolândia na gestão de resíduos da construção civil, em especial o trabalho desenvolvido na URE e na ATT (Área de Transbordo e Triagem).

Durante a visita, o presidente da AMLURB (Autoridade Municipal de Limpeza Urbana) da cidade de São Paulo, Silvano Silvério da Costa, e o secretário de Desenvolvimento Econômico de Guariba, na região de Ribeirão Preto, Daniel Louzada, foram acompanhados pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Aldo Aluízio Silva, e pela diretora de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, Izabel Araújo.

Publicidade

AMLURB

A AMLURB é o órgão gerenciador dos serviços de limpeza urbana prestados na capital paulista, tais como lavagem de monumentos e escadarias, varrição de vias públicas, remoção de entulho e coleta de resíduos de saúde, domiciliares e seletiva. “Levo excelentes impressões da visita, sobretudo da boa governança desta área, feita pela OSCIP parceira, e do gasto pequeno, considerada a importância desta questão ambiental”, afirmou Silvério. “A Prefeitura pode melhorar ainda mais esta atividade, garantindo a sustentabilidade da área, o que representa não despender recursos municipais”, acrescenta.

A capital paulista vem estudando alternativas para triar e reciclar os resíduos da construção civil que, atualmente, após coletados pela limpeza urbana, vão para três aterros inertes. No entanto, segundo a AMLURB, há cerca de quatro mil pontos de descarte irregular que precisam ser eliminados. Em São Paulo, 4 mil das 11 mil toneladas de resíduos produzidas diariamente vêm da construção civil, revela Silvério. Deste montante, 35% são resíduos secos, 51% são orgânicos e 14%, rejeitos.

Com a troca de experiências, a AMLURB espera encontrar boas práticas que a ajudem a reciclar e reaproveitar o material que hoje é aterrado e poderia, após transformado, ser reutilizado em obras públicas.

Publicidade

Experiência de Guariba

Após ouvir falar das experiências positivas de Hortolândia com relação à gestão de resíduos da construção, o município de Guariba enviou representante à cidade a fim de conhecer esta e outras políticas públicas, consideradas “modelos regionais”, como o PROEMPH (Programa Municipal de Incentivo Empresarial de Hortolândia), da Secretaria de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo. Na esfera ambiental, o objetivo do município é aprimorar o destino deste tipo de resíduos, que atualmente são reutilizados em obras públicas, mas ainda não recebem o processamento refinado feito em Hortolândia.

“Todos ficamos impressionados com a organização e a gestão da usina. É um projeto muito bom”, avalia Daniel Louzada, secretário de Desenvolvimento Econômico de Guariba. “Ano que vem é o derradeiro para resolver os problemas ambientais, sobretudo a dos resíduos sólidos.Na nossa cidade, temos um aterro sanitário muito bem organizado, mas estamos aperfeiçoando a parte dos entulhos da construção civil. Hortolândia é exemplo, é referência neste segmento, com uma usina muito bem preparada, equipada e organizada, de modo que está de parabéns”, complementou.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Publicidade

Nossa Cidade

Oficina gratuita da Prefeitura de Hortolândia ensina receitas julinas à comunidade

Publicado

em

Pratos típicos da época foram ensinados a cerca de 20 pessoas inscritas, nesta sexta-feira (01/07), na Cozinha Escola Comunitária, no Jd. Novo Ângulo.

Receitas fáceis, baratas e saborosas. São assim as oficinas gratuitas da Cozinha Escola Comunitária da Prefeitura de Hortolândia. Nesta sexta-feira (01/07), cerca de 20 pessoas participaram da Oficina de Receitas Julinas, que ensinou aos participantes como fazer “Cuscuz Paulista Fácil” e “Bolo de Mandioca Crua”, preparações típicas desta época do ano. As aulas, ministradas pela tecnóloga em gastronomia Virgínia Fernandes, aconteceram no período da manhã e também da tarde, no Jd. Novo Ângulo.

A formação é promovida pelo Departamento de Segurança Alimentar da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e busca disponibilizar a moradores de Hortolândia, maiores de 16 anos, a oportunidade de aprender novas preparações, inclusive para aumentar a renda da família. Informações sobre as próximas oficinas podem ser obtidas pelos telefones do Banco de Alimentos: (19) 3845-6630 e (19) 38454920.

Jaqueline Santos da Silva, de 27 anos, moradora da Vila Inema, participou na turma da manhã e já está de olho na próxima oficina. “O curso foi muito bom. Ficar sabendo dele é uma oportunidade para a comunidade. Tem também a chance de venda para acrescentar na renda. Quero vir mais vezes. Fiquei sabendo do curso através de um anúncio no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social”, comentou ela.

Publicidade

Estudante aprendem a fazer bolinho de chocolate 

Na quarta e quinta-feira (29 e 30/06), cerca de 115 alunos de quatro turmas do 4o ano (A, D, F e C) da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Salvador Zacarias Pereira Júnior, no Jd. Novo Ângulo, também participam de Oficina de Culinária na Cozinha Escola. Os estudantes das professoras Juliana Félix e Adriana Aline aprenderam com o nutricionista Marlon Zanardi a preparar muffin de chocolate e aveia. Ao final da oficina, degustaram o bolinho e aprovaram a receita.

Confira abaixo as receitas da Oficina Julina:

Cuscuz Paulista Fácil

Publicidade

Ingredientes:

½ xícara (chá) de azeite 

1 cebola picada 

1 lata de molho de tomate

Publicidade

2 tomates picados

2 latas de água (mesma medida do milho)

1 lata de ervilha

1 lata de milho verde

Publicidade

1 pimentão picado

2 latas de sardinha

Cheiro verde e temperos a gosto

3 xícaras (chá) de farinha de milho

Publicidade

3 ovos cozidos

1 tomate para decorar

 

Modo de preparo: 

Publicidade

1. Em uma panela, refogue no azeite a cebola, o pimentão, o milho, a ervilha, o molho de tomate, os tomates picados, a sardinha, e o cheiro verde;

2. Coloque a água e quando ferver acrescente a farinha de milho;

3. Unte uma forma com óleo e enfeite com tomate, sardinha, ervilha, e algumas folhas de cheiro verde;

4. Coloque a massa e deixe esfriar;

Publicidade

5. Desenforme depois de frio.

Custo total: R$49,94

Rendimento: 10 porções com 200 gramas

 

Publicidade

Bolo de Mandioca Crua

Ingredientes:

1 xícara (chá) de mandioca crua ralada;

1 xícara (chá) de coco ralado;

Publicidade

1 xícara (chá) de queijo parmesão ralado (opcional);

1 copo (americano) de leite;

1 xícara (chá) de açúcar;

4 ovos;

Publicidade

3 colheres (sopa) de margarina em temperatura ambiente;

1 colher (sopa) de fermento em pó.

Modo de preparo:

1.Bata as claras em neve e reserve;

Publicidade

2.Misture a mandioca, o coco, as gemas, o açúcar, o leite, o queijo e o fermento em pó. Mexa bem e coloque a margarina em consistência mole;

3.Coloque as claras em neve, enquanto mexe devagar;

4.Pré aqueça o forno;

5.Unte uma assadeira grande;

Publicidade

6.Asse em forno médio (200º graus), por cerca de minutos, até dourar.

Custo total: R$27,23

Rendimento: 14 unidades com 32,14 gramas.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Publicidade
Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia recebe trem com cores do arco-íris, nesta sexta-feira (01/07)

Publicado

em

Passagem está prevista para às 16h; ação é comemorativa ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+

Hortolândia receberá a passagem de um trem com as cores do arco-íris, nesta sexta-feira (01/07). De acordo com a empresa Rumo, concessionária  do transporte ferroviário na cidade e na região, a previsão do horário de passagem da composição é por volta das 16h. A ação é para marcar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+, comemorado na quinta-feira (28/06). As cores do arco-íris, também estampadas em bandeiras, são o símbolo do movimento LGBT.

A população poderá acompanhar a passagem do trem no Centro de Memória Professor Leovigildo Duarte Junior, órgão da Prefeitura de Hortolândia, localizado na rua Rosa Maestrello, 2, Vila São Francisco. O centro estará aberto normalmente até às 16h30. Caso o trem ainda não tenha passado no horário previsto, o espaço fechará e a equipe do órgão ficará no local para orientar o público. Por questão de segurança, o centro reforça para que as pessoas não desçam no trilho para acompanhar a passagem da composição.

Quem quiser, também poderá acompanhar a passagem do trem pela câmera de monitoramento instalada no Centro de Memória. A câmera é do tipo 360º e funciona 24 horas. As imagens da câmera são exibidas em tempo real no canal no YouTube do grupo Railcam Brasil. 

Publicidade

O equipamento foi inaugurado no evento “Café Com Viola”, realizado, em maio, pela Prefeitura em comemoração ao 31º aniversário de emancipação política de Hortolândia

O fornecimento e a instalação do equipamento foram feitos pelo grupo Railcam Brasil, que reúne admiradores e fãs de trens e ferrovias do Brasil e de outros países. Hortolândia é o segundo município a receber a câmera. A iniciativa conta com o apoio da empresa Rumo e da Prefeitura. Além da câmera, o grupo disponibilizou o Wi-Fi gratuito no Centro de Memória, cujo uso é gratuito somente para visitantes , mediante uso de senha. 

O Centro de Memória ocupa o prédio da antiga estação ferroviária Jacuba, que foi restaurado pela Prefeitura e inaugurado em 2014. Com um acervo de objetos, fotos e materiais antigos, a unidade guarda parte importante da história do município.

Enquanto aguarda a passagem do trem, o público pode ainda conferir a atual exposição em cartaz, “Chiquinho: trajetória e legado do mestre do mundo”, em homenagem ao Mestre Chiquinho, um dos moradores mais ilustres de Hortolândia

Publicidade

A exposição, inaugurada em dezembro de 2021, reúne cerca de 100 objetos, dentre fotos, vestimentas, fantasias e outros itens, que fazem parte dos acervos pessoal de Mestre Chiquinho e do próprio centro. Um dos itens de destaque é uma foto antiga do avô de Mestre Chiquinho, que de acordo com ele, tem mais de 100 anos. “É a foto mais antiga da exposição”, conta o homenageado.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Documentário “Limiar” é atração do projeto “Bate-papo de cinema” do Pontos MIS

Publicado

em

Filme será disponibilizado on-line a partir desta sexta-feira (01/07) até domingo (03/07); no sábado (02/07), às 18h, haverá bate-papo sobre a produção

Um relato intimista sobre as dificuldades e os preconceitos que um adolescente enfrenta ao decidir fazer a transição de gênero. Esse é o mote do documentário “Limiar”, atração do projeto “Bate-papo de cinema”, realizado pelo programa Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som), do governo do Estado, e a Prefeitura de Hortolândia. O projeto disponibiliza on-line o filme, a partir desta sexta-feira (01/07) até domingo (03/07). Para assistí-lo, é necessário fazer inscrição por meio deste LINK. O longa-metragem integra a mostra “ICine de Cinema”, realizada em parceria com o movimento ICine, rede formada por cineastas, produtores e exibidores do interior e litoral paulista. O documentário tem classificação indicativa de 12 anos. A exibição do filme marca ainda o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+, comemorado na terça-feira (28/06).

O projeto também promove um bate-papo on-line ao vivo sobre o filme, neste sábado (02/07), às 18h. Participarão do debate a diretora do documentário, Coraci Ruiz, e o presidente do coletivo de cinema, Kino-Olho, de Rio Claro, Raphael Paes da Silva. A mediação será da diretora e roteirista Giuliana Monteiro. O público poderá assistir o bate-papo no canal do YouTube do Pontos MIS, que terá interpretação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para deficientes auditivos.

No documentário, filmado entre 2016 a 2019, a cineasta Coraci Ruiz mostra a transição de gênero de seu filho, Noah, de 16 anos, a partir de relatos comoventes do jovem, da própria Coraci e de sua mãe. “Limiar” foi exibido em vários festivais de cinema do Brasil e de outros países. O filme recebeu prêmios de Melhor Direção no Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, em 2020, e de Melhor Documentário, no 36º Lovers Film Festival, em 2021, na Itália.

Publicidade

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Populares