Oito alunas da equipe de ginástica rítmica do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura de Hortolândia visitaram, pela segunda vez, alunos do terceiro período do curso de Educação Física da Faculdade Anhanguera, localizada na região central de Hortolândia. A matéria faz parte da grade do curso e, as meninas, dos 10 aos 14 anos de idade, foram convidadas para mostrar aos universitários as novas tendências do esporte, como movimentos, treinos, rotina de uma ginasta e as dificuldades nesta pandemia do Coronavírus em manter-se em forma com treinos online.

“É muito legal ver as meninas contribuindo com a formação de futuros educadores físicos, fortalecendo estes alunos em seus futuros profissionais. A tradição de nossa cidade nessa modalidade já permanece por muito tempo e continuaremos o nosso apoio a estas dedicadas atletas, para que levam o nome de nossa cidade em todas as competições que disputam”, explica o secretário de Esportes e Lazer, Jonas Pereira Lima.

De acordo com a Secretaria de Esportes e Lazer, os treinos em alto rendimento dos atletas do projeto Escolinhas Esportivas já foi retomado, seguindo os padrões necessários para evitar a disseminação do Coronavírus. Durante este período, as meninas se adaptaram e utilizam a tecnologia para se manterem ativas, treinando coordenadas pela técnica Izabele Scheffer por meio de um aplicativo para as ginastas realizarem as atividades de suas casas. Além dos treinos, as competições online também viraram rotina para o time e, desde o ano passado, a ginástica rítmica de Hortolândia conquista boas colocações nesta “nova forma” de competir pelo esporte.

“As ginastas Lays Isabelly Stoppa, Isabelle Souza da Silva, Milena Souza da Silva, Thaísa  Onishi, Alice Novaes, Sophia Rossi, Laura Souza e Laís  Agnelo representaram a equipe de atletas de Hortolândia durante a apresentação para os universitários, após serem chamadas pela professora do curso, Josiene Mascanharas. Em nome da equipe, agradecemos este chamado, pela segunda vez, e todas elas esperam ter contribuído com a formação destes futuros profissionais da educação física”, explica Fabiana Souza, representante da organização de mães das ginastas.

GINÁSTICA RÍTMICA É TRADIÇÃO EM HORTOLÂNDIA

A modalidade de Ginástica Rítmica foi implantada nas Escolinhas Esportivas da Prefeitura em 2005. Antes da pandemia, aproximadamente 200 alunas, na faixa etária entre 4 e 18 anos, participavam dos treinamentos, realizados na Academia Municipal (Centro) e nos ginásios Victor Savala (Jd. Nossa Senhora de Fátima) e Gino Bernardini, reformado recentemente (ao lado do campo do Rosolém).

Criação da Estação Cidadania de Esportes aumentará vagas na modalidade

Com a inauguração da Estação Cidadania de Esportes, no Jardim Amanda, a Prefeitura ampliará o atendimento gratuito à comunidade esportiva da cidade após a volta presencial das atividades esportivas. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, futuramente, no local, serão abertas duas mil vagas em 11 modalidades no projeto Escolinhas Esportivas.

Além da ginástica rítmica, poderão ser realizados, gratuitamente, treinos de atletismo, em 100 metros rasos, salto em distância e arremesso de peso, basquete, vôlei, handebol, futsal, karatê, judô, zumba, ginástica funcional e jiu-jitsu. O projeto Escolinhas Esportivas da Administração Municipal, atualmente, atende aproximadamente 9.500 pessoas.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia