Um esgoto a céu aberto em uma estrada ao lado do Complexo Penitenciário de Hortolândia está tirando o sono de moradores da região do Parque Peron e populares que passam pelo local diariamente. Além do mau cheiro e risco de doenças, moradores afirmam que até acidentes já foram causados devido ao esgoto.

No local passam diariamente caminhões e pessoas a pé e, devido ao mato alto e a falta de acostamento, quem passa pelo local a pé se sujeita a andar pelo esgoto para não correr o risco de ser atropelado.

“È bem ruim essa situação. Eu passo aqui todos os dias de manhã para ir até o ponto de ônibus e tenho que ficar me equilibrando para não ser atropelada e não cair no esgoto”, comentou rindo a empregada doméstica Maria Aparecida Pereira, de 54 anos. “Tem que rir para não chorar”.

Para o motorista Rodrigo Alves Leite, de 28 anos, passar de carro no local todos os dias é um sacrifício. “Essa estrada, além da má qualidade de asfalto, tem esse esgoto. Acaba com os pneus do carro, fora que a água do esgoto tampa os buracos, o que pode causar acidente”.

Um morador do Parque Peron que preferiu não se identificar, informou a reportagem que recentemente, ao tentar desviar do esgoto, um carro acabou colidindo com uma motocicleta. O motociclista teria se ferido gravemente, segundo o morador.

“Se você ficar parado aqui vai flagrar um monte de acidente. A dor de cabeça é grande, parece exagero, mas só quem vive aqui sabe. Desconfiamos que esse esgoto vaze do Complexo Penitenciário, mas por enquanto é só suposição”, comentou.

A reportagem entrou em contato com a Administração de Hortolândia e com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) para saber sobre a origem do esgoto, mas até o fechamento desta reportagem, não havia obtido retorno.

Artigo anteriorBandido faz arrastão em ônibus no Jardim Sumarezinho
Próximo artigoTorta de frango de liquidificador