16 de julho de 2024
Nossa Cidade

Encontro discute cultura surda e educação bilíngue

Evento aconteceu nesta quinta-feira na Emef Caio Fernando

Encontro discute cultura surda e educação bilíngue

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, realizou, nesta quinta-feira (19/09), às 19h, o encontro “Valorizando a Cultura Surda”, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Caio Fernando Gomes Pereira, no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora. Participaram do evento mais de 200 pessoas, entre alunos, professores, familiares, autoridades municipais e gestores educacionais interessados em conhecer um pouco mais sobre a luta do surdo na sociedade.

O encontro reuniu um grupo alunos surdos, entre crianças, jovens e adultos de diferentes regiões do município. O objetivo do projeto é promover, semestralmente, reuniões que facilitem a comunicação entre eles e a troca de conhecimentos sobre a linguagem surda.

“Este é o setembro azul”. Foi com esta frase, que a aluna Elza Clemente da Silva, da 7ª série, da EJA (Educação de Jovens e Adultos) abriu a programação. Uma referência ao movimento surdo que tem como objetivo mobilizar as autoridades e a sociedade para a garantia dos direitos humanos, linguísticos e culturais da Comunidade Surda.

“O azul foi a cor dada para as pessoas surdas pelos nazistas. Hoje, neste encontro, estamos usando uma fita azul que representa a memória de todos aqueles que sofreram a opressão desta época”, disse a coordenadora pedagógica e especialista em inclusão educacional , Regina Shigemoto. “O azul hoje representa uma mensagem de superação e que ainda temos muitos desafios na inclusão do surdo em nossa sociedade”, explicou.

Assim, de acordo com o texto lido pela aluna, o mês de setembro marca a lembrança das pessoas surdas, de suas lutas e conquistas. Alia-se a cor azul, que simboliza a comunidade surda em todo o mundo e está presente no laço que representa o conceito de ser surdo. O setembro azul prevê seminários, palestras, apresentações teatrais, passeatas, audiências públicas, exposições, festas, entre outras atividades.

“Estamos fazendo uma gestão compartilhada, por isso sempre é muito bem-vindo o diálogo e a aproximação de todos que trabalham com a pessoa com deficiência”, disse o prefeito Antonio Meira.

O evento emocionou o público, que também pode conhecer de perto a trajetória educacional dos surdos no Brasil e no mundo, por meio da apresentação do aluno surdo, Paulo Rodrigues Siqueira, interpretado, pelo professor de Biologia, do Ensino Médio do Iasp, Wellington de Oliveira Romagnoli, intérprete de Libras.

Outras atividades da noite foram a apresentação de vídeos e de duas peças teatrais com linguagem teatral em Libras: “A pílula mágica” e “A lenda da Iara”.

Para a secretária de Educação, Cleudice Baldo Meira, o encontro cumpriu o seu objetivo e proporcionou a discussão sobre a importância da valorização da cultura surda. “A intenção é realizar uma ação de formação e conhecimentos relacionados à surdez e à educação de surdos como apoio aos sistemas de ensino, numa proposta de articulação intersetorial na construção das políticas públicas educacionais”, ressaltou.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98