Connect with us

Nossa Cidade

Denúncias de violência contra criança podem ser registradas em sistema online

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia oferece, desde agosto, um canal online para registrar e acompanhar denúncias de violência. O objetivo é fortalecer ainda mais a rede de proteção às pessoas que sofrem violência, dentre elas a racial, contra mulheres, idosos e PCDs (pessoas com deficiência). A ferramenta facilita o acesso da população aos serviços do Disque 100 e 180, funcionando como um cadastro em que a denúncia pode ser feita de forma anônima, sem qualquer tipo de identificação. O link é o http://direitoshumanos.hortolandia.sp.gov.br/direitoshumanos_usuexterno/direitoshumanos_usuexterno.php .

O sistema pode ser usado não apenas pela vítima, mas também por um vizinho ou alguém próximo. Por isso, é importante manter-se atento à vizinhança. Qualquer tipo de violação aos direitos humanos da criança, do adulto e do idoso será recebido, acolhido e atendido.

Após o preenchimento do formulário, o cidadão terá acesso a um número de protocolo. Com ele, é possível acompanhar todo o andamento do atendimento à denúncia. O canal online sistematiza a informação, facilitando a apuração e proporcionando ação rápida para encerrar qualquer ciclo de violência que esteja acontecendo.

O serviço é de responsabilidade do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, órgão da Secretaria de Governo.

Conheça os tipos de violência que podem ser denunciados:

– Violência sexual contra a criança e o adolescente.

– Assédio Moral e ou sexual;

– Pedofilia nos meios digitais;

– Violência contra a pessoa com deficiência;

– Violência contra a pessoa idosa;

– Violência contra imigrantes e refugiados;

– Violência contra LGBTQIA+;

– Violência doméstica;

– Violência nos meios digitais;

– Violência racial;

– Violência sexual; 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Hortolândia recebe a peça teatral infantil “Pingo d´água”

Publicado

em

Espetáculo teve três sessões nesta terça-feira (16/08) para alunos da EMEF Profa. Marleciene Priscila Presta Bonfim

Crianças são multiplicadores de conhecimentos eficientes. Afinal, elas gostam de compartilhar tudo o que aprendem com suas famílias. Para mostrar para elas a importância de cuidar do meio ambiente e dos recursos naturais, Hortolândia recebeu a peça teatral “Pingo d´água”. O espetáculo teve três sessões para alunos da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Professora Marleciene Priscila Presta Bonfim, nesta terça-feira (16/08). A vinda da peça ao município foi viabilizada por meio do ProAC (Programa de Ação Cultural) do governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Hortolândia e patrocínio da empresa Patrus Transporte.

O espetáculo conta a história de uma gota d´água chamada Pingo. Após ter evaporado e virado nuvem, ela está feliz porque vai se transformar em chuva e voltar para sua casa, o rio. Mas, no caminho de volta, Pingo se depara com um cenário triste. As florestas estão secas, as árvores não têm mais ninhos dos passarinhos e nem conseguem dar frutos que servem de alimento para os bichinhos e as pessoas. Para piorar, as águas estão sujas, e por causa disso, os peixes estão doentes. Todos esses problemas foram causados pela Madame Polú e seu mordomo, Sr. Sujeirinha. Para vencer essa vilã e salvar o rio, Pingo vai contar com a ajuda de outros pingos d´água e também das crianças.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Reforma no prédio do CRAS Novo Ângulo está quase terminada

Publicado

em

Na tarde desta segunda-feira (15/08), prefeito Zezé Gomes visitou a obra, que deverá ser reinaugurada no dia 27 deste mês 

A reforma no prédio que abriga a sede do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) Jd. Novo Ângulo, localizado na R. Francisco Bereta, 330, está quase concluída. A previsão da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, responsável pela unidade de assistência, é que as intervenções, iniciadas no dia 30 de maio, estejam concluídas até o final desta semana para que o prédio seja reinaugurado no próximo dia 27 deste mês.

Na tarde desta segunda-feira (15/08), o prefeito José Nazareno Zezé Gomes esteve na unidade para conferir o andamento do serviço. “Em breve, a comunidade da região do Novo Ângulo, ganhará um CRAS totalmente renovado. Além da grande reforma estrutural, estamos ampliando o espaço com a construção de novas salas. Nosso grande objetivo é garantir qualidade na infraestrutura, que vai permitir um atendimento mais humanizado, não apenas no CRAS do Novo Ângulo, mas em todos os prédios com atendimento público. Esse é o nosso grande compromisso”, afirmou Zezé Gomes.

As intervenções incluem reestruturação interna do prédio, com a criação de novas salas para atividades em grupo e espaço para pequeno almoxarifado, ampliação de dois espaços já existentes e entrada com acessibilidade; reforma da parte elétrica e hidráulica; novo cabeamento para a rede de computadores e internet; manutenção da infraestrutura; paisagismo e pintura completa. Os recursos, da ordem de R$ 276 mil, são oriundos do município (R$ 126 mil) e também do Governo do Estado (R$ 150 mil).

Durante a reforma, a prestação de serviços na unidade, que integra a rede SUAS (Sistema Único de Assistência Social) em Hortolândia, foi mantida, sendo os usuários orientados a tomar cuidado ao circularem pelo prédio para evitar acidentes. Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, são atendidas, por mês, cerca de 600 famílias, residentes em bairros que compõem a região do Novo Ângulo, incluindo as do Jardim Santiago, Jardim Aline, Vila Guedes, Jardim Brasil e Jardim Conceição.

A reforma visa ofertar melhores condições de atendimento à população, bem como melhorar as condições de trabalho dos atuais servidores, preparando o espaço para o aumento do quadro funcional que acontecerá após a realização do concurso público aberto pela Prefeitura em maio deste ano. 

“A Secretária de Inclusão está passando por um processo de revitalização dos espaços públicos, que são patrimônio da Prefeitura, e por ampliação e adequação”, ressalta o secretário Francisco Raimundo da Silva.

Além desta, outras unidades do SUAS também passarão por reforma em breve, no município: o CRAS Jd. Primavera, onde será trocado o telhado; o CCS (Centro de Convivência Social) Jd. Brasil, que passará por ampliação e reforma, visando a se tornar um CRAS; e o CCS Jd. Rosolém, onde haverá troca de telhado e outras intervenções.

A previsão é que, nesta unidade, os serviços estejam concluídos até outubro deste ano. Os recursos para estas intervenções são oriundos do Ministério da Cidadania e vieram por meio de transferência fundo a fundo, do Fundo Nacional de Assistência Social para o Fundo Municipal de Assistência Social.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Blitz chama atenção para o combate à violência contra a mulher em Hortolândia

Publicado

em

Ação consistiu na distribuição de cartões e de cartazes na principal avenida de comércio hortolandense e integra a programação do “Agosto Lilás”Membros do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura de Hortolândia, em conjunto com a equipe do CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher), realizaram uma blitz educativa na tarde de segunda-feira (15/08) nas esquinas da rua Luiz Camilo de Camargo com a rua José Camilo de Camargo, para chamar a atenção para a Campanha do “Agosto Lilás”, pelo fim da violência contra as mulheres. A ação contou com a parceria da Guarda Municipal.

De acordo com a diretora de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Marlene Baptista, durante a blitz foi aberta uma faixa alusiva a campanha “Agosto Lilás” e distribuídos cartões pelo fim da violência contra a mulher. “Ações como essa visam conscientizar a comunidade sobre esse problema vivido por muitas famílias em nossa cidade. Além disso, propomos a divulgação de canais de denúncias, caso alguma mulher esteja em situação de violência. Não podemos mais tolerar esse tipo de violência”, explicou Marlene.

Durante a blitz, equipes da Diretoria de Direitos Humanos distribuíram cerca de 100 cartazes pelo comércio local. “Esse é um trabalho permanente realizado pela nossa Prefeitura e que vem sendo tratado com a devida seriedade. Tanto que recentemente, inauguramos a primeira Delegacia de Defesa da Mulher de Hortolândia e estamos reformando e ampliando o prédio do CRAM para melhor atender a mulher vítima de violência”, disse a diretora.

Situações de violência doméstica podem ser denunciadas ao CRAM pelos telefones (19) 3819-6298  e (19) 97171-5655.

CRAM registrou aumento no número de mulheres atendidas

O CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher) “Debora Regina Leme dos Santos”, de Hortolândia, registrou no primeiro semestre de 2022 um aumento no atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica. É o que revela o balanço apresentado pelo Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Governo. Em 2022 foram registrados 324 atendimentos no primeiro semestre, um aumento de 13,28% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram anotadas 286 denúncias.

De acordo com a assistente social e coordenadora do CRAM, Josefa Teixeira, o aumento da demanda pode ser atribuído a alguns fatores, como por exemplo, a criação de novos canais de denúncias e o fortalecimento do trabalho de apoio às vítimas, incentivando que as mulheres busquem ajuda.

“Nos últimos anos houve a criação de novos canais de denúncia, peça importante para que as mulheres se sentissem confiantes para procurar as autoridades, denunciando o crime que estão sofrendo. Um bom exemplo destes novos canais de denúncia foi a implantação da delegacia eletrônica, uma vez que a mulher deixaria de passar pela exposição de ir até um balcão de distrito policial para relatar a violência sofrida. Outro ponto importante, em Hortolândia, vem sendo a atuação do CRAM, em conjunto com a Guarda Municipal, cujo trabalho se consolida ao longo dos anos e hoje transmite uma confiança a mais para as mulheres, para que possam denunciar com a total segurança que o caso exige. Outro ponto que merece ser destacado, é que agora a nossa cidade passa a contar com uma Delegacia de Defesa da Mulher, órgão importantíssimo e que vem para colaborar”, destacou Josefa.

Atualmente, para melhorar o atendimento, a Prefeitura de Hortolândia iniciou o trabalho de reforma e ampliação da sede do CRAM. Por conta da obra, o atendimento presencial passou a ser realizado no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Loteamento Remanso Campineiro – Rua Euclides Pires de Assis, 200.  “A nossa transferência de local não prejudicará em nada o atendimento às mulheres. Inclusive, contamos com o telefone e WhatsApp de plantão, que pode ser acessado pelo número (19) 97171-5655”, explicou Josefa.

A reforma e ampliação garantirão um novo conceito de atendimento no CRAM de Hortolândia. Dos atuais 248,65 m2 de construção, o espaço passará a ter 322,88 de área, um acréscimo de 30%. “Com a ampliação, o CRAM ganhará uma brinquedoteca, berçário, sala para a equipe técnica, sala de monitoramento e uma sala multiuso. Sem dúvida teremos um local muito mais acolhedor para atender a mulher e seus filhos que passam por uma situação de violência doméstica”, comentou a coordenadora.O prédio do CRAM ganhará ainda um novo telhado, novo piso, reforma do sistema elétrico, hidráulico e uma nova pintura. Para isso foram destinados recursos na ordem de R$ 1 milhão, por meio de emenda parlamentar da então deputada federal Ana Perugini.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Populares