Uma área de proteção ambiental (APP) está virando um lixão no Jardim Amanda II, em Hortolândia. De acordo com moradores, mesmo com a limpeza constante que a Prefeitura de Hortolândia realiza, a população continua jogando lixo no local, que fica na Rua Men de Sá.

Segundo o enfermeiro Marcos Roberto Guimarães, de 41 anos, a falta de consciência da população é o maior problema. “Os moradores do Jardim Amanda 2 vivem jogando lixo na área verde do bairro. A prefeitura vai lá, limpa toda a área e já no dia seguinte os entulhos começam a ser jogados, mesmo com placas da lei que proíbe jugar lixos na área”, comentou.

“Daí a população reclama que a prefeitura não faz nada. Faz sim, a questão está na consciência de algumas pessoas, o cheiro é horrível, já vi ratos, uma poluição lastimável que poderia ser evitada”, completou o enfermeiro.

De acordo com informações, o cheiro do local é muito forte e a quantidade de ratos é grande. Toda a sujeira divide espaço com a população que mora no entorno e alunos, que passam pelo local para ir até a escola do bairro.

Moradores relataram que no local, além de lixo doméstico, que vai de restos de comida a fraldas descartáveis, animais mortos, móveis usados e até carcaças de carros também são descartados na APP, mesmo com a placa que divulga a lei que proíbe o descarte de lixo. Crianças do bairro, segundo moradores, ainda usam o espaço para brincar em meio a sujeira, o que pode acarretar problemas de saúde para essas crianças.

Por Thiago Alves

Artigo anteriorCampanha contra Aids inicia com oferta de teste rápido gratuito Destaque
Próximo artigoOcorrências de tráfico de drogas aumentam 72% em Hortolândia