Nossa Cidade

Agora, todos os professores têm curso de primeiros socorros

Publicidade

 

A Prefeitura de Hortolândia encerrou com sucesso, na quinta-feira (04/10), a capacitação em primeiros socorros oferecida à todos os profissionais que atuam nas escolas municipais e colégios particulares conveniados ao município por meio do programa Bolsa Creche. Ao todo, 1.828 profissionais receberam orientações sobre como prestar atendimento imediato, para crianças e adultos, em caso de acidentes ou problemas de saúde que necessitem de intervenção rápida, enquanto o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) é acionado.

O curso, que ocorreu ao longo de todo o ano, cada dia atendendo grupos de escolas específicas, foi promovido numa parceria entre as Secretarias de Saúde e de Educação, Ciência e Tecnologia. A formação também atende a recomendação da Lei Municipal 16.802/18 (semelhante a Lei Lucas), que estabelece que os profissionais das escolas do município participem de cursos de primeiros socorros. A capacitação é contabilizada nas horas de trabalho, como ação de planejamento coletivo, sendo que todos os participantes recebem certificado de participação no curso.

De acordo com o profissional de referencia técnica em enfermagem da Prefeitura, Renato Lopes Machado, durante a formação os profissionais da Educação receberam orientações de como proceder em casos de sangramento nasal, febre alta, convulsão, picadas de insetos, engasgamento ou enforcamento. “São situações graves que podem ocorrer em ambiente escolar e precisam de intervenção rápida. Os primeiros socorros são muito importantes, enquanto o Samu se desloca até o local”, destaca Machado, que é enfermeiro, pós graduado em urgência e emergência, e tem especialização em atendimento pré-hospitalar.

“A criança é prioridade na unidade escolar e zelar pela saúde dos nossos alunos é atribuição fundamental dos profissionais que convivem com ela, no dia a dia. Além de educar, os professores e gestores das escolas devem estar preparados para saber como agir em casos que necessitem de socorro imediato. Esperamos não ter que colocar estas orientações em prática, mas, caso necessário, temos que estar bem instruídos sobre o que fazer”, destaca a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Alessandra Amora Barchini.

Lei Lucas

A Lei Lucas é nacional e foi aprovada, em setembro, pelo Senado Federal e aguarda sanção do presidente Michel Temer (MDB). Ela determina a capacitação em primeiros socorros para funcionários de escolas públicas e privadas de ensino infantil e básico em todo o Brasil, para dar suporte a estudantes em situações de emergência. O nome homenageia o estudante Lucas Begallo, de Campinas, que morreu engasgado com um pedaço de cachorro quente, em 2017, durante uma excursão escolar. Até a chegada do serviço de saúde especializado, o menino não teve os primeiros socorros. Para a família, se as monitoras tivessem o treinamento, Lucas poderia ter sido salvo.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo