16 de julho de 2024
Esportes

Moleque Travesso é campeão do Campeonato Veterano

Com duas vitórias, time venceu San Marino nas finais

Moleque Travesso é campeão do Campeonato Veterano
Em pé: Pola, Raimundo, Dinão, Barata, Maza, Fabião, Marcelão, Marcelo Boleta, Fabinho Boa Vista, Rogério Mancilla, Docero, Wilfar Bernardi, Mosca Bateria e Marcelo Quick, Agachados: Elias, Marcinho Valine, Ricardo, Edson Zé Galinha, Neizinho, Denego, André Branco, Andrézinho Neguinho, Vinicius, Carlos Marques, Marcelo Dinardi, Edinho, Dudu e Neto.

O Moleque Travesso é campeão do Campeonato Veterano. O jogo foi contra o San Marino, no sábado (14/12), no Campo do Rosolen, e terminou em 3 a 2. A competição é organizada pela Liga Hortolandense de Futebol, com o apoio da Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Esporte e Recreação.

O time já havia vencido a primeira final, na casa do adversário, no Campo do Caic, por 3 a 1. Os gols foram marcados por Raimundo (2), e Fabinho (1), para a equipe campeã. “Podíamos até perder por dois gols de diferença. Resolvemos surpreender com três atacantes, o que deu resultado”, comenta Rogério Boletta, da comissão técnica.

“O time estava ajustado, muito bem organizado, tínhamos muita confiança no resultado positivo, mesmo sabendo da qualidade do adversário. Assim que passamos pelo C.V.I. e depois pelo Canarinho, o espírito de campeão rondou todos e ai foi só comemorar”, disse Rogério.

O jogo não teve lances polêmicos e, graças ao trio de arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), a partida fluiu muito bem. O renomado árbitro José Henrique de Carvalho e os assistentes Bruno Bonane Munhoz e Caio César Costa Melo, não tiveram dificuldades em apitar a partida.

Campanha

O Moleque Travesso fez uma campanha digna de campeão. Em 11 jogos, o time venceu nove, perdeu uma e empatou uma. Os artilheiros do time foram Marcinho e Raimundo, ambos com sete gols. O time classificou na primeira fase em segundo lugar com 12 pontos.

“Desde 2010 chegamos a todas as finais da competição. Este ano, levantamos a taça. O maior mérito do título foi a confiança dos jogadores na proposta da comissão técnica. Precisaríamos de algumas peças para compor o elenco. Conseguimos adaptar os jogadores antigos, com os novos que vieram. Todos os atletas aceitaram. O resultado foi a união. Com isso conseguimos ser campeões”, declara Rogério.

Nas quartas de finais e nas semifinais, o time venceu dois clássicos. Contra o C.V.I., as vitórias foram de 1 a 0 e 2 a 1. Contra o Canarinho, os jogadores não tomaram conhecimento da rivalidade, e venceram o primeiro jogo por 3 a 1 e empataram o segundo, pelo placar de 1 a 1.

“Fizemos 28 gols na competição e tomamos somente 16. Isso mostra o potencial do ataque e da defesa, que trabalharam unidos pelo titulo”, disse Rogério.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia



Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98