TV, Cinema e Teatro

DOUTOR ESTRANHO (8,5)

A Marvel Studios estabeleceu seu universo de uma maneira bastante coesa e cada vez mais adulta, principalmente se compararmos ‘Homem de Ferro’ a ‘Dr. Estranho’. É fato que houve um crescimento e um enriquecimento impressionantes nas narrativas e na gama de personagens e suas personalidades, sem contar que colocou no radar heróis tão desconhecidos quanto ‘Guardiões da Galáxia’.
A escolha inusitados de Scott Derrickson na direção e Benedict Cumberbatch como o neurocirurgião Stephen Strange já não nos assusta mais. A computação gráfica e toda a apresentação inicial é psicodelica e hipnotizante.

Já as sequências de ação, com suas milhares de camadas e seus prédios se retorcendo conseguem deixar o espectador com certa vertigem e era exatamente essa a intensão dos criadores, sem contar que conta com semelhanças com ‘A Origem’, ‘Matrix‘ e tantos outros, mas acima de tudo, tem seus próprios méritos.

A primeira parte abre espaço para a arrogância do médico e para a questão temporal, (algo bastante presente no decorrer dolonga), mas após sofrer um acidente, o doutor vê sua vida desmoronar e é nesta transformação física e, principalmente, psicológica que ‘Dr. Estranho’ encontra seus melhores momentos.

Com bons coadjuvantes como o Ancião interpretado por Tilda Swinton e um desfecho que deixará um sorriso sincero no rosto dos fãs, este arco servirá para entrarmos de cabeça numa nova fase desses heróis, ou seja, estejam prontos para ‘Guerras Infinitas’.

Assista em Hortolândia no CineSystem

Por Éder de Oliveira
www.cinemaepipoca.com.br

 

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98