A alimentação exerce um papel fundamental nos estados de ansiedade ou estresse, tendo em vista que o organismo nessa situação esgota rapidamente o suprimento de glicose, principal combustível do corpo e acaba utilizando as proteínas existentes nos músculos por ser a fonte de energia mais rápida do que a gordura corporal. Isso explica o desejo por alimentos ricos em açúcar, como por exemplo o chocolate. Além disso, nestes períodos, os níveis de serotonina (conhecida como substância calmante) estão baixos, aumentando ainda mais a necessidade de alimentos doces. Sendo assim, deve haver um balanço no consumo de carboidratos simples e complexos além de manter o equilíbrio de proteínas na dieta para se evitar o desgaste muscular.

Como aliviar o estresse?

1. Faça refeições regulares, saudáveis e balanceadas.
2. Evite o consumo de alimentos com alto consumo de gordura (frituras, cremes amarelos, creme de leite, chantilly, manteiga, embutidos e carnes gordurosas), bebidas alcoólicas, cafeína e cigarros.
3. Experimente chás de ervas calmantes tais como folhas de maracujá, raiz de valeriana, camomila, flor de alfazena, erva-doce ou anis.
4. Evite o excesso de açúcar.
5. Não fique por muito tempo sem se alimentar. Faça de 5 a 6 refeições por dia, comendo em pequenas quantidades.

Os alimentos mais indicados

Consuma: banana, maçã, mamão, espinafre, alho, arroz integral, aveia, peixes e frutos do mar, pães integrais, massas integrais, batata, cará, inhame, mandioca, biscoitos integrais, cereais, farináceos, mel, frutas secas, castanhas, leite e derivados, leguminosas, carnes magras, legumes e verduras.

Por Ione Leandro Queiroga.
Nutricionista da Rede Onodera.