Connect with us

Outros

Entenda por que fogos de artifício assustam cachorros e gatos

Publicado

em

Toda virada de ano a história se repete: donos de cães e gatos divulgam, em cartazes nas ruas ou postagens nas redes sociais, a fuga de seus bichinhos de estimação, que sumiram assustados durante a queima de fogos no réveillon. O problema é tão grave que motivou a proibição de fogos de artifício com som alto em cidades como São Paulo, Cuiabá, Campo Grande, Curitiba e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. A medida beneficia não só animais, mas também idosos, autistas, bebês e enfermos.

Os cães têm a capacidade auditiva maior que a dos humanos e, para eles, barulhos acima de 60 decibéis, que equivale a uma conversa em tom alto, podem causar estresse físico e psicológico, segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). O ouvido canino é capaz de perceber uma frequência maior de sons, se comparado a humanos, e podem detectar sons quatro vezes mais distantes. Por esse motivo, a queima de fogos com barulho, em comemorações como o réveillon, torna-se um momento de desespero para os animais, silvestres e domésticos.

“Esse é um problema seríssimo”, diz o médico-veterinário Daniel Prates, proprietário de uma clínica no Distrito Federal. “Já atendi um cão que atravessou uma vidraça [durante a queima de fogos]. Chegou aqui cheio de cacos de vidro enfiados na região de rosto, peito e pescoço. Por sorte não cortou a jugular ou entrou vidro nos olhos. Também atendi o caso de um cão que morreu de infarto”, conta.

Além disso, Prates adverte sobre os riscos de fuga do animal e de acidentes. “Já recebemos um cachorro que saiu pelo portão assustado, atravessou a rua e o carro pegou”. Ele recomenda aos donos de animais muito sensíveis uma atenção especial na hora da queima de fogos. “Aconselho deixá-los à vontade perto dos donos, que é onde eles se sentem mais seguros. Se forem presos sozinhos ou deixados do lado de fora da casa pode ocorrer acidentes horríveis”.

Segundo a médica-veterinária Kellen Oliveira, presidente da Comissão de Bem-Estar Animal do CFMV, muitos filhotes acabam sofrendo um “erro de sociabilização”, que precisa ocorrer no período entre 21 a 90 dias de vida dos cães e gatos, e desenvolvem fobias, sobretudo a sons altos como fogos de artifício e trovoadas.

“Para isso, alguns animais devem passar por um processo de dessensibilização ou contracondicionamento. E muitos que infelizmente não passam por esse processo podem vir a óbito por vários motivos. Aos tutores que sabem que seus animais têm fobia a ruídos a gente pede uma atenção especial agora no final do ano”, orienta.

Dicas

Mesmo com leis municipais proibindo fogos com estampido (sons de tiro), eles ainda podem ser ouvidos em grandes comemorações ou dias de final de campeonato de futebol. Por isso, é importante que as pessoas tomem algumas providências para atenuar o impacto do barulho excessivo nos seus bichinhos de estimação. “Nesse momento não dá para fazer uma dessensibilização, mas a gente tem outras técnicas que podem ser utilizadas que amenizam o sofrimento dos animais”, lembra Kellen Oliveira. O CNMV oferece algumas dicas importantes.

Primeiro, é importante manter o animal identificado, com plaquinha na coleira contendo número de telefone e e-mail. Em caso de fuga do bichinho, a chance de recuperá-lo é maior.

Outra dica está na preparação de um ambiente acolhedor para o animal. “Prepare o ambiente e acostume seu animal a um espaço fechado, que abafe o som dos fogos. Pode ser um quarto, a lavanderia ou a garagem. Não deixe seu pet em sacadas, perto de piscinas ou em correntes”, aconselha a entidade. Vale lembrar que os pássaros criados em gaiolas também devem ser protegidos.

Esse espaço deve conter “tocas”, como espaços debaixo da cama ou caixas de transporte. Essas tocas devem ter objetos com o cheiro do dono, principalmente se os donos forem passar a virada do ano longe de seus animais. Os gatos, por sua vez, gostam de se esconder em lugares altos, como no alto de armários ou prateleiras.

Outra dica do CNMV é não deixar comida à vontade para seu animalzinho. Se você alimenta seu cão duas vezes por dia, o alimente pela manhã normalmente e prepare brinquedos recheáveis com as comidas preferidas dele para fornecer próximo da hora de maior intensidade dos fogos. Ossos naturais bem grandes, para evitar engasgamentos, podem ser opções. O objetivo é ele estar motivado a se entreter com os brinquedos e ficar menos preocupado com o barulho.

Caso seu animalzinho fique muito estressado, desesperado e tenha convulsões ou tente fugir por portas e janelas, uma alternativa é usar medicamentos calmantes. Converse com um veterinário a respeito. O importante é chegar em 2022 com seus bichinhos de estimação seguros e acolhidos.

fonte ebc

Outros

Fiat Toro se destaca pela ampla variedade de versões

Publicado

em

toro

A picape Fiat Toro é um sucesso de vendas no mercado brasileiro. Apenas em 2021 foram quase 71 mil unidades emplacadas, enquanto a Renault Oroch, sua única concorrente, teve pouco mais de 12 mil unidades emplacadas.

Não dá para dizer que essa diferença no número de vendas seja em razão do preço, pois a versão de entrada da Fiat Toro tem preço a partir de R$ 143 mil e da Renault Oroch a partir de R$ 104 mil – a versões topo partem de R$ 215 mil e R$ 110 mil, respectivamente.

Um dos fatores que justiça o sucesso do modelo é a sua ampla variedade de versões. No Brasil o modelo é comercializado em sete versões, com opções de motorização turbo flex e turbo diesel e câmbio com seis ou nove velocidades.

Numa outra avaliação o Portal Hortolândia teve a oportunidade de conhecer e avaliar uma versão com motor Turbo 270 Flex AT6 e agora conseguimos conhecer e avaliar a versão Volcano Turbo Diesel AT9 4×4.

A motorização diesel vem sendo oferecida na linha Toro desde o início da sua comercialização no mercado brasileiro em 2016. Na linha 2022 a principal novidade é o motor turbo flex com 185 cavalos-vapor de potência e 270 Nm de torque quando abastecido com etanol.

As versões equipadas com a motorização Turbo 270 Flex AT6 são equipadas com câmbio automático de seis velocidades com tração 4×2. Já as versões equipadas com o motor Turbo Diesel AT9 4×4 de 170 cavalos-vapor de potência, sempre com tração 4×4, são equipadas com o câmbio automático ZF de nove velocidades.

A picape Fiat Toro é responsável por transformar o mercado brasileiro de picapes ao apresentar para o consumidor o conceito de Sport Utility Pick-up – SUP, que combina o conforto e dirigibilidade de um SUV com a força, a robustez e a praticidade de uma picape com a capacidade para cinco pessoas e uma tonelada de carga total.

Na linha 2022, a picape conta com um desenho ainda mais moderno na dianteira, com um novo capô com fortes vincos e o reposicionamento da marca Fiat chega ao modelo com o Logo Script na porção superior da dianteira e a Fiat Flag na nova grade frontal, que tem elementos diferenciados nas configurações Ranch e Ultra, conferindo ainda mais exclusividade às versões. Há também novas rodas de liga leve dedicadas às diferentes versões e para-choques com bulbar integrado.

A lateral com linha de cintura elevada e largas caixas de roda mantém a sensação de dinamismo, força e proteção. A traseira conserva a abertura da tampa dividida em duas partes, que traz mais ergonomia ao uso. 

O interior mudou por completo, com novo painel de instrumentos, que abriga um cluster 100% digital como item de série em todas as versões, e novo console central, ambos perfeitamente integrados a diferentes materiais e aos novos revestimentos dos bancos de tecido ou couro, dependendo da configuração.

No quesito conectividade, passa a oferecer carregador de smartphone sem fio, uma nova central multimídia de até 10,1” posicionada na vertical e uma plataforma completa de serviços conectados inédita no mercado brasileiro. De forma remota e com toda a conveniência, o usuário passa a contar, na palma da mão com seu celular, por exemplo, com serviços de manutenção, segurança e emergência, navegação, assistência virtual e entretenimento no veículo com Wifi dedicado, em uma experiência totalmente imersiva para o cliente.

A picape também ganhou itens de tecnologia que a colocam em um patamar de destaque diante inclusive de veículos de maior porte no segmento. Um deles é o Sistema Avançado de Assistência ao Condutor (ADAS) com frenagem autônoma de emergência, aviso de mudança de faixa e comutação automática dos faróis, equipamento de auxílio ao motorista que oferece mais conforto na condução e, principalmente, segurança para condutor e passageiros.

Há ainda faróis Full LED, sistema de iluminação frontal 100% em LED que melhora em 30% a performance dos faróis, e Cluster Full Digital 7’’. Conteúdo de série em todas as versões, o painel de instrumentos 100% digital com tela TFT proporciona uma melhor visualização das informações com imagens e mensagens completas.

Confira todas as versões da Fiat Toro 2022: Endurance Turbo 270 Flex AT6, Freedom Turbo 270 Flex AT6, Volcano Turbo 270 Flex AT6, Feedom Turbo Diesel AT9 4×4, Endurance Turbo Diesel AT9 4×4, Volcano Turbo Diesel AT9 4×4, Ranch Turbo Diesel AT9 4×4, Ultra Turbo Diesel AT9 4×4.

Confira um vídeo com o Fiat Toro 2022 em

Texto: Sérgio Dias

Fotos: Divulgação

Continue Lendo

Outros

Janeiro Seco funcionária no Brasil?

Publicado

em

cerveja

Um movimento iniciado na Inglaterra visa incentivar que a pessoas parem de consumir álcool em Janeiro “Seco”, afim rebater os excessos das festividades de fim de ano.

O desafio parece difícil para muitos num primeiro momento, mas já faz muito sucesso no exterior.

Porem aqui no Brasil onde a temperatura bate 35 a 40 graus no mês de janeiro versus uma temperatura média entre 4 a 8 graus em Londres na Inglaterra no mesmo período, a missão aqui parece quase impossível de cumprir.

Você conseguiria cumprir a missão aqui no Brasil?

Continue Lendo

Outros

Dicas de Como Fotografar Bem Com o Celular

Publicado

em

foto Celular

Tirar fotos é uma das principais características que as pessoas exigem de seus smartphones. Com nossas Dicas de Como Fotografar Bem Com o Celular, suas fotos vão sair do básico ao profissional.

Os desenvolvedores sabem disso, e a diferença de desempenho entre um smartphone de alta gama e um smartphone de gama média pode não ser tão grande em algumas ocasiões, mas em quase todos, a diferença de desempenho de uma boa câmera de celular se tornará rapidamente perceptível. 

Mas não se engane: tirar uma boa foto com seu smartphone ou telefone celular não é apenas uma questão de apontar e clicar.

DICA 01. Trabalhar Com a Regra Dos Terços

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar suas fotos móveis é ativar as linhas de grade da câmera. Isto sobrepõe uma sequência de linhas na tela da câmera de seu telefone com base na “Regra dos Terços”, um início de estrutura fotográfica que afirma que uma imagem deve ser separada em terços, tanto horizontal como verticalmente, tendo assim 9 peças no total.

De acordo com esta teoria, se você colocar pontos de interesse nestes cruzamentos ou ao longo das linhas, sua foto parecerá mais equilibrada, nivelada e deixará os espectadores interagirem com ela de forma mais natural.

DICA 02: Manter a Lente Limpa

Esta dica parece um pouco estranha, porém é uma das principais dicas. Nosso telefone celular está constantemente em nosso bolso ou bolsa, indo de um lugar para outro, de modo que a lente fica suja.

Na maioria das vezes, nossas próprias impressões digitais permanecem na lente, portanto, quando tiramos uma foto, ela sairá toda embaçada. Esta sujeira tornará a qualidade de sua foto bastante ruim e você não quer isso.

Por essa razão, antes de tirar uma foto, limpe a lente, mesmo que ela pareça limpa.

DICA 03: Pense sobre a luz

Uma vez que você fotografa uma pessoa, você está capturando a luz que reflete sobre ela e acerta o sensor da câmera. 

Portanto, se o indivíduo estiver no escuro, a foto sairá às escuras. É essencial que o objeto ou indivíduo que você deseja fotografar esteja bem iluminado, de preferência por uma fonte de luz que não apareça na cena.

DICA 04: Ajuste o Foco Da Sua Câmera

As câmeras de celular de hoje focam automaticamente no primeiro plano do quadro, mas apenas algumas das fotos que você tira com seu telefone têm um indivíduo óbvio. 

Para ajustar onde você quer focalizar a finalidade da câmera, abra o aplicativo da câmera e toque na tela onde você quer melhorar a visão.

Se você estiver tirando uma foto de algo rolando, exemplificando, pode ser difícil para a câmera de seu telefone seguir este indivíduo e se reorientar uma vez que ele está na frente da foto.

Antes de tirar a foto, toque na tela para fixar o foco da câmera móvel de modo que o indivíduo que está rolando esteja em foco o máximo possível. 

Um ícone quadrado ou circular deve aparecer na tela da câmera do telefone celular, o que transformaria o foco de sua foto pelo conteúdo completo daquele ícone.

DICA 05: Não Aumente O Zoom

Ampliar é o primeiro passo para fazer sua foto parecer ruim. Não quero dizer o quão ruim vai parecer em seu telefone, mas o quão ruim vai parecer na tela de um computador.

Quando você vir a foto no computador, verá que é uma bagunça, sem foco, sem nitidez, não importa quão bom seja o propósito do smartphone. Portanto, não é desigual com um telefone celular usando o zoom.

Tenho que abrir um parêntese aqui. Os smartphones atuais (2022) já têm qualidade, o que torna possível ampliar um pouco o zoom. Entretanto, tenha cuidado para não exagerar.

Conclusão

Com isso foi tudo, estas dicas certamente o ajudarão muito a melhorar suas fotos móveis. O que mencionamos é: fotografar, experimentar e ver que tipo de imagens estas ferramentas são capazes de gerar. Aproveite a intimidade e espontaneidade de seu telefone celular. Divirta-se tirando fotos.

Você gostou do nosso artigo sobre fotografia de telefone celular? Deixe um comentário, nós adoraríamos lê-lo!

Continue Lendo

Populares