Connect with us

Outros

Carteira cassada: veja as consequências de perder o direito de dirigir

Publicado

em

CNH

Você entende o que significa ter a carteira cassada?

Todo cidadão que possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação) sabe que o processo para a obtenção do direito de dirigir exige esforço.

É necessário passar por aulas teóricas, práticas, exames. Tudo isso em um espaço de tempo determinado, antes que encerre o RENACH (Registro Nacional de Carteira de Habilitação).

Isso porque, se o condutor, ao término desse período, não conseguir concluir o processo de habilitação, será preciso abrir um novo.

Diante disso, proteger a carteira de motorista é fundamental, afinal, ninguém quer perdê-la depois de se empenhar para conquistar o direito de dirigir.

Por esse motivo, neste artigo, decidi falar sobre o que acontece com quem tem a carteira cassada.

Explicarei, também, a fim de ajudá-lo a evitar a perda da habilitação, o que você deve fazer para evitar a cassação da CNH.

Por isso, não deixe de ler este artigo até o final.

Boa leitura!

O que significa ter a carteira cassada

Para evitar sofrer essa penalidade, é importante entender o que significa ter a carteira cassada.

A cassação da carteira de motorista é a perda do direito de dirigir, mas acredito que essa definição pode ficar ainda mais clara.

Em outras palavras, ao ser penalizado com a cassação, o condutor deve abandonar a condução de veículos automotores pelo período de dois anos.

Assim, depois desse tempo, pode voltar a dirigir, mas, para isso, diferentemente do que acontece com quem tem a CNH suspensa, será necessário submeter-se ao processo de habilitação novamente.

Ou seja, ter a carteira cassada é sinônimo de voltar à estaca zero, já que o interessado em voltar a dirigir dentro da lei, para recuperar sua habilitação, precisará se unir a quem ainda não tem CNH.

É importante destacar o fato de a cassação da CNH estar prevista no inciso V do art. 256 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Além disso, o inciso VI do mesmo artigo menciona cassação da PPD (Permissão para Dirigir) como uma penalidade, sobre a qual vou falar mais adiante, em uma seção específica.

Agora, é importante que você saiba em que casos pode ter a carteira cassada. Para saber, leia a próxima seção deste artigo.

Situações que fazem você ter a carteira cassada

Para saber quando sua CNH pode ser cassada, um artigo importante que você precisa conhecer é o art. 263 do CTB.

Nele, são listados os casos em que a cassação da carteira pode ser aplicada, bem como o tempo de duração da penalidade.

Para deixar claro quando sua CNH pode ser cassada, vou listar a seguir todos os casos que preveem a aplicação dessa penalidade.

Além desses casos, a cassação do direito de dirigir pode ser aplicada quando o condutor for reincidente no período de 12 meses nos seguintes casos.

  • Conduzir veículo cuja categoria seja diferente da sua habilitação.
  • Entregar a direção de veículo a quem não tenha CNH de categoria adequada.
  • Permitir a posse do veículo a pessoas nas mesmas situações anteriores.
  • Dirigir depois de ingerir bebida alcoólica.
  • Disputar corridas.
  • Promover eventos para a demonstração de manobras perigosas sem autorização.
  • Demonstrar ou exibir manobras perigosas.

Como é possível notar, algumas condutas, por mais que pareçam irrelevantes, são consideradas graves o suficiente para levar o condutor a perder o direito de dirigir.

Isso acontece porque, ao cometer uma delas, o condutor coloca em risco a segurança de todos no trânsito. Conduzir um veículo para o qual você não é habilitado, por exemplo, pode ocasionar um grave acidente, caso você perca o controle do automóvel.

Por isso, agora que você sabe quais são as causas da cassação da CNH, lembre-se de que elas estão relacionadas com a sua conduta no trânsito.

Assim, fica muito mais fácil tomar atitudes mais conscientes, para evitar acidentes e, ainda, a cassação da CNH.

Você se lembra que eu prometi falar sobre a perda da PPD?

Pois chegou a hora. No próximo tópico, você verá em que situações os condutores recém-habilitados podem perder o direito de dirigir.

Entenda a perda da PPD

A PPD é o primeiro documento de habilitação entregue ao condutor recém-habilitado.

Ela tem validade de um ano, devendo ser trocada pela CNH ao término do período de sua validade.

No entanto, trocar a PPD pela CNH só é possível se o condutor cumprir, durante o período probatório, alguns requisitos determinados pela legislação.

Os casos em que não é possível fazer a conversão da PPD para a CNH estão descritos no § 3º do art. 148 do Código de Trânsito. Veja, abaixo, quais são eles.

  • Cometer infração grave ou gravíssima.
  • Reincidir em infração média.

Por outro lado, a cassação da PPD pode ocorrer caso o prontuário do condutor some 20 ou mais pontos decorrentes de infrações de qualquer natureza.

Neste caso, constatado o acúmulo de pontuação, deverá ser aberto processo administrativo para a cassação da permissão.

Porém, é preciso que você preste atenção à informação que trarei agora, para evitar confusões.

Não poder solicitar a CNH por um dos motivos listados no art. 148 não significa ter a PPD cassada, como se diz por aí.

O que acontece é que a cassação da CNH, como você já viu, impede o condutor de dirigir por dois anos para que, então, ele possa passar pelo processo de habilitação novamente.

No caso da PPD, apesar de o condutor ficar impossibilitado de dirigir, ele poderá reiniciar o processo de habilitação imediatamente após a perda do documento.

Isso fica claro a partir da leitura do art. 21 da Resolução nº 723 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), que afirma justamente que a não concessão da CNH não é o mesmo que cassação da PPD.

Mas como evitar a cassação da CNH? Isso você descobre na próxima seção deste artigo.

Como evitar a cassação da carteira?

O primeiro passo para evitar ter a carteira cassada é assumir uma postura consciente no trânsito, seguindo as determinações do CTB.

No entanto, deslizes acontecem, assim como equívocos por parte do fiscal de trânsito na hora de fazer a autuação, e isso pode resultar uma aplicação injusta da penalidade.

Por isso, o recurso administrativo de multas é um ótimo caminho para reverter a situação.

Com argumentos bem estruturados, é possível apresentar uma defesa consistente, com boas chances de sucesso em qualquer uma das etapas do processo.

Sobre as etapas, é importante saber que você terá a chance de recorrer na defesa prévia, bem como em primeira e segunda instância.

Em cada etapa, uma comissão diferente será responsável por avaliar sua defesa, o que significa que suas chances de vitória serão renovadas em cada uma delas.

Por isso, busque, na notificação recebida, o endereço para o qual você deverá enviar seu recurso, bem como a data limite para isso.

Conclusão

Neste artigo, você entendeu melhor como funciona a cassação da CNH, e viu em quais casos ela é aplicada.

Agora que você sabe quais as consequências de perder o direito de dirigir, ficou muito mais fácil saber como evitar que isso aconteça.

Espero ter ajudado a esclarecer a diferença entre carteira cassada e impossibilidade de trocar a PPD pela CNH.

Além disso, lembre-se de que recorrer é uma boa escolha, se você quiser evitar que seu documento seja cassado.

Outros

Lucros e oportunidades de ganho extras por trás das redes

Publicado

em

negocios

Para você que está sempre em busca de boas oportunidades chegou sua hora, confira tudo sobre esse mercado!

Em tempos onde quase tudo se resolve em apenas um clique, as opções de trabalho não poderiam ser diferentes para quem utiliza as redes de internet como ferramenta. Parte dessa evolução se deve ao fácil acesso à tecnologia e aos equipamentos de ponta disponíveis.

O que era apenas uma questão de hobby passou a ser uma verdadeira mina de dinheiro para algumas pessoas e isso pode estar ao seu alcance, basta descobrir qual é a ideal para cada perfil.

Ao ponto que com a forte chegada da tecnologia nos tornamos totalmente dependentes de facilidades oferecidas na rede. Você pode ser a pessoa menos ligada em tecnologia, mas certamente conhece alguém que faz simplesmente tudo na internet.

Conhecer destinos de viagens, cursos a distância, palestras, consultas bancárias, transferências, investimentos, sites de relacionamentos e até casas de apostas que aceitam pix, ou seja, uma gama imensa de oportunidades. Tudo isso a apenas um clique do seu alcance!

Por uma questão de facilidade, agilidade ou até mesmo comodidade, as inovações tecnológicas vieram para ficar e beneficiar a todos. Ou seja, o chamado mundo moderno foi adaptado à rotina de forma intensa e permanente.

Com plataformas completas, os principais sites abordam sistemas de alcance mundial e contemplam as mais variadas oportunidades de obtenção de lucros. 

Evolução das famosas oportunidades lucrativas na rede

Após passar por um trágico cenário pandêmico o acesso à internet se tornou algo praticamente vital. Empresas desenvolveram estratégias para aderir ao home office e driblar a crise.

Mas será que isso teve algum tipo de interferência no já habitual uso da internet? A resposta é simples, sim, pois mesmo aqueles que não estavam 100% adaptados às tendências tecnológicas tiveram que se reinventar para não ficar fora do mercado de trabalho.

Nesse período, pessoas que nunca tiveram afinidades, ou ao menos acreditavam não ter, iniciaram algum tipo de experiência positiva na rede. Foi o que chamamos de divisor de águas para alguns e total fracasso para outros.

E foi nesse momento que algumas oportunidades ganharam destaque e caíram no gosto da população. As redes sociais foram as mais utilizadas, com a postagem de vídeos engraçados, dicas diversas e páginas com ofertas e propagandas que também foram fortes aliadas para manter o comércio aquecido. Mas nem só de pão vive o homem e o entretenimento também foi um dos principais acessos feitos pelos usuários. Uma vez que em tempos que nem os estádios puderam receber suas torcidas para curtir uma boa partida de futebol para auxiliar os jogadores dentro dos campos, a rede demonstrou ser uma grande aliada.

imagem pixabay

Continue Lendo

Outros

Sensor de colisão lateral poderá ser obrigatório em carros

Publicado

em

colisao

Um projeto de lei torna obrigatório o uso de sensores laterais em veículos. O aumento de acidentes de trânsito chamou atenção do Senado. Por isso, houve a criação da PL 673-2022.

O alerta apontaria a existência de outros veículos, pedestres e motos nas áreas não cobertas pelo espelho retrovisor. O sensor deverá aparecer no Código Brasileiro de Trânsito, com o propósito de tornar passeios e viagens mais seguros para todos.

A redatora do projeto aponta alguns estudos que indicam a redução de 14% nos acidentes envolvendo, principalmente, o ato de mudar de faixa.

Ainda é muito cedo para afirmarmos que as mudanças vão acontecer, afinal, ainda caberá ao Conselho Nacional de Trânsito definir o cronograma para as mudanças. Ainda assim, o caminho seguirá pela comissão temática, pelo Senado e pela Câmara antes de ser encaminhado para sanção.

O texto também mostra os valores para essa adequação, que beira os R$ 400,00.Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenham gostado, comentem e compartilhem em suas redes sociais.

Continue Lendo

Outros

Fiat Pulse mostra que o último pode ser o primeiro

Publicado

em

A Fiat foi uma das últimas fabricantes a ter em seu portfólio um SUV fabricado no Brasil. Porém, embora apresentado no último trimestre de 2021, o Pulse já assumiu a liderança do seu segmento, tendo como principal concorrente o Volkswagen Nivus.

O Portal Hortolândia teve a oportunidade de conhecer e avaliar a versão Impetus, equipada com motor Turbo 200 Flex Automática. Além dela também são oferecidas as versões Drive 1.3 Manual Flex, Drive 1.3 Automática Flex, Drive Turbo 200 Flex Automática e Audace Turbo 200 Flex Automática.

O motor 1.3 Firefly tem 107 cavalos potência com etanol, enquanto o motor Turbo 200 Flex é capaz de gerar 130 cavalos potência com etanol e acelera de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos.

Enquanto as versões Drive podem ser equipadas com transmissão automática ou manual de cinco velocidades, as demais são acopladas ao inédito câmbio automático CVT com sete velocidades.

Ele opera com três modos de funcionamento. No modo Automático a central eletrônica faz o ajuste das relações e tempo de resposta conforme a demanda do motorista.

No modo Manual o controle eletrônico do câmbio cria sete marchas pré-definidas, que podem ser trocadas manualmente e de forma sequencial por meio da alavanca de câmbio ou pelas borboletas no volante.

Por fim, no modo Sport, acionado por um botão no volante, ele atua na direção, no controle de estabilidade, no mapeamento do acelerador e altera o tempo de resposta e de troca de marchas.

A dianteira do Fiat Pulse é alta com para-choque elevado, que amplia o ângulo de entrada, item crucial para um SUV. A grade frontal estampa o LOGO SCRIPT da marca com a Fiat Flag no canto inferior direito.

Os faróis são em LED, um friso wideblade, que pode variar conforme a versão, cria uma assinatura horizontal e equilibrada que une os conjuntos ópticos. Abaixo fica uma segunda entrada, com grandes nichos para os faróis de neblina, também de LED, nas laterais.

Na lateral o Fiat Pulse conta com grandes arcos em torno dos para-lamas, rack longitudinal no teto e acabamento diferenciado sob os vidros. As rodas de liga leve têm desenho exclusivo nas diferentes versões, combinando perfeitamente com a suspensão elevada.

Na traseira as lanternas tridimensionais têm perfil elevado, como se fossem lâminas flutuantes. Também em LEDs, elas são posicionadas para otimizar sua visualização por outros condutores, reforçando a segurança.

O para-choque traseiro exclusivo une forma à função. Seu desenho otimiza o ângulo de saída do Pulse, com elementos escurecidos somados a um friso prateado na parte inferior.

O interior do Fiat Pulse tem painel em tons prata e cinza com diferentes elementos. Os novos bancos em malharia ou em couro sintético apresentam costura aparente. A manopla de câmbio é adornada por uma discreta borda prateada, mesmo tom usado ao redor dos comandos do novo volante, que pela primeira vez traz o Logo SCRIPT da Fiat e permite acessar diversas funções, como ajustar o som, trocar as marchas por meio de paddle-shifters ou acionar o modo Sport com apenas um toque.

O painel 100% digital entrega a tecnologia cada vez mais buscada pelos consumidores, fazendo a dupla perfeita com a tela flutuante do sistema multimídia, que pode ter 8,4 polegadas ou 10,1 polegadas com conexão via internet 4G.

Os comandos do sistema de som, ar-condicionado e controles do veículo ficam reunidos em um cluster integrado, criando um visual limpo e facilitando o rápido acesso aos principais recursos do modelo. Abaixo dele ficam duas entradas USB, sendo uma do tipo C, posicionadas logo acima do carregador de celular por indução. Outro conector USB colocado entre os bancos permite que os passageiros do assento traseiro carreguem seu smartphone.

A nova direção elétrica tem assistência progressiva e linear, permitindo uma condução confortável e segura em qualquer condição de rodagem.

O porta-malas dispõe de 370 litros de capacidade, que podem ser ampliados ainda mais graças ao rebatimento do banco traseiro. Os encostos podem ser baixados na proporção 60/40, ajustando-se à quantidade de passageiros a bordo do Pulse.

Conforto também significa comodidade. No Pulse é possível destrancar e trancar o carro acionando apenas um botão na maçaneta. Ligar o motor é igualmente simples, bastando acionar um botão ao lado da direção. Sensor e câmera de ré facilitam balizas, e o rebaixamento automático do espelho retrovisor direito ajuda a evitar ralados das rodas contra o meio-fio.

Todo esse estilo combina com a personalidade de cada consumidor, por isso o Pulse estreia duas cores novas e exclusivas, Azul Amalfi e Cinza Strato, que podem ser combinadas com o requintado teto bicolor, preto ou cinza na Impetus, e preto como item opcional nas demais, com exceção da versão de entrada.

O Fiat Pulse quer ser referência de segurança no segmento com o Sistema Avançado de Assistência ao Condutor (ADAS) desenvolvido pela empresa alemã ZF e uma grande variedade de tecnologias.

O modelo conta com uma exclusiva câmera posicionada na parte superior do para-brisas para acionar automaticamente o farol, detectar outros veículos trafegando à frente ou em direção ao Pulse entre outras importantes funcionalidades.

Texto: Sérgio Dias

Fotos: Divulgação

Continue Lendo

Populares