Connect with us

Policial

Servente é preso após tentar assaltar coletivo

Publicado

em

Coletivo (cano de metal utilizado como arma no assalto)

O servente de pedreiro Leonardo Valentin da Silva Pereira, 23 anos, foi preso em flagrante após tentar assaltar um ônibus na Rua João Paulo II, no Jardim Rosolem, em Hortolândia . O indiciado usava um cano de metal em formato de “L” para imitar um revólver. O bandido ainda tentou fugir, mas acabou detido pela Guarda Civil Municipal. A prisão aconteceu na noite de domingo, dia 20h30.

De acordo com a GCM, o indiciado seguia dentro do transporte coletivo, que realiza a linha Campinas/Hortolândia e, em dado momento do caminho, anunciou o assalto, rendendo a cobradora J. B. L., de 39 anos.

O criminoso fazia menção de estar armado usando um cano de ferro por baixo da roupa. No entanto, a cobradora reagiu ao assalto e não deixou o bandido levar R$ 10,00 do caixa, único valor arrecadado durante a linha. A vítima começou a gritar, momento em que o motorista parou o ônibus e o bandido fugiu.

PRISÃO

A Guarda Civil Municipal foi acionada pelas vítimas e, na posse das características físicas do suspeito, iniciaram um patrulhamento pela região.
Ao passar por uma via pública no Jardim Rosolem, os patrulheiros viram um homem com as mesmas características caminhando. Ao perceber a presença da viatura, Pereira tentou fugir, sendo necessária força física para controlar o rapaz.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante por tentativa de roubo, sendo reconhecido pelas vítimas. O indiciado foi levado para o Plantão Policial de Hortolândia, onde o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência. Além de roubo, o caso foi registrado também como resistência.

Leonardo Valentin da Silva Pereira foi encaminhado para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Hortolândia, onde aguardará a disposição da Justiça.

Reportagem: Thiago Alves | Hortolândia

Policial

Mãe teria enviado drogas em margarina para detento em Hortolândia

Publicado

em

Mãe de custodiado teria enviado as drogas para PIII de Hortolândia 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que policiais penais da PIII de Hortolândia encontraram 75 micropontos de LSD e uma folha contendo droga sintética M4 escondidos em um fundo falso de pote de margarina enviados pela mãe de um custodiado. O flagrante ocorreu ontem, 8, durante o procedimento de revista das mercadorias.  

O material apreendido foi encaminhado para a delegacia, e o preso que receberia os itens pessoais foi isolado preventivamente para procedimentos disciplinar.

A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando inserir materiais proibidos nas unidades prisionais são suspensas do rol de visitas temporariamente.  

Continue Lendo

Policial

CPFL emite nota sobre o ocorrido na base em Sumaré

Publicado

em

policia

Em virtude de um áudio com informações relacionadas ao roubo ocorrido na base da CPFL em Sumaré, no dia 03/08/2022, que está em circulação em grupos de WhatsApp.

A CPFL esclarece que os funcionários que prestam serviços sempre comparecem devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a execução da atividade, contudo, caso o cliente ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato por meio dos canais de atendimento, entre eles, o 0800 010 1010 (CPFL Paulista), e informar o número da nota de serviços e confirmar a autenticidade da mesma com o atendente.

Caso não seja possível realizar a confirmação no momento, a orientação da empresa é de que o cliente não permita a execução do serviço e não assine ou entregue qualquer documento.

Continue Lendo

Policial

Pediatra é preso em Monte Mor por suspeita de abusar de adolescente de Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um médico pediatra de 65 anos foi preso na última sexta-feira (5) em Monte Mor por suspeita de abuso sexual a um adolescente de 14 anos durante o atendimento em Hortolândia. Ele foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi levado para uma penitenciária em Sorocaba. 

O médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido no último dia (3) pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia, e foi localizado atendendo em uma clínica em Monte Mor. O advogado do pediatra informou que a prisão foi infundada e arbitrária, e destacou que irá se manifestar sobre o conteúdo das investigações somente no processo.

Foi instaurado um inquérito em 3 de janeiro pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. A Segunda Promotoria de Justiça da cidade acompanha o caso, que está em segredo de Justiça. 

O médico atuava em clínicas particulares nas cidades de Monte Mor e Hortolândia. A Justiça que fez o pedido de prisão preventiva, investiga o crime de estupro contra vulnerável. 

A Secretaria de Saúde em Hortolândia informou através de nota que o médico foi servidor da cidade, em junho e está aposentado desde então. “A administração municipal está à disposição das demais autoridades para colaborar com a investigação”, diz o texto.

Em Monte Mor o médico atendia na cidade, mas não atuava na rede pública.

Continue Lendo

Populares