Connect with us

Policial

PM reage a assalto e suspeito morre em Hortolândia

Publicado

em

Policial militar estava à paisana e deixava agência bancária quando foi abordado no centro de Hortolândia

Policial militar estava à paisana e deixava agência bancária quando foi abordado no centro de Hortolândia

Uma tentativa de assalto a um policial militar à paisana, quarta-feira (14) à noite em Hortolândia, terminou com a detenção de uma pessoa e a morte de outra. O policial reagiu ao ser abordado após efetuar um saque em um banco da região central e baleou o mecânico Rogério da Silva Martins, de 24 anos. Ele ainda conseguiu fugir, mas bateu o veículo que usaria na fuga – e que era roubado – em um poste e morreu. Segundo informações do boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 21h. Neste horário, o policial, que trabalha em Campinas, foi até uma agência bancária na Rua Luís Camilo de Camargo, no Centro de Hortolândia, e fez um saque de R$ 1 mil. Quando voltava para o carro, o mecânico anunciou o assalto. O policial, então, entregou o dinheiro e o acusado entrou no veículo, um Volkswagen Gol.

O policial suspeitou da presença de um segundo envolvido no crime e, durante a movimentação do mecânico para ligar o carro, tentou se aproximar para fazer a abordagem. “Volta, volta, quer morrer?”, teria dito o mecânico para o PM. O policial recuou, se escondeu atrás de um veículo e sacou a arma para abordar os suspeitos. Segundo o boletim de ocorrência, neste momento, Rogério teria disparado. Houve troca de tiros e pelo menos dois disparos atingiram o assaltante, que estava dentro do veículo. Mesmo ferido, ele conseguiu fugir com o carro, mas acabou colidindo contra um poste de iluminação. O mecânico chegou a ser socorrido ao Hospital Municipal Mário Covas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O outro suspeito de participar do crime fugiu a pé e foi detido pelo policial. Ele teria dito que também era vítima de roubo. De acordo com a Polícia Civil, a participação do segundo indivíduo, um frentista de 22 anos, não era certa. O delegado José Leandro Falkine determinou a instauração de inquérito policial para investigar o caso. A ação do policial, segundo consta no boletim de ocorrência, foi considerada legítima defesa pelo delegado, que determinou a apreensão das armas do PM e do mecânico.

BALEADO. Uma hora antes do crime no centro de Hortolândia, um pedreiro de 28 anos foi baleado no bairro Vila Real, também na região central da cidade. Segundo guardas municipais que atenderam a ocorrência, o pedreiro relatou que caminhava pela Rua Atevio Alves Moreira, quando um Fiat Palio com duas pessoas passou próximo a ele e disparou. O tiro acertou a virilha esquerda do homem, que foi socorrido. Os suspeitos fugiram.

Fonte: O Liberal



Policial

CPFL emite nota sobre o ocorrido na base em Sumaré

Publicado

em

policia

Em virtude de um áudio com informações relacionadas ao roubo ocorrido na base da CPFL em Sumaré, no dia 03/08/2022, que está em circulação em grupos de WhatsApp.

A CPFL esclarece que os funcionários que prestam serviços sempre comparecem devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a execução da atividade, contudo, caso o cliente ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato por meio dos canais de atendimento, entre eles, o 0800 010 1010 (CPFL Paulista), e informar o número da nota de serviços e confirmar a autenticidade da mesma com o atendente.

Caso não seja possível realizar a confirmação no momento, a orientação da empresa é de que o cliente não permita a execução do serviço e não assine ou entregue qualquer documento.

Continue Lendo

Policial

Pediatra é preso em Monte Mor por suspeita de abusar de adolescente de Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um médico pediatra de 65 anos foi preso na última sexta-feira (5) em Monte Mor por suspeita de abuso sexual a um adolescente de 14 anos durante o atendimento em Hortolândia. Ele foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi levado para uma penitenciária em Sorocaba. 

O médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido no último dia (3) pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia, e foi localizado atendendo em uma clínica em Monte Mor. O advogado do pediatra informou que a prisão foi infundada e arbitrária, e destacou que irá se manifestar sobre o conteúdo das investigações somente no processo.

Foi instaurado um inquérito em 3 de janeiro pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. A Segunda Promotoria de Justiça da cidade acompanha o caso, que está em segredo de Justiça. 

O médico atuava em clínicas particulares nas cidades de Monte Mor e Hortolândia. A Justiça que fez o pedido de prisão preventiva, investiga o crime de estupro contra vulnerável. 

A Secretaria de Saúde em Hortolândia informou através de nota que o médico foi servidor da cidade, em junho e está aposentado desde então. “A administração municipal está à disposição das demais autoridades para colaborar com a investigação”, diz o texto.

Em Monte Mor o médico atendia na cidade, mas não atuava na rede pública.

Continue Lendo

Policial

LSD com mortadela: mercadoria foi enviada para o CDP de Hortolândia 

Publicado

em

LSD-mortadela

Mercadoria (LSD com mortadela) foi enviada por mãe de custodiado 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que policiais penais do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Hortolândia encontraram 275 micropontos de LSD dentro de uma mortadela.

O flagrante ocorreu neste quarta (03/08), durante o procedimento de revista das mercadorias enviadas por familiares de detentos.  

No caso desta ocorrência, a remetente está cadastrada no rol de visitas como mãe de um custodiado. O material apreendido foi encaminhado para a delegacia, onde foi feito o boletim de ocorrência.

O preso que receberia o alimento foi isolado preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas flagradas tentando introduzir ilícitos no sistema prisional são suspensas do rol de visitas temporariamente. 

Continue Lendo

Populares