Connect with us

Policial

PM faz prisões por trafico em Hortolândia

Publicado

em

Sirene

Nesta segunda-feria (22) a Policia Militar atendeu ocorrências de trafico de drogas em Hortolândia, onde prendeu G. P. G. de 30 anos e  R. C. d. S de 30 anos, B. N. d. L. de 29 anos e uma mulher S. C. L. d. O de 29 anos.

O primeiro caso foi rua alecrim, Jardim São Sebastião em Hortolândia, quando uma equipe policial deparou com dois indivíduos em atitude suspeita, realizado abordagem, em busca pessoal localizado com K. d. S. L., 90 reais e duas porções de maconha, indagado relata ter comprado de G. P. G. e que teria dado uma nota 20 reais como pagamento, G. de 30 anos confirma a história de K.

Diante dos fatos dado voz de prisão e conduzidos até o plantão policial de Hortolândia,dado ciência ao delegado de Plantão,enquadrado  por tráfico de entorpecente e assim permanecendo o indiciado G. a disposição da justiça.

O segundo caso aconteceu na madrugada da segunda (22), após Copom informar acerca de um furto de uma motocicleta Yamaha modelo Tenere na cor azul, pelo jardim Amanda, a equipe foi informada pela vítima que viu um indivíduo empurrando a moto para dentro de uma residência.

A equipe aproximou-se, e, sendo acionado o botão de alarme, este disparou no interior da residência mencionada. A equipe acionou apoio sendo efetuada diligência no local. R. C. d. S., tentou evadir-se, pulando o muro sendo detido na casa ao lado. Efetuada busca local, fora encontrado dentro de uma mochila um tijolo de maconha, pesando 0,45 kg e uma “garrucha” calibre 32. Indagado sobre o achado, R. narrou pertencerem a B. N. d. L. . Efetuada diligência, na casa de B., o qual residia no local onde fora encontrada a moto, produto de furto, foi abordado e apresentado juntamente com R. sendo ambos indiciados em flagrante, permanecendo à disposição da justiça.

O terceiro caso também foi na noite de segunda (22) no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora, onde uma  equipe de Força Tática foi informada por rádio que pela Rua Ângelo de Souza, que uma mulher magra, de nome S., estaria armazenando grande quantidade de drogas no interior da residência.

Pelo local de fronte a residência foi avistado pela equipe uma mulher nas características citadas da denúncia, ao ser abordada tratou-se de ser S. C. L. d. O., e após lhe ser dado a ciência do teor da denúncia e ser feitas algumas indagações S. acabou por confessar que recebe a quantidade de R$ 3.000,00 mensais e que já fizera por cerca de 3 meses, tão logo foi autorizado por S. a entrada da equipe em sua residência bem como ela indicou o local onde estava a droga, sendo localizado a quantia de 2.252 eppendorfs de cocaína em uma sacola com o total de 4,895 kg, 81 porções e 2,5 tabletes de maconha, no total de 2,322 kg, talco para mistura 3,662 kg, 12 pacotes de ácido bórico total de 12 kg, também para mistura e 26 pacotes de eppendorfs vazios, no total de 26.000 unidades.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão a S., pelo crime de Tráfico de Drogas Art. 33 capitulo 11.343/06, S. foi conduzida ao Plantão Policial Civil onde o Delegado ao tomar conhecimento dos fatos ratificou a voz de prisão permanecendo S. a disposição da justiça.

Policial

Mãe teria enviado drogas em margarina para detento em Hortolândia

Publicado

em

Mãe de custodiado teria enviado as drogas para PIII de Hortolândia 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que policiais penais da PIII de Hortolândia encontraram 75 micropontos de LSD e uma folha contendo droga sintética M4 escondidos em um fundo falso de pote de margarina enviados pela mãe de um custodiado. O flagrante ocorreu ontem, 8, durante o procedimento de revista das mercadorias.  

O material apreendido foi encaminhado para a delegacia, e o preso que receberia os itens pessoais foi isolado preventivamente para procedimentos disciplinar.

A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando inserir materiais proibidos nas unidades prisionais são suspensas do rol de visitas temporariamente.  

Continue Lendo

Policial

CPFL emite nota sobre o ocorrido na base em Sumaré

Publicado

em

policia

Em virtude de um áudio com informações relacionadas ao roubo ocorrido na base da CPFL em Sumaré, no dia 03/08/2022, que está em circulação em grupos de WhatsApp.

A CPFL esclarece que os funcionários que prestam serviços sempre comparecem devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a execução da atividade, contudo, caso o cliente ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato por meio dos canais de atendimento, entre eles, o 0800 010 1010 (CPFL Paulista), e informar o número da nota de serviços e confirmar a autenticidade da mesma com o atendente.

Caso não seja possível realizar a confirmação no momento, a orientação da empresa é de que o cliente não permita a execução do serviço e não assine ou entregue qualquer documento.

Continue Lendo

Policial

Pediatra é preso em Monte Mor por suspeita de abusar de adolescente de Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um médico pediatra de 65 anos foi preso na última sexta-feira (5) em Monte Mor por suspeita de abuso sexual a um adolescente de 14 anos durante o atendimento em Hortolândia. Ele foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi levado para uma penitenciária em Sorocaba. 

O médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido no último dia (3) pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia, e foi localizado atendendo em uma clínica em Monte Mor. O advogado do pediatra informou que a prisão foi infundada e arbitrária, e destacou que irá se manifestar sobre o conteúdo das investigações somente no processo.

Foi instaurado um inquérito em 3 de janeiro pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. A Segunda Promotoria de Justiça da cidade acompanha o caso, que está em segredo de Justiça. 

O médico atuava em clínicas particulares nas cidades de Monte Mor e Hortolândia. A Justiça que fez o pedido de prisão preventiva, investiga o crime de estupro contra vulnerável. 

A Secretaria de Saúde em Hortolândia informou através de nota que o médico foi servidor da cidade, em junho e está aposentado desde então. “A administração municipal está à disposição das demais autoridades para colaborar com a investigação”, diz o texto.

Em Monte Mor o médico atendia na cidade, mas não atuava na rede pública.

Continue Lendo

Populares