Connect with us

Policial

Menina de 12 anos acusa padrasto de estupro em Monte Mor

Publicado

em

Menina de 12 anos acusa padrasto de estupro em Monte Mor

Uma estudante de apenas 12 anos acusou o padrasto, o projetista G. P. L., de tê-la estuprado. De acordo com o boletim de ocorrência, o último abuso, que já havia acontecido outras vezes, aconteceu na noite de domingo (03/11). O crime aconteceu em Monte Mor e está sendo apurado pela Polícia Civil.

Segundo o BO, a menor afirmou que estava em um clube com a família e em curto momento, decidiu ir embora. O padrasto revsolveu ir embora também e levou a adolescente para casa.

Ao chegar à residência, a estudante foi para o quarto, onde se deitou para dormir. No entanto, segundo a adolescente, o padrasto teria entrado no quarto e apagado a luz. Ainda segundo a menor, o projetista ainda teria apagado a luz e começado a beijar o seu corpo. Durante o abuso, a menina afirma que o averiguado teria penetrado o dedo em seu órgão genital.

BANHO

Após ter sido abusada, a menor afirma que o averiguado saiu do quarto e a deixou sozinha. A adolescente foi até o banheiro, onde tomou um banho e saiu da casa a procura de ajuda.

Ao sair na rua, a adolescente encontrou uma viatura da Polícia Militar que estava em patrulhamento pelo bairro. Os policiais foram até a casa da menor, onde encontraram o averiguado e contaram o ocorrido. O projetista negou os abusos.

Os envolvidos, assim como a mãe da adolescente, foram levados para a Delegacia de Polícia de Monte Mor, onde prestaram depoimento.

MÃE

A esposa do projetista e mãe da menor, a dona de casa S. C. M. V., de 29 anos, afirmou que não seria a primeira vez que o marido teria tentado molestar sua filha. A dona de casa ainda relatou que no sábado, ela teria flagrado o marido tentando agarrar a menina dentro do carro, o que motivou uma briga entre o casal.

Todos foram ouvidos pelo delegado Diego Bini separadamente, que, devido a confusão dos depoimentos, e o abuso não ter sido comprovado em exame pericial, liberou o averiguado para responder ao processo em liberdade.

A vítima passará por exames de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal), em Americana, para tentar comprovar se houve estupro. O caso foi registrado como estupro de vulnerável, no entanto, o caso continuará sendo apurado pela Polícia Civil.

Reportagem: Thiago Alves | Monte Mor



Policial

Mãe teria enviado drogas em margarina para detento em Hortolândia

Publicado

em

Mãe de custodiado teria enviado as drogas para PIII de Hortolândia 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que policiais penais da PIII de Hortolândia encontraram 75 micropontos de LSD e uma folha contendo droga sintética M4 escondidos em um fundo falso de pote de margarina enviados pela mãe de um custodiado. O flagrante ocorreu ontem, 8, durante o procedimento de revista das mercadorias.  

O material apreendido foi encaminhado para a delegacia, e o preso que receberia os itens pessoais foi isolado preventivamente para procedimentos disciplinar.

A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando inserir materiais proibidos nas unidades prisionais são suspensas do rol de visitas temporariamente.  

Continue Lendo

Policial

CPFL emite nota sobre o ocorrido na base em Sumaré

Publicado

em

policia

Em virtude de um áudio com informações relacionadas ao roubo ocorrido na base da CPFL em Sumaré, no dia 03/08/2022, que está em circulação em grupos de WhatsApp.

A CPFL esclarece que os funcionários que prestam serviços sempre comparecem devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a execução da atividade, contudo, caso o cliente ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato por meio dos canais de atendimento, entre eles, o 0800 010 1010 (CPFL Paulista), e informar o número da nota de serviços e confirmar a autenticidade da mesma com o atendente.

Caso não seja possível realizar a confirmação no momento, a orientação da empresa é de que o cliente não permita a execução do serviço e não assine ou entregue qualquer documento.

Continue Lendo

Policial

Pediatra é preso em Monte Mor por suspeita de abusar de adolescente de Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um médico pediatra de 65 anos foi preso na última sexta-feira (5) em Monte Mor por suspeita de abuso sexual a um adolescente de 14 anos durante o atendimento em Hortolândia. Ele foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi levado para uma penitenciária em Sorocaba. 

O médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido no último dia (3) pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia, e foi localizado atendendo em uma clínica em Monte Mor. O advogado do pediatra informou que a prisão foi infundada e arbitrária, e destacou que irá se manifestar sobre o conteúdo das investigações somente no processo.

Foi instaurado um inquérito em 3 de janeiro pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. A Segunda Promotoria de Justiça da cidade acompanha o caso, que está em segredo de Justiça. 

O médico atuava em clínicas particulares nas cidades de Monte Mor e Hortolândia. A Justiça que fez o pedido de prisão preventiva, investiga o crime de estupro contra vulnerável. 

A Secretaria de Saúde em Hortolândia informou através de nota que o médico foi servidor da cidade, em junho e está aposentado desde então. “A administração municipal está à disposição das demais autoridades para colaborar com a investigação”, diz o texto.

Em Monte Mor o médico atendia na cidade, mas não atuava na rede pública.

Continue Lendo

Populares