Um vidraceiro confessou à policia que matou a namorada estrangulando-a. O crime aconteceu no domingo(24) em Paulínia (SP), mas o criminoso só confessou dois dias depois, para fugir do flagrante.

Welington Paulo Fernandes, de 39 anos, confessou ao delegado Ian Loui Adania Fernandes, no 3º Distrito Policial de Sumaré (SP), que havia tirado a vida de Elenice Martins Souza, de 35 anos. O motivo seria ciúmes.

O crime aconteceu às margens de uma lagoa, na região do Parque Brasil 500 em Paulinha.

O vidraceiro levou os policiais até o local onde matou a namorada. O corpo da mulher estava em entrando em estado de decomposição.

Elenice era moradora de Campinas e a maioria dos familiares reside em Hortolândia.

Wellington foi indiciado por crime de feminicídio e por ocultação de cadáver.

Artigo anteriorCovid19: Estatísticas no Brasil e Hortolândia
Próximo artigoPolícia Militar localiza veículo furtado no Jardim Santa Rita de Cássia