sirene policia

Um advogado de 38 anos afirma ter sido ameaçado com uma marreta pelo porteiro do condomínio em que vive, no Jardim Interlagos, em Hortolândia. O conflito teria começado após a vítima ter estacionado o carro com os faróis acesos na cancela do condomínio.

S. A. S. afirma que, por volta das 21h40, teria chegado ao condomínio, onde vive com a esposa, grávida de dois meses, há dois anos. Ao estacionar seu carro na cancela do condomínio, o porteiro, identificado apenas como E. teria saído da guarita e passado a desferir golpes no vidro do carro, de forma descontrolada.

Assustada com a situação, a esposa do advogado teria fi8cado nervosa e começado a chorar, momento em que a vítima desceu do carro para ver o que estava acontecendo.

Visivelmente alterado, segundo a vítima, o porteiro se armou de uma marreta e passou a ameaçar a vítima. A cena teria sido presenciada pelo sindico do condomínio, identificado apenas como M.

Após a briga, o advogado procurou ajuda no Plantão Policial de Sumaré, onde o caso foi registrado como ameaça. A reportagem tentou contato com a vítima e com o sindico do condomínio, mas ninguém foi encontrado.

Artigo anteriorServiços públicos essenciais terão atendimento durante feriado
Próximo artigoSancionada lei que considera hediondo homicídio de policiais