Uma mulher de apenas 22 anos, grávida de quatro meses, morreu após ser atropelada por um ônibus na manhã desta quinta-feira, no Parque dos Pinheiros, em Hortolândia. Ela estava na garupa da motocicleta do marido, de 23 anos, e ia para o trabalho quando se envolveu no acidente. A motocicleta teria sido fechada pelo ônibus, momento em que a jovem acabou caindo embaixo do veículo. A roda do transporte coletivo passou em cima de sua barriga. Jessica Cintia Silveira Silva morreu na hora.

Jessica e o marido seguiam para o trabalho da vítima, vendedora na loja Magazine Luiza. O marido, Emerson de Carvalho Correia seguia pela faixa da esquerda da Rua Elisa Laurindo da Silva e o ônibus seguia pela faixa da direita.

No entanto, em dado momento, o motorista do ônibus teria virado para a esquerda sem dar seta. Emerson chegou a gritar, segundo testemunhas, assim como Jessica, para o motorista parar, mas ele não teria ouvido e continuou a curva, acertando a motocicleta.

Jessica caiu embaixo do ônibus e continuou a gritar para que o motorista parasse, mas acabou sendo atropelada. O marido da jovem, mesmo com o pé fraturado, ainda tentou sinalizar, batendo com o capacete no transporte coletivo, mas não conseguiu evitar o acidente.

EMOÇÃO

O acidente comoveu os moradores da cidade. Esse seria o primeiro filho do casal, que havia descoberto na noite de ontem o sexo da criança, um menino e, segundo Emerson, que estava bastante abalado, teriam passado a noite escolhendo o nome da criança.

O rapaz fraturou o pé, mas negou o atendimento dos socorristas, pois não queria sair do lado do corpo da esposa, que aguardava a chegada da perícia técnica do IC (Instituto de Criminalística). Mesmo contra sua vontade, acabou sendo levado para o Hospital Municipal Mário Covas, onde passa por atendimento médico e permanece em observação.

O caso está sendo registrado na Delegacia de Polícia de Hortolândia. O motorista do ônibus poderá responder por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. O número de curiosos no local acabou deixando o trânsito lento na via, que dá acesso ao bairro Remanso Campineiro.

As informações sobre o enterro de Jessica ainda não foram divulgados. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal), em Americana.

Foto: Divulgação

Artigo anteriorOmelete saudável
Próximo artigoPor que ser contra a Redução da Maioridade Penal?