Connect with us

Nossa Região

Fumaça no Shopping Dom Pedro assusta clientes

Publicado

em

fubaca_dom_pedro_shopping

O superaquecimento na churrasqueira de um restaurante no Shopping Dom Pedro, em Campinas, gerou uma intensa fumaça e assustou os clientes do centro de compras. O incidente aconteceu no começo da noite desta terça-feira (6), por volta das 19h, no Empório Dona Bella, localizado na entrada das Colinas. A jornalista Luiza Moretti registrou a intensa fumaça branca da sacada de seu apartamento.

De acordo com a assessoria de imprensa do Dom Pedro, o incidente não chegou a configurar um incêndio. A equipe de brigadistas do shopping foi acionada e em poucos minutos a fumaça foi controlada. Não houve registro de tumultos ou de vítimas. O gerente do restaurante, Carlos Donizete, afirmou que foi gerada uma faísca na coifa, o que provocou bastante fumaça.

O próprio cozinheiro teria jogado o pó químico, o que ajudou a controlando a situação. “O pessoal que estava aqui dentro saiu tranquilo. A gente mesmo pediu para sair. Mas em 20 minutos já estava tudo normal e reabrimos” , contou.

Fonte: rac.com.br

Nossa Região

DOE SANGUE: Hemocentro da Unicamp está com níveis de estoque baixo

Publicado

em

Por

Doação de Sangue em Hortolândia

O Hemo Centro da Unicamp está com estoques em níveis preocupantes e pede ajuda pra quem puder doar sangue.

Para doar basta acessar o site da instituição e agendar a sua doação.

https://agendamento.hemocentro.unicamp.br

Continue Lendo

Nossa Região

Festa da Uva de Jundiaí em 2022 está cancelada

Publicado

em

uva

Com a luz amarela acesa no cenário epidemiológico da pandemia de COVID-19, agravado pelo surto de gripe influenza, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) orientou pela não realização da Festa da Uva de Jundiaí em 2022, seguindo a mesma orientação sanitária adotada para o Carnaval.

Além do risco de disseminação do vírus e de contaminação em massa, a realização da festa fora de época agrega custos adicionais aos produtores, por isso, os integrantes dos Conselhos Municipais do Turismo (Comtur) e de Desenvolvimento Rural (CMDR) acolheram e apoiaram a decisão adotada. A Prefeitura de Jundiaí junto com os conselhos e da Associação Agrícola de Jundiaí definirão quais ações poderão ser desenvolvidas para suprir a lacuna deixada pela Festa da Uva.

No segundo semestre de 2021, quando a pandemia da COVID-19 estava em queda sustentada de casos, havia sido acordado com os agricultores que expõem na Festa da Uva, juntamente com a Associação Agrícola de Jundiaí, para a realização da Festa da Uva entre os meses de maio e junho, quando é colhida a safra de inverno. Para isso, os investimentos deveriam ser iniciados em janeiro, tanto para a organização da festa, quanto para os produtores, que precisam realizar a poda fora de tempo para que a fruta possa ser colhida no período do evento.

De acordo com o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez, além do investimento para a realização da festa pelo poder público, existe a necessidade das adequações na produção com a aplicação da chamada ‘poda verde’ nos parreirais, que deveria ser feita neste mês para ter o prazo da colheita no período estimado. “Muitos produtores só iriam podar seus parreirais para atender a demanda da Festa e existe o risco do investimento com a produção de inverno, já que, a rentabilidade pela venda das frutas no evento ficaria comprometida no caso de controle de acesso ou restrição de público. Isso sem contar com o risco de possível cancelamento do evento no meio do período, caso se detecte contaminação por COVID 19 ou Influenza”, detalha.


Como a Festa da Uva é o principal evento do calendário do turismo rural da cidade, o Comtur propôs planejar outras ações para minimizar a ausência do evento. As ações serão apresentadas para os setores envolvidos com vistas ao atendimento das determinações sanitárias específicas, conforme o cenário epidemiológico vigente.

A exemplo do Carnaval, quando a definição pela não realização das festividades foi adotada pela Região Metropolita de Jundiaí, a medida tem por objetivo a prevenção ao agravamento da pandemia e da disseminação dos vírus respiratórios em ambientes de aglomeração.

Continue Lendo

Nossa Região

Campinas reduz para 50% o limite de ocupação em atividades e eventos

Publicado

em

Moises Lucarelli

O prefeito Dário Saadi anunciou, nesta quinta-feira, 13 de janeiro, em transmissão pelas redes sociais, a redução de 100% para 50% a ocupação em atividades e eventos de entretenimento, culturais, esportivos e de lazer, com pessoas sentadas ou em pé. A medida, que visa diminuir o altíssimo índice de transmissão da nova variante, passa a valer no sábado, 15 de janeiro.

“A redução de público de 100% para 50% vale para grandes eventos e não se aplica aos restaurantes e igrejas, porém as medidas sanitárias devem ser mantidas, entre elas o distanciamento e o uso de máscara”, disse.

Segundo diretora de Vigilância em Saúde, Andrea von Zuben, a decisão de reduzir público em grandes eventos foi tomada a partir de estudos técnicos sobre a transmissão da nova variante ômicron. “Houve uma ampla discussão antes de adotarmos essa medida, que visa aumentar a margem de segurança e diminuir a transmissão”.

Os estabelecimentos que forem realizar eventos devem continuar respeitando as seguintes regras: comprovação do esquema vacinal completo; exigência de teste negativo de covid-19 para menores de 12 anos; exigência do uso de máscara; disponibilização de álcool em gel 70%; e adoção de medidas para evitar aglomerações e manter o distanciamento social.

Os estabelecimentos que não cumprirem as normas, bem como a redução de capacidade de público, estarão sujeitos às penalidades previstas na legislação sanitária.

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares