O vigilante J. R. S., de 28 anos, foi baleado na manhã de segunda-feira, no bairro Loteamento Remanso Campineiro, em Hortolândia. Segundo uma testemunha, que teria socorrido o vigilante, o autor dos disparos é amigo da vítima e também trabalharia como vigilante. O caso será investigado no 2º Distrito Policial de Hortolândia.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 2h10 desta segunda-feira, os policiais foram acionados por moradores que afirmaram terem visto um homem ser baleado na Rua Catanduva.

Ao chegar ao local indicado, a PM foi informada que o vigilante havia sido baleado e socorrido pelo motorista D. F. S., de 39 anos, que teria levado a vítima até o Pronto Socorro do Hospital Municipal Mário Covas.

TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Os agentes foram até o hospital e conseguiram encontrar a testemunha, que contou ter visto um homem, identificado apenas como N., com uma arma em punho logo após a vítima ser baleada. A testemunha ainda teria afirmado em boletim de ocorrência que N. também era autor dos disparos.

Ainda de acordo com a testemunha, tanto o suposto autor quanto a vítima são vigilantes de rua e o crime teria sido motivado por uma discussão em um bar. O motivo da discussão não foi informado pela Polícia Civil. O acusado não foi encontrado pela polícia.

A vítima passou por atendimento médico no Hospital Mário Covas e, segundo a testemunha, teria sido transferida para o Hospital das Clínicas da Unicamp (Universidade de Campinas). A reportagem do Portal Hortolândia procurou a assessoria de imprensa de ambos os hospitais, e de acordo com a assessoria do HC, a vítima passava por cirurgia na tarde de segunda-feira e seu estado de saúde ainda estava indisponível. O número de disparos que atingiram a vítima não foi divulgado.

MARCAS

A PM informou em BO que uma das casas da rua apresentava marcas de tiro, mas nenhuma cápsula deflagrada foi apreendida. Um inquérito será instaurado no 2º DP.

Artigo anteriorEscola de Cadetes tem 500 vagas com bolsa e benefícios em Campinas
Próximo artigoPrefeitura diz que Hortolendo reuniu mais de 35 mil pessoas