Connect with us

Nossa Cidade

Vacinação contra a Influenza termina nesta sexta-feira (17/12)

Publicado

em

Imunizante está disponível nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município

Se você ainda não se imunizou contra a Influenza, gripe causada pelo vírus H1N1, fique ligado! A Prefeitura de Hortolândia informa que campanha de vacinação contra a doença termina nesta sexta-feira (17/12). O imunizante está disponível nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município, com exceção da UBS Dom Bruno Gamberini, que atualmente está ocupada com a UR (Unidade Respiratória) para atender casos de COVID-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, pacientes atendidos pela UBS Dom Bruno devem procurar as UBSs Orestes Ôngaro, São Jorge ou Parque do Horto para receber a vacina contra a Influenza. Para receber a vacina, é necessário apresentar o CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Em agosto deste ano, o município havia encerrado a campanha de vacinação contra a Influenza antes do prazo estipulado em virtude do governo estadual ter comunicado na ocasião que não enviaria mais doses da vacina. A campanha foi retomada em outubro deste ano, quando o governo do Estado voltou a fazer o envio da vacina para os municípios. A meta da campanha é imunizar 90% dos públicos-alvos. De acordo com dados da Secretaria de Saúde, referentes ao dia 6 deste mês, já foram aplicadas 74.169 doses, e a cobertura vacinal está em 62%. A Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, salienta que os dados ainda não foram atualizados em virtude do ataque hacker ao site do Ministério da Saúde ocorrido nos últimos dias. 

Confira abaixo a cobertura vacinal dos públicos-alvos da vacinação contra a Influenza:

Cobertura Vacinal Influenza
GRUPODOSES APLICADAS%
Crianças14.542   72%
Gestantes  1.89885%
Puérperas30082%
Idoso18.86667%
Trabalhadores de saúde4.01459%
Caminhoneiros(Obs.: para este publico não há meta estipulada)82 – 
Trabalhadores do transporte coletivo(Obs.: para este publico não há meta estipulada)175
Pessoas com comorbidades7.80150%
Forças Armadas e de Segurança(Obs.: para este publico não há meta estipulada)100
Funcionários do sistema prisional(Obs.: para este publico não há meta estipulada)214
Professores1.32163%
População privada de liberdade5.80594%
Pessoas com deficiência861%
População em geral(Obs.: para este publico não há meta estipulada)18.965

Nossa Cidade

Hortolândia continua com a vacinação contra a COVID-19 para adolescentes e adultos nas UBSs

Publicado

em

A vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses é feita no horário das 8h às 15h30

Quer ajudar a diminuir a disseminação da COVID-19 na cidade? Então, tenha uma atitude responsável e complete sua imunização. A Prefeitura de Hortolândia continua com a vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses para adolescentes, jovens e adultos durante esta semana nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município. A vacinação é feita das 8h às 15h30 em diferentes unidades a cada dia da semana (confira abaixo o quadro). No sábado (22/01), a Prefeitura realizou vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses na UBS Santa Clara. De acordo com a Secretaria de Saúde, no sábado foram imunizadas 1.021 pessoas. 

A Secretaria de Saúde reforça para a população a importância de completar o esquema vacinal com a 2ª dose e o reforço com a 3ª dose. Ao fazer isso, a população fica imunizada contra a COVID-19 e as novas variantes do Coronavírus que estão surgindo, e diminui o risco de transmitir a doença para pessoas de seu convívio, tais como familiares, parentes, amigos e vizinhos. De acordo com dados da Secretaria de Saúde, no município estão faltantes com a 2ª dose 9.000 pessoas. Já da 3ª dose, são 57.000 faltantes.

A Secretaria de Saúde salienta que o intervalo da 1ª para a 2ª dose para quem recebeu a Coronavac é de 28 dias. Quem recebeu a AstraZeneca, o intervalo é de 8 semanas. Já para quem foi imunizado com a Pfizer, o intervalo da 1ª para a 2ª dose é de 21 dias para adultos e de 8 semanas para adolescentes. Para quem recebeu a 1ª dose da Janssen, o intervalo para a  dose de reforço é de 2 meses. Já o intervalo da 2ª para 3ª dose para todas as vacinas, com excessão da Janssen, é de 4 meses. Quem é imunossuprimido, o intervalo da 2ª para a 3ª dose é de 28 dias.

Quem for receber a 1ª dose tem que apresentar Carteira de Identidade (RG) ou algum documento com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de endereço.

Já para quem for receber a 2ª ou a 3ª doses, é necessário levar o comprovante de vacinação, Carteira de Identidade (RG) ou algum outro documento com foto e CPF. Os adolescentes podem receber a 2ª dose desacompanhados de pai, mãe ou responsável.

Confira abaixo os dias da semana e as UBSs onde é feita a vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses contra a COVID-19:

– Segunda-feira: UBSs Figueiras e Orestes Ôngaro 

– Terça-feira: UBSs Amanda I e Nova Europa 

– Quarta-feira: UBSs São Jorge e Santiago

– Quinta-feira: UBSs Santa Esmeralda e Taquara Branca

– Sexta-feira: UBSs Adelaide, Santa Clara e São Bento

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Farmácia de Alto Custo suspende atendimento ao público, nesta quarta-feira (26/01)

Publicado

em

Órgão retomará o funcionamento na quinta-feira (27/01), a partir das 8h  

A Prefeitura de Hortolândia informa que a Farmácia de Alto Custo, órgão da Secretaria de Saúde, suspenderá o atendimento ao público, nesta quarta-feira (26/01). A interrupção acontecerá em virtude de reestruturação interna. De acordo com a Secretaria de Saúde, o órgão retoma o atendimento na quinta-feira (27/01), às 8h. A farmácia está localizada na rua Vanderlei Costa Camargo, 58, Vila São Francisco.

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, a Farmácia de Alto Custo atende 2.200 pacientes por mês. A unidade também realiza a dispensação de medicamentos para pacientes judiciais.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Ação de busca e eliminação de criadouros de Aedes aegypti continua no Jd. Nova América e Jd. Novo Ângulo

Publicado

em

Prefeitura de Hortolândia solicita para que moradores permita a entrada dos agentes em suas casas  

Com o forte calor registrado na cidade nos últimos dias, a Prefeitura de Hortolândia orienta as pessoas a redobrarem os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti em suas casas e na região onde moram. O inseto é o transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika. A Prefeitura continua a fazer a parte dela com a ação de casa a casa para fazer a busca e a eliminação de criadouros do mosquito em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, prossegue com a ação nas regiões do Jardim Nova América e do Jardim Novo Ângulo.

Os agentes do órgão visitam as residências para fazer a busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. O objetivo é eliminar o inseto ainda na fase larval. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório. De acordo com o órgão, 80% dos focos de criadouros do Aedes aegypti estão nas casas.

A Prefeitura solicita para que os moradores permitam a entrada dos agentes em suas casas. Os agentes estão identificados com crachá e uniforme. A Prefeitura ainda orienta a população a ficar atenta contra golpes. Nas visitas, os agentes não solicitam nenhum dado bancário ou informação pessoal dos moradores. A ação consiste somente na identificação e eliminação de criadouros do mosquito. Em caso de dúvidas, para saber em quais regiões da cidade será realizada a ação de casa a casa, a população pode ligar na UVZ nos telefones (19) 3897-3312 ou (19) 3897-5974.

COLABORAÇÃO

O combate ao Aedes aegypti é uma ação que precisa da colaboração dos moradores para que seja eficiente. Por isso, a Prefeitura reforça para que as pessoas façam sua parte para evitar a proliferação do mosquito. 

Uma atitude que é muito útil e que a população deve adotar para evitar a reprodução do mosquito em casa é recolher e fazer o descarte correto de recipientes, garrafas PET e embalagens plásticas que possam acumular água parada. A fêmea do Aedes aegypti deposita na água parada os ovos que darão origem a mais mosquitos. 

A Prefeitura reforça que o descarte correto desses materiais deve ser feito nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes no município. A Prefeitura inaugurou dois novos PEVs, um no Jardim São Sebastião e outro no Jardim Nova Alvorada, em novembro do ano passado. Com a inauguração dessas duas novas unidades, Hortolândia tem agora 13 PEVs. A população pode consultar qual é o PEV mais perto de onde mora no site da Prefeitura, por meio deste LINK.

CHUVAS

O verão é a estação caracterizada por chuvas repentinas e de forte intensidade. Por este motivo, a Prefeitura salienta que a população deve redobrar os cuidados para eliminar o acúmulo de água parada em suas casas logo após a ocorrência de chuva. Pessoas que moram em casas com laje exposta sem telhado também devem verificar se houve acúmulo de água da chuva na laje e fazer a retirada de poças. 

Ao fazer o descarte correto de materiais reaproveitáveis como garrafas PET e embalagens plásticas nos PEVs, a população também ajuda a evitar que esses materiais sejam levados pela enxurrada das chuvas e causem o entupimento de bueiros, o que provoca inundações e alagamentos. Esses problemas podem causar prejuízos e transtornos para outras pessoas que moram em diferentes regiões da cidade. 

O descarte irregular de resíduos em ruas e áreas públicas da cidade pode ainda causar outros problemas, tais como atrair animais peçonhentos (cobras, escorpiões, ratos, entre outros) que transmitem outras doenças, e a contaminação de áreas verdes e naturais, como lagoas e ribeirões, existentes na cidade.

SINTOMAS

Caso o morador apresentar algum dos sintomas de Dengue, Chikungunya ou Zika, a Prefeitura orienta para que ele procure a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de onde mora para receber atendimento adequado, possibilitando que a Secretaria de Saúde faça a notificação correta do caso.

A Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, salienta que os sintomas de Dengue, Chikungunya e Zika são parecidos. Dentre os principais sintomas da Dengue estão dores no corpo, de cabeça e na parte atrás dos olhos, febre, manchas e/ou pontos vermelhos no corpo, náusea e vômito. Já o sintoma principal de Chikungunya são dores nas articulações que persistem durante dias. Os sintomas da Zika são febre, mas não tão elevada, vermelhidão no corpo e nos olhos (neste último sem formação de pus). De acordo com a Vigilância Epidemiológica, em 2021 o município registrou 514 casos positivos de Dengue e 3 casos positivos de Chikungunya. Já neste ano, o município registra 13 casos suspeitos de Dengue, todos aguardando resultado.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares