Quem mora na região do Jd. Novo Ângulo e Jd. Nova América, bairros cortados pelo traçado do Corredor Metropolitano Noroeste, terão mais segurança para atravessar a pé a avenida Antônio Costa Santos, por onde passa a via expressa de ônibus. A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), parceira da Prefeitura na implantação deste sistema viário, realiza a sinalização de solo neste trecho, com pintura de faixas de pedestres. Além disso, dois importantes cruzamentos receberão semáforos, equipamentos que começarão a funcionar nas próximas semanas.

Os semáforos estão instalados nos cruzamentos da avenida Antônio da Costa Santos com as ruas Adail Alves da Silva e com a rua Muriaé. Nestes pontos, a pessoa que precisar atravessar a pé pela avenida consegue acionar um botão que agiliza o aparecimento do “sinal vermelho” para os carros, possibilitando a travessia mais segura pela faixa de pedestres. Esta medida é necessária, uma vez que o Jd. Novo Ângulo e o Jd. Nova América têm imóveis e comércios muito próximos do Corredor Metropolitano, sendo que os pontos de travessia para pedestres facilitam a circulação das pessoas pelo trecho.

Além da sinalização para travessia de pedestres, a EMTU trabalha na finalização de estações de embarque ao longo do traçado do corredor expresso. Quatro estações já estão prontas e uma será construída nos próximos meses.

Corredor Metropolitano

O Corredor Metropolitano integrará toda a região por meio de um viário expresso, desde Americana, passando por Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia, até Campinas, trajeto que terá a Ponte da Esperança (estaiada) como trajeto. A Ponte, que foi construída pela Prefeitura para ligar as regiões Leste (Jd. Novo Ângulo) e Oeste (Jd. Amanda), foi inaugurada em maio e já está com o trânsito liberado. Em Hortolândia, o traçado do Corredor Metropolitano já está pronto até o Jd. Nova América. A partir deste trecho, o Governo do Estado trabalha na abertura de novos caminhos pelo Parque Peron e pelo bairro Chácaras Nova Boa Vista, até o quilômetro 5 da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101), onde a concessionária Rodovias do Tietê implanta um dispositivo de acesso ao corredor expresso e à Ponte da Esperança. A obra deve ser concluída até dezembro, segundo informou o Governo do Estado.

PIC

A obra do Corredor Metropolitano faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), programa que prevê mais de 100 intervenções e serviços que promoverão o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia