A Secretaria de Saúde de Hortolândia confirmou quatro casos de suspeita de Saranpo na cidade.

Uma adolescente teve o caso confirmado na semana passada, mas passa bem. Houve bloqueio no bairro onde ela reside.

Há dez anos que a cidade não registrava nenhum caso da doença.

Prevenção

A vacina ainda é a principal forma para que a população se proteja contra o Sarampo. É importante que cada morador se imunize e, com isso, evita-se o risco da doença voltar ao município.

Para que isso se concretize, alerta a Secretaria de Saúde, é preciso que toda a população tome a vacina. A vacina está disponível nas unidades básicas de saúde da rede municipal. Graças às ações da Prefeitura e à conscientização da população, desde 2009 que Hortolândia não registrava um caso da doença.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o Sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, que pode ser transmitida pela fala, tosse e espirro, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.

O Sarampo caracteriza-se pelo surgimento de manchas vermelhas, inicialmente no rosto e atrás das orelhas, e depois se espalham pelo corpo. Dentre os principais sintomas estão febra alta, acima de 38,5°C, dor de cabeça, tosse, coriza, conjuntivite e o surgimento de manchas brancas na mucosa bucal que antecede, entre um a dois dias, o surgimento das manchas vermelhas. Em 2016, o Brasil recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o certificado de erradicação da doença.

Artigo anteriorEmpregos no Brasil é sustentado por pequenos negócios
Próximo artigoInscrições para Curso de formação de eletricistas da CPFL em diversas cidades da região