A arte tem o poder de emocionar. Este é o mote de quatro projetos culturais distintos que a Prefeitura de Hortolândia exibirá em formato online, neste sábado (27/03). Os projetos foram contemplados com recursos da lei federal Aldir Blanc, que oferece subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais dos setores artístico-culturais da cidade cujas atividades foram afetadas pela pandemia do Coronavírus. A exibição dos projetos será no canal do YouTube da Secretaria de Cultura.

O primeiro projeto é “Workshop para líderes de escola de dança”, parceria  da academia DançArt com a Cia. Apóstolos. O projeto terá dois eventos que serão transmitidos ao vivo. O primeiro, às 9h, abordará o processo de composição da dança contemporânea. Este workshop será ministrado pelo professor Cleberton Luís Moraes. O segundo workshop, “Dança com elementos”, às 11h, visa estimular a criatividade e o manuseio de objetos em diferentes modalidades de dança. A atividade será ministrada pela professora de balé e sapateado, Viviane Azanha.

O artista holandês Vincent Van Gogh (1853-1890) é o tema do projeto “Do seu, Vincent”, que será exibido às 17h. O projeto é um vídeo em que é narrado o texto da carta que o artista enviou para seu irmão, Theo. A missiva é datada de junho de 1880, época em que Van Gogh voltou a morar na cidade de Borinage. De acordo com a atriz Gi Campos, responsável pelo projeto, Van Gogh fala na carta sobre o desafio de se tornar um artista e o preconceito que enfrenta. O vídeo tem duração de 14 minutos.

O terceiro projeto é o vídeo “Não consigo expressar”, que será exibido às 19h. De acordo com o responsável pelo projeto, Arianderson Martins, o vídeo é o resultado de pesquisas e estudos que ele fez sobre a obra do educador Paulo Freire (1921-1997). Para criar a coreografia, Arianderson também buscou inspiração na obra “I Can´t Paint”, da artista plástica estrangeira Aarti Shinde.

Depois, às 20h, será exibido o projeto “Recolho e danço histórias de amor” (foto), de Leila Kawanishi. Trata-se de um vídeo de dança contemporânea. De acordo com Leila, a coreografia foi criada a partir das histórias de amor enviadas por e-mail pelo público. O vídeo, com duração de quatro minutos, foi filmado no Parque Socioambiental “Irmã Dorothy Stang”.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia