Durante a pandemia do Coronavírus, muitos artistas têm fortalecido suas parcerias para ampliar as possibilidades de divulgação de seus trabalhos e da arte. Este é o caso das musicistas Regina Lima e Lilian Cueto, que apresentam o projeto “Mulheres Em Foco”, neste domingo (14/03), às 11h, no canal do YouTube da Secretaria de Cultura (CLIQUE AQUI). O projeto é um dos contemplados com recursos da lei federal Aldir Blanc, que oferece subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais do setor artístico-cultural da cidade cujas atividades foram afetadas pela pandemia do Coronavírus.

De acordo com a saxofonista Regina Lima, que toca na Banda Municipal de Hortolândia, ela e a pianista Lilian Cueto se conheceram há oito anos em um conservatório musical. Desde então, já tocaram juntas em várias ocasiões. Na pandemia, as musicistas decidiram estudar a obra de grandes cantoras e compositoras brasileiras de diferentes gerações. O resultado é o projeto “Mulheres Em Foco”. “Na apresentação, tocamos músicas das artistas que estudamos. Além disso, faço comentários sobre a vida e a obra de cada uma delas”, explica Regina.

Regina e Lilian fazem um breve passeio por diferentes gêneros musicais. Dentre as artistas estudadas por elas está a compositora e maestrina carioca Chiquinha Gonzaga (1847-1935), de quem elas tocarão o choro “Atraente”. Outro destaque é o samba-canção “A Noite do Meu Bem”, de Dolores Duran (1930-1959), que foi uma das principais intérpretes do gênero. Outra artista consagrada do samba que as musicistas estudaram é Ivone Lara, de quem tocarão uma de suas músicas mais conhecidas, “Sonho Meu”. O repertório inclui ainda as músicas “Ouça”, de Maysa, artista que se notabilizou uma das grandes vozes da Bossa Nova, “O Sucesso da Zefinha”, de Anastácia, uma das principais artistas do forró, e “Feminina”, de Joyce Moreno, uma das artistas brasileiras cuja obra é reconhecida no cenário internacional.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia